Resenha #37 "Estilhaça-me" - Tahereh Mafi - Novo Conceito




Título: Estilhaça-me
Autor (a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219909
Ano: 2012
Páginas: 304




Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.


Tentei a todo custo parar de pensar nele.
Tentei a todo custo esquecer seu rosto.
Tentei a todo custo tirar da cabeça aqueles olhos azuis azuis azuis, mas eu o conheço eu o conheço eu o conheço já faz três anos desde a última vez que o vi.
Nunca poderia esquecer Adam.
Mas ele já se esqueceu de mim.
Estilhaça-me entrou na minha estante no final de abril, apesar da minha curiosidade, comecei a ler esse livro sem muitas expectativas, e me surpreendi com sua narrativa, envolvente a ponto de sentirmos a aflição e a agonia da personagem principal em sua luta constante para permanecer mentalmente sã, a autora utilizada metáforas para descrever alguns sentimentos, apesar de não ser um tipo de narrativa que eu esteja acostumada, eu realmente gostei.


Aprisionada há 264 dias sem contato com ninguém, Juliette quase se esqueceu como é falar, ela carrega o peso de não poder tocar e ser tocada por outro ser humano sem provocar danos, podendo até matá-lo, desde de sempre foi considerada um monstro, até mesmo por aqueles que a colocaram no mundo, motivo de vergonha para os pais, desprezada pelos alunos da escola, e aos 17 anos é como sempre foi privada de uma interação normal com outra pessoa, não sabe sequer o que é um abraço.

Ela tentou ajudar, ela só queria ajudar e acabou causando a morte de alguém, e foi entregue às autoridades, ela tem certeza que será morta, sua única companhia durante esses 264 dias foi um caderno e uma caneta, vê o mundo por uma janela, um mundo totalmente diferente daquele que conhecemos, a humanidade praticamente se auto-destruiu, as plantas já não crescem mais, os animais foram extintos, a comida é escassa, os pássaros não voam mais, o governo maltrata e mata por qualquer motivo, o Restabelecimento é a nova ordem a comandar o mundo, eles disseram que eram a única saída, eles enganaram à todos.

Após 264 dias Juliette recebe um companheiro de cela, seus medos, inseguranças e delírios vem à tona, ela tem certeza que ele foi enviado para matá-la, o problema é que ele não é um rapaz qualquer ele é Adam, e Juliette o conhece, mas tem certeza que ele não se recorda dela, eles estudaram juntos, a confusão que se forma no interior de nossa protagonista é palpável durante o período que eles passam juntos. Nós meros expectadores não conseguimos saber se o convívio está fazendo bem ou mal a ela, e qual é a verdadeira intenção de Adam, que se mostra um homem cheio de mistérios e meias respostas, Adam será seu salvador ou seu algoz?
Levo dois dias para abrir os olhos.
Há uma lata com água e uma lata com comida colocadas lado a lado e eu inalo o conteúdo frio das latas com mãos trêmulas, uma dor surda rangendo-me pelos ossos, uma secura desesperada. Nada parece estar quebrado, mas uma olhada sob minha camisa prova que a dor foi real. As contusões são flores descoloridas de azul e amarelo, torturantes ao toque e difíceis de cicatrizar.
Adam não está em parte nenhuma.
O Restabelecimento quer transformá-la em uma arma poderosa de tortura, a figura ditatorial de Warner, nos é apresentada, lindo, louco, muito louco ou muito são, ainda não consegui entender o sentimento que tenho por esse personagem, ele é cruel, mas será que ele é o vilão? 

A leitura de Estilhaça-me é eletrizante, o ritmo do livro é intenso, tanto a parte distópica quando o romance são de tirar o fôlego, nossa protagonista se transforma durante a trama, ela cresce, passa de uma garota medrosa e retraída a uma que está disposta a lutar pelo que deseja, o livro é cheio de reviravoltas, que nos deixam doidos para saber o que vai acontecer na próxima página. As 304 páginas são divididas em 50 capítulos, acredito que os capítulos curtos foi uma estratégia para dar esse ritmo intenso a leitura.

