Resenha #4 - A Rosa do Inverno - Patrícia Cabot - Editora Planeta

Titulo: A Rosa do Inverno
Autor (a): Patrícia Cabot
Editora: Planeta
Páginas: 416


Sinopse: Quando o dever se converte em prazer...
Edward Rawlings faria qualquer coisa para não assumir o título de duque e ter de passar seus dias cumprindo as obrigações burocráticas do cargo. Por isso, não pensa duas vezes antes de viajar para a Escócia e encontrar a única pessoa que poderia substituí-lo: o sobrinho Jeremy, o menino de dez anos que era o verdadeiro herdeiro do título.
Orfão, o pequeno Jeremy vive num casebre com a tia Pegeen, uma mulher com opiniões demais para a época. Ela não quer que Jeremy cresça mimado e rodeado de riqueza. Mas sabe que Edward pode oferecer ao menino oportunidades de que ela jamais seria capaz e aceita mudar-se para a propriedade dos Rawlings, na Inglaterra.
Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward Rawlings enlouquece com a sensualidade de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões.
No entanto, ao chegar lá, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?
A Rosa do Inverno é um romance leve, com boa dose de romantismo, forte aroma de sensualidade e uma pitada de suspense. Fala de paixão arrebatadora e indevida, de destino e escolha. Mas, sobretudo, é uma história que acende o debate sobre a condição feminina, o papel, os desejos, os temores da mulher. Ao confrontar o instinto de se entregar a um homem e a decisão de manter a independência, a Patrícia Cabot faz do livro um espelho dos dilemas femininos.


No ano de 2012 tive algumas "agradáveis surpresas literárias" , que por conta de não ter ainda o Blog não postei as resenhas destes livros, mas não custa nada voltar um pouco no tempo e fazer isso agora, vamos lá então à minha primeira agradável surpresa.

Minha opinião:

Talvez vocês estejam reconhecendo o nome da autora Patrícia Cabot, esse é o pseudônimo utilizado por Meg Cabot (Meggin Patrícia Cabot), para escrever seus romances históricos. A Rosa do Inverno é de 1998, no Brasil foi lançado pelo Editora Planeta pelo selo Essência em 2008.

Sabe esses livros que conhecemos como "romance água com açúcar", que sempre tem a figura da mocinha que é impetuosa e a frente de seu tempo, e o mocinho que é alto, rico e lindo? Pois bem, A Rosa do Inverno, se encaixa nesse perfil.

O cenário é a Inglaterra de 1860, Pegeen é uma jovem filha de um vigário falecido e tia do pequeno Jeremy. Após a morte de seu pai Pegeen e seu sobrinho sobrevivem da caridade da igreja, até entrar em cena Lord Edward de Rawlings, que vem em busca de seu sobrinho, o jovem Jeremy.

Desde o primeiro encontro de Edward e Pegeen, podemos sentir as fagulhas de romance no ar, a atração entre os dois é evidente, mas Pegeen tem uma ideia muito ímpar sobre casamento. Além disso, as circunstâncias sobre a morte do pai de Jeremy, o desaparecimento de sua mãe, que era irmã mais velha de Pegeen, e a ex-amante malvada de Edward são outros fatores que podem separar o casal.

Enfim, é uma romance em sua essência, o jovem casal se conhece, se apaixonam, fatos fazem com que eles se separarem e no final há um grande acontecimento que soluciona todos os problemas e todos vivem felizes para sempre.

Simplesmente amei esse romance, são 414 páginas que você lê e fica um gostinho de quero mais.


DSC02924

8 comentários:

  1. Eu nunca li nada da Meg como Patricia. Acho que vou começar por este.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma boa escolha viu, eu adorei esse livro!!! Ela publicou mais alguns como Patrícia Cabot, no Brasil foram lançados cinco, eu ainda não li, mas estão na minha meta de leitura deste ano.
      Bjks

      Excluir
  2. Patty minha linda, estou passando para você dar uma passadinha em meu blog e pegar
    seu selinho. Vailá...te adoro amiga. bjos

    Ainda volto pra ver sua atualização...primeiro estou oferecendo o selinho aqui pra ficar livre depois (risos)

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana, já estou passando é claro!!!
      Obrigado por lembrar de mim!!!

      Excluir
  3. Já vi esse livro a algum tempo, me apaixonei pela capa e pela sinopse, mas tive receio de adquiri-lo e não gostar, pois ele não é baratinho não.
    Mas ao ler sua resenha já vi que vou ama-lo, adoro "romance água com açúcar".
    Obrigado pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michela, que bom que você gostou, fiquei super feliz!!!
      Pra quem gosta do genero é um livro muito bom, leve, adorei!!!
      Bjks

      Excluir
  4. Oi Patty!
    Comecei lendo a Meg com a série de A Mediadora (A qual amo de paixão), depois li Tamanho 42 não é gorda (que não gostei tanto assim) e Todo garoto tem (Hilário!!! Super recomendo!).
    Nunca li nenhum romance histórico da Meg como Patrícia, apesar de ter muita vontade.
    Mas um dia lerei!!!
    ahauahuhau

    bjus linda! E bem vinda ao mundo doido dos blogueiros literários. kkk

    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol!!!
      Tenho muita vontade de ler a série Mediadora, ainda não li nenhum livro da Meg, como Meg mesmo...Só li um conto que foi publicado no livro Formaturas Infernais dela...quem sabe meu "debut" eu não faça com Todo o Garoto Tem? Preciso rir um pouco!!!
      Obrigado linda!!!


      Excluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!