Resenha #35 "Almakia" - Lhaisa Andria - Modo Editora (Book Tour)



Título: Almakia - A Vilashi e os Dragões
Autor (a): Lhaisa Andria
Editora: Modo
Páginas: 360




Sinopse: Em um mundo onde existem pessoas com capacidades extraordinárias, vivendo em uma sociedade abastada e preconceituosa. Desde pequena Garo-lin foi uma garota deslocada: uma vilashi frequentando o exclusivo Instituto de Almaki Dul´Maojin. Mesmo sendo tratada como uma simples e inevitável pedra no caminho dos orgulhosos almakins, engole todo o seu senso de justiça e tem por único objetivo terminar sua educação e voltar à sua vila. Porém, devido a um incidente ela se vê presa pelas circunstâncias, e dali em diante, todo o seu destino está nas mãos dos temidos Dragões de Almakia.


– Está tudo bem, Garo-lin?
Mas antes que ela pudesse responder braços agarram seu pescoço e a puxaram para trás, comprimindo-a de encontro a alguém e escondendo parcialmente seu rosto em um abraço estranho. Então, a voz do Dragão de Fogo soou bem perto da sua orelha, sibilando em tom de ameaça:
- Garo-lin é minha, vilashi. Que fique bem claro!

Almakia é mais um livro de Book Tour lido esse mês, esse foi um livro que comecei a ler sem nenhuma pretensão, e para minha surpresa gostei muito do que li, no começo fiquei meio atrapalhada com os nomes, mas acabei me acostumando, um livro onde a autora criou um universo complexo e simplesmente fascinante.

Garo-lin Colinpis é uma vilashi que descobre muito cedo que tem um almaki e ela é a primeira vilashi a adentrar os Portões Negros do Instituto de Formação Almaki Dul’Maojin para estudar e aprender a manejar seu almaki, ela é uma manejadora de fogo de terceira ordem. Ok, parei! Eu tenho certeza que vocês não entenderam nada não é? Eu disse que era um universo complexo, mas vou tentar explicar para vocês.

Os Almakins são pessoas que nascem com um poder, ou seja, um almaki, existem sete poderes elementares (almakis): fogo, água, vento, metal, raio, luz e natureza, quem possui um almaki, vai para o Instituto Dul'Maojin que foi criado e é controlado por uma família poderosa que tem o domínio sobre o almaki de Fogo, para aprender com mestres a manejar seu almaki. Os Vilashis são uma especie de "estrangeiros" que vivem no Vale Interior e não tem poderes almakis.

Nossa protagonista, Garo-lin, apesar de ser uma vilashi, possui um almaki e vive no instituto a cinco anos, sendo ignorada pelos professores e hostilizada pelos alunos, por ela ser uma vilashi a consideram inferior e não digna de fazer parte do instituto, por este motivo ela aprendeu passar desapercebida pelos corredores, porém Garo-lin se anima com a possibilidade de ensinar para a Kidari, uma princesa do Domínio de Kodo e manejadora de raios, as regras e costumes do instituto, entre eles o de manter distância dos Dragões. Não se espantem eles não são dragões de verdade, Dragão na realidade é um título respeitado por todos, almakins ou não e por toda Almakia.

Os Cinco Dragões do Instituto Dul'Maojin, eram um grupo formado pelos herdeiros dos nomes de maior poder dentro de toda a Almakia. Todos eles com almakis distintos, mas com níveis superiores aos de qualquer um. Eram Guardiões de um Segredo de Família, o que lhes rendiam total autoridade sobre os outros alunos e até mesmo sobre os seus mestres, tanto que tinha permissão para sair pelos Portões Negros quando bem entendessem.

Krission Dul’Maojin  é o Dragão de Fogo e líder dos Dragões, Vinshu Zawhart é o Dragão de Raio, Sumerin Grand’Otto é a Dragão de Metal, Benar Sfairul é o Dragão de Vento e Nu’lian Gillion é o Dragão de Água, conhecido também como Dragão Real, com atitudes arrogantes e esnobes esses cinco Dragões reinam no instituto, infelizmente os planos de Garo-lin de se manter longo do caminho dos Dragões vai por água abaixo quando ao presenciar mais um ato de crueldade da parte deles, e cansada disso, ela os enfrenta para salvar o gato de estimação de Kidari, com isso a paz de Garo acaba. Ela é obrigada a conviver com os Dragões e a fazer todas suas vontades, porém essa convivência acaba revelando os verdadeiros sentimentos do Dragão de Fogo para com a Garo, ele passa a ensina-la a manejar seu almaki, que na realidade é mais potente do que todos pensavam.