Não posso deixar de comentar que pensei muito no X-Man nas últimas páginas do livro, a Juliette me lembrou muito a Vampira, e outros personagens do livro se assemelharam muito com alguns mutantes, o livro tem sua quota de romance, e se vocês estão se perguntando como uma pessoa que não pode tocar em outra sem machucá-la pode ter um romance, eu garanto a autora conseguiu dar um jeitinho nisso, o livro apesar de ser o primeiro da série não tem aquele jeito de livros introdutórios, cheios de pontas soltas, várias de nossas perguntas são respondidas. Eu realmente gostei de Estilhaça-me, pode ser que para algumas pessoas o estilo da narrativa seja um ponto negativo, mais na minha opinião ela deu um certo charme ao livro.
Warner me arrasta até um prédio ainda em funcionamento e arromba a porta com um chute. Acende um interruptor. Luzes fluorescentes acendem-se e ficam piscando com um zunido abafado. Há pinturas coladas nas paredes, arco-íris de abecedário alfinetados em quadros de cortiça. Mesinhas espalhadas pela sala. Estamos em uma sala de aula.
Fico me perguntando se esta é a classe onde James estuda.
Warner baixa a mão. Seus olhos verdes vítreos refletem tamanho encanto que estou petrificada.
 - Deus, senti sua falta - diz ele para mim. - Você achou mesmo que eu deixaria você ir tão facilmente?



25 comentários:

  1. Oi... =)
    Tem tempinho que não passava aqui e tinha que ver o que achou desse livro... que diverge tanto nas opiniões. Eu acabei achando ele meio cansativo quando ela começa com a história Juliette e Adam e torcia para o meu louco voltar logo *_* Me encantei pelo Warner =)
    beeijos

    www.minhasegundaface.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito de Estilhaça-me, mas não entrou pras minhas leituras favoritas do ano. A todo momento ficava me perguntando o que faltava no livro na minha opnião e até agora não sei, acho que não senti fé no shipper de Adam e Juliette, preferi o Warner. Mas ainda assim acho que faltou o sentimento, algo a mais, era quase como se a narrativa fosse superficial demais para mim. Enfim, ainda não li o próximo livro mas espero que o próximo seja melhor que o primeiro.

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei estilhaça-me e estou louca para ler a continuação. A capa não chamou muito a minha atenção, mas o livro dá um reviravolta... rsrs Muito bom mesmo. Adorei a sua resenha!
    Beijos,
    Luana Karla - Sector 12 - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente pensei que esse livro não era nada demais, a capa era linda e nunca tinha chegado a ler a sinopse.Ou li não me recordo no momento.
    Após lançarem o dois as resenhas foram mais negativas do que positivas no meu ponto de vista,mas eu não tinha lido o primeiro então só fiquei lendo por curiosidade e pensando que o livro era ruim.
    ENTÃO, li sua resenha totalmente positiva e contagiante. Agora não parece só uma capa bonita e sim um livro encantador do jeitinho que gosto, não sei se conhece mas tá para chegar aqui "A outra vida" que é depois de um vírus espalhado pela cidade que evolve um romance.
    Enfim, vou ficar mais atenta sobre esse livro e se ele passar na minha frente prometo que caço ele xDD

    http://romances-para-te-fazer-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Patty.....
    Amiga parceira... adorei ler a sua resenha... quando eu vi que você a fez vim correndo ler e fazer o meu comentário... Eu amei esse livro são um dos meus favoritos... amei a narrativa de Tahereh... ela é muito intensa e como você disse em alguns momentos podemos sentir na pele a angústia da personagem... Eu já li Liberta-me e posso te dizer, leia assim quando puder.. você vai amar... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Patty!!!
    Lerei esse livro urgentemente!!
    Comprei ele na bienal e vou ver se leio até o fim do ano =)
    Adorei a resenha!!!
    Beijo, beijo!
    Garota Liber

    ResponderExcluir
  7. Salve, salve, Patty!

    Estilhaça-me é um livro incrível, sem dúvida. A narrativa de Mafi é eletrizante e intensa, ao mesmo tempo em que tortura e impressiona o leitor. A maneira como a autora nos insere na vida de Juliette é absurdamente doloroso, em alguns momentos me senti "triste" pelos medos e desejos da personagem. A obra tem sim os seus pontos negativos, mas acredito que uma narrativa veloz aliada a uma boa construção de personagens, fizeram de Estilhaça-me um livro muito bom. A sua resenha está incrível e descreve muito bem os sentimentos de qualquer leitor que já ousou ler esta obra.

    Um abraço, http://umleitoramais.blogspot.com.br/.

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler esse livro. Tenho que ler esse livro urgente, haha. Beijos,

    Aritana - (http://arimaciel.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
  9. Oi Flor :)
    Já li este livro, gostei bastante, é realmente eletrizante,
    quero ler a continuação em breve,
    estou super curiosa.
    Bjos.

