O terceiro parágrafo da página 88 do Livro...



A ROSA DO INVERNO – PATRÍCIA CABOT – Essência
“… Mas era difícil se manter brava com um homem que insistia em levá-los a restaurantes caros todas as noites, sobre os quais Pegeen só tinha lido, sem nunca nem sonhar em jantar em um deles. E quando, depois de uma suculenta  refeição de lagosta com champanhe e merengue, ele invariavelmente aparecia com ingressos para lugares em um camarote para a ópera ou o teatro, como ela poderia continuar a se ressentir dele?  O fato de que, logo depois de jantar, Lord Edward desaparecia todas as noites não era da conta dela. Como lembrou Lady Herbert, encolhendo os ombros, Edward  Rawlings era um homem do mundo e era um pouco cansativo para um homem assim passar todas as noites com um velho casal e, Pegeen acrescentou para si mesma, como uma filha de vigário puritana, já que Lady Herbert era bem-educada demais para dizer isso…”


0 comentários:

Deixe seu comentário

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!