Vou confessar os primeiros capítulos do livro são repleto de informações e por conta disso tornam a leitura um pouco arrastada, porém com a evolução da história o livro ganha dinamismo, chega ao ponto de você não querer parar de ler pois precisa descobrir o que vai acontecer em seguida. Garo-lin é uma menina forte que não se curva aos mandos e desmandos do Dragão de Fogo e o que começa como um castigo acaba se tornando uma amizade. Temos vários personagens secundários que ganham destaque no livro, a autora conseguiu trabalhar bem com isso, minha única dificuldade foi memorizar tantos nomes difíceis. No começo eu detestava os Dragões, principalmente o Krission, arrogante, prepotente e grosso, mas confesso que mudei de opinião, o senso de justiça de Garo é surpreendente.

A diagramação do livro é muito bonita, as folhas em amarelo que eu adoro e ele é divido em três partes, e no começo de cada parte temos uma página em outra cor com o desenho de um Dragão e uma citação, fui alertada pela autora sobre os possíveis erros que encontraria no livro, e com certeza eles não atrapalharam em nenhum momento a leitura, pra quem gosta do gênero e quer conhecer mais sobre o mundo de Almakia eu recomendo a leitura do livro.

"Mesmo que você diga que somos diferentes vilashi, está errada... Coloquei-a acima de todos os outros e você ser uma vilashi  ou não, não tem importância alguma! Gosto de você mesmo assim."

12 comentários:

  1. A história parece tãããão complicada no início por causa da linguagem dos personagens que são de um "mundo" diferente,mas sabe que isso se torna até atrativo.
    A capa já me cativou no primeiro instante só que apenas vi ele para venda e sinopse. Agora que tive a oportunidade de ler a resenha, parece maravilhoso.

    ResponderExcluir
  2. Oi Patty! Que bom que a história se torna dinâmica aos poucos. Eu também me confundo com muitos personagem e, principalmente, com muitos nomes. Confesso que ultimamente estou me interessando por histórias mais realistas, no entanto, parece um bom livro!

    Abraços, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  3. Olá,Patty!
    Eu não conhecia o livro,mas a sua resenha me despertou interesse rsrs
    Vou ler com certeza
    Beijos!
    Confira a minha nova coluna:
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/2013/08/filme-percy-jackson-e-o-mar-de-monstros.html

    ResponderExcluir
  4. Oi, Patty! :)
    Resenha maravilhosa. E esse livro chamou muito minha atenção, parece ser bem o meu estilo de leitura.
    Participar de um Book Tour é bem legal, né?
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que capa linda!
    A história também é sensacional!
    Adorei as fotos
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Oi flor!

    Já me chamou a atenção pela capa! Haha mas o livro parece ser sensacional, pelo menos aparenta ser o tipo que eu me apaixono. Tô vendo que eu tambem vou me enrolar muito com os nomes kkkkk, mega complicados!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Patty,
    tudo bem?
    Achei a história bem diferente e a capa com certeza é linda!! Nunca li nada sobre dragões. Fiquei muito interessada.
    Beijos.
    Cila- Leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, mas acho que já ouvir o título, eu acho. Enfim, parece ser um livro bom e diferente.

    Adorei sua resenha, como sempre belíssima.
    Clicando Livros, Beijos *-*
    @clicandolivros

    ResponderExcluir
  9. Oi Patty, amei a resenha, os livros da Modo sempre me deixam curiosa sabe. Uma por que as capas são lindas, outra por que é Nacional ^^ Já li alguns livros de dragões e digo que não gostei muito dos que li, mas pelo jeito esse livro é diferente. Espero ter a oportunidade de ler.

    Beijos
    Ká Guimarães

    ResponderExcluir
  10. Oi Patty! Adorei a resenha, só me arruma uma coisa que acho que vc deixou passar "Não se espantem eles são (NÃO) dragões de verdade, Dragão na realidade é um título respeitado por todos, almakins ou não e por toda Almakia." pelo menos foi isso que entendi, que não são dragões
    Enfim quanto a história. Eu abri o link mais pela capa do que por qualquer coisa mas tá, parecem nomes bem complexos e difices de se acostumar, mas pra quem lida com nomes coreanos com uma facilidade monstro acho que não vou me perder muito. Amei o pouco que você contou do mundo deles e vou adicionar o livros a minha lista

    Beijos, Pryh
    ~ Lírios Ao Mar ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pryh,

      Obrigado pelo toque, uma palavrinha muda todo o sentido da frase... e olha que eu li uns 10 vezes antes de publicar e não tinha percebido. Enfim está arrumado.
      Legal você ter gostado do livro, ele é muito bom.
      Bjks

      Excluir
  11. Oi, Patty! Tudo bem? Eu confesso que não conhecia esse livro, mas fiquei bem curiosa depois da sua resenha" Livros de fantasia são os meus favoritos, não tem jeito, mas o que em chamou atenção nessa estória foi a criação de algo novo, algo diferente do que eu estou acostumada a ver. O livro já está na minha lista de desejados! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!