    Rafa

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha, tenho imensa vontade de ler o livro

    http://passionforbooks1.blogspot.pt/ beijos ♥

    ResponderExcluir
  11. Te deixei uma tag lá no meu blog!
    www.meugrandemundodelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Patty! Tudo bem?
    Comecei a ler esse livro hoje e super concordo que a Juliette tem influência direta da Vampira! Gostei da autora ter colocado os capítulos mais curtinhos, mas até agora não fiquei tão impressionada assim com a estória... Espero que alguma coisa realmente explosiva aconteça no final já que o segundo livro é bem mais grossinho... Curti a resenha (: Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Amoooo esse livro, e amei a resenha! Foi um livro que não conseguia largar de tão eletrizante, intenso e tudo de bom que é o livro. Uma coisa que não me conformo é que VÁRIAS pessoas que conheço ou li resenhas acabam gostando do Warner, e eu acho isso um absurdo! Sério, como alguém gosta dele? Tá que ele parece gostar dela e tal, mas não dá, ele é muito cruel pra mim.
    Estou ansiosíssima pra ler a sequência, e espero que seja ainda melhor que esse! (:

    ResponderExcluir
  14. Amei a resenha viu... Só tem gente falando bem desse livro...

    Indiquei uma tag pra você lá no meu cantinho... Depois dá uma passadinha lá ;)

    http://umnovo-roteiro.blogspot.com.br/2013/09/tags.html

    XOXO

    ResponderExcluir
  15. Que livro,que enredo,Paty :O
    Nossa,só de ler sua resenha já fiquei aqui agoniada pela protagonista.Como será que é nunca poder abraçar ninguém e nem ser tocada por outro ser humano....tenso.
    Adorei a sinopse,história diferente de tudo que já li e a capa é linda.Bjos

    ResponderExcluir
  16. Oi Paty, esse livro é muito bom.
    Lê depois "Destrua-me" que é um conto que é narrado pelo ponto de vista do Warner.
    É muito bom e você consegue entender mais sobre Juliette.
    Eu amei.
    Beijos

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Adorei a resenha desse livro que viagem, ainda nao tenho ele, mas
    preciso ler urgente, culpa da Miguxa Patty!
    bjkas
    Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  18. Oi Paty!!
    Estou louca para ler esse livro! Não consegui ler uma resenha negativa ainda dele, e isso me deixa cada vez mais ansiosa! Ótima resenha! E claro que super diferente uma historia assim e um livro eletrizante são meus preferidos!!
    Bju.Bju

    ResponderExcluir
  19. Oi, Patty! :)
    Você gostou mais de "Estilhaça-me" do que eu. Que bom! Sabe, eu também lembrei muito dos X-Man mais pro final do livro, e talvez, isso me faz querer ler muito a continuação. Acho que, para mim, a estória vai melhorar agora. :)
    Sua resenha ficou ótima!!! \o/
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Patty, sua resenha me animou a ler esse livro! Eu já comprei ele tem um tempinho, mas quando vi aquelas palavras riscadas achei bem estranho e acabei passando outros na frente. Maaaas, já que vc gostou, vou ver se leio assim que terminar Os Instrumentos Mortais (que eu tô amando, por sinal)!
    Beeejo!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  21. oi Patty, estou louca para ler esse livro. Já tenho ele e Liberta-me, mas ando super sem tempo, rs. Adorei sua opinião, principalmente por saber que o livro realmente é eletrizante como eu esperava (e imaginava, rs), e acho que capítulos curtos são essenciais para dar essa dinâmica mesmo, rs. Quando li a sinopse pela primeira vez também pensei na Vampira, pela questão do toque. Vamos ver se dou um jeito e leio logo esse livrinho, rs
    bjus
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Patty

    Decididamente eu preciso ler esse livro sua resenha foi a mais convincente que eu sobre esse livro e dpois do último quote fiquei louco e fico imaginando como a autora du um jeitinho nesse romance e se apaixonar por vilões é tão eu !<3

    ResponderExcluir
  23. Ei Patty!!! Adorei a resenha, esse livro está na minha wish list a um bom tempo xD.

    mas estou tentado a comprar em inglês por conta da capa do segundo livro que é muito feia ;x

    ResponderExcluir
  24. Como eu coloquei na resenha de "Destrua-me", esperava muito mais de Estilhaça-me. Me senti um pouco enganado ao decorrer da leitura. Estou aguardando "Liberta-me" chegar, e ver o que acontecerá. Espero que supere o primeiro.

    ResponderExcluir
  25. O seu terceiro capítulo, a forma como fala do Restabelecimento lembrou-me uma das músicas da banda onde meu irmão toca. O som traz uma crítica ao governo.
    Anyway...
    Estou louca por esse livro. Adoro distopias e essa parece ser bem diferente do que costumamos ler.
    Concordo quando diz que lembra X-man. A primeira vez que li a sinopse logo associei a protagonista a Vampira.
    Estou louca pra saber como a autora desenvolveu um romance quando um dos protagonistas não pode tocar ninguém sem feri-lo.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!