Resenha #73 "O Duque e Eu" - Julia Quinn - Editora Arqueiro




Título: O Duque e Eu
Os Bridgertons - 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411461
Ano: 2013
Páginas: 288



Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


É recomendável, no entanto, que todos com alguma sanidade se mantenham bem distantes da safra de solteiros da época quando as meninas E., F e H da família Bridgerton chegarem à idade de casar. Lady B. provavelmente não olhará para os dois lados antes de atravessar um salão de baile na companhia de três filhas, e Deus nos ajude se ela decidir usar botas com pontas de metal.
Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown,
28 de abril de 1813.

Quem me conhece sabe que sou apaixonada por romances históricos, o mês passado resenhei aqui no CdT os três primeiros livros da série Os Hathaway´s de Lisa Kleypas, e agora em março chegou a vez do Os Bridgertons de Julia Quinn, uma das três séries de romance histórico publicada pela Editora Arqueiro. No final do mês de fevereiro recebi o terceiro livro da série, Um perfeito cavalheiro, em parceria com a editora, e como eu já tinha os dois primeiros livros da série na minha estante resolvi ler os três na sequência, e hoje estou aqui para apresentar a vocês O Duque e Eu, um livro encantador com uma escrita sublime que teve o dom de me fazer suspirar, escolhi o primeiro quote do livro por conta da data, dia 28 de abril é meu aniversário.

O Duque e Eu é o primeiro livro da série Os Bridgerton´s composta por oito livros sendo que somente os três primeiros foram publicados por enquanto no Brasil, a série conta a história dos filhos do Visconde e da Viscondessa de Bridgerton, Edmund e Violet que tiveram oito filhos, isso mesmo oito filhos, e só parou por aí por conta da morte prematura do Visconde, fato curioso é que eles batizaram seus filhos por ordem alfabetica, Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth, em o Duque e Eu iremos conhecer a história de Daphne.


Daphne está na sua segunda temporada de bailes e apresentações em Londres, sendo a mais velha das meninas Bridgerton precisa urgentemente arrumar um marido, não só pelo fato de sua mãe, a Viscondessa, não dar folga, afinal sua reputação e de suas irmãs dependem disso, mais porque ela mesma quer ter uma família e alguém para amar, porém Daphne não anda tendo sorte, os pretendentes em sua grande maioria são muito velhos, ou desprovidos de atrativos ou inteligencia.

Mesmo Daphne sendo uma garota inteligente e possuindo um espírito espontâneo e ao mesmo tempo forte, os possíveis candidatos parecem enxerga-la somente como uma amiga e não uma possível candidata a esposa. Porém a realidade de Daphne muda quando aparece em sua vida o novo Duque de Hastings, Simon Basset.

Simon estudou com o irmão mais velho de Daphne, Anthony, e sua fama de libertino o precede, porém Simon é julgado mais pela aparência do que pelos próprios atos, tendo sido desprezado pelo pai na infância por ter um pequeno problema na fala, Simon cansado de tentar agrada-lo resolve ser tudo o que o pai mais abominava, e mesmo após o pai apresentar sinais de querer uma reaproximação, quando se dá conta dos progressos do filho, Simon se mantém distante, viaja pelo mundo e só volta a Londres após a morte do pai.

Ele não era muito falante, mas, quando dizia alguma coisa, tinha um humor sagaz e muitas vezes irônico – o tipo de temperamento que conquistava a atenção de todos. (…) Ele era conhecido como alguém “confiante”, “lindo de morrer”, “o exemplar perfeito da virilidade inglesa”. Os homens buscavam sua opinião sobre vários assuntos. As mulheres caíam a seus pés.


Assim que Simon chega a Londres as mães casadoiras o elegem como o pretendente da temporada, porém os planos do novo duque não poderiam ser mais contraditórios, não passa pela cabeça de Simon de casar e nem ter filhos. Assim que ele toma ciência da situação de Daphne, os dois armam um plano, Simon finge estar fazendo à corte a Daphne assim se livra das mães que insistem em lhe apresentar as filha, e Daphne além de ganhar uma folga da marcação cerrada da mãe, tem a chance de despertar o interesse nos rapazes que somente a viam como amiga.

Não precisamos ser muito inteligentes para saber que esse plano tem tudo para dar errado, a proximidade poderá mudar os sentimentos de Daphne e Simon, porém há mais coisas em jogo do que uma possível proposta de casamento, Simon precisará primeiro se livrar dos fantasmas do passado que ainda regem sua vida antes de se entregar aos encantos de Daphne, como essa história acaba? Eu só posso garantir para vocês que em meio a um turbilhão de desentendimentos, questões de honra, duelos, as páginas que nos constam o final dessa história tem o poder de nos fazer suspirar.




Um romance histórico em sua essência, com uma linguagem simples mas não menos emocionante, Julia Quinn leva o leitor a uma viagem ao passado, mais precisamente Londres do século XIX com seus costumes e trajes. Seus personagens são cativantes e humanos, com defeitos de personalidades e mentes conturbadas, além disso, consegue dar leveza a história com elementos quase satíricos, a Viscondessa é um bom exemplo, sua personalidade faz com que o leitor em muitos momentos ria da situação.

Dando liga a toda história temos uma personagem misteriosa, a famosa Lady Whistledown, que escreve um jornal de fofocas muito conhecido pela sociedade de Londres, com comentários muitas vezes irônicos, Lady Whistledown conquista os leitores de primeira, além é claro que aguçar nossa curiosidade em tentar descobrir quem é a tal lady misteriosa.

Mesmo quem não é muito fã do gênero deveria dar uma chance para o livro de Julia Quinn, é uma ótima oportunidade de sair da zona de conforto com um livro leve, divertido e muito romântico, eu amei a leitura e claro mais que indico.

- O trânsito anda terrível ultimamente - disse Violet, torcendo o nariz. - Há cavalos demais nas ruas.



15 comentários:

  1. Oii Patty..
    Eu também adoro romances históricos, e faz tanto tempo que não leio um sabia.
    Eu adoro a sinopse deste livro, e gostaria muito de ler um dia.
    Não fico surpresa que tenha gostado deste, eu sempre vejo resenhas positivas. Queria muito poder ler algo de Julia Quinn. Um dia eu leio..


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. oi Patty
    adorei a resenha. Eu também adoro romances de época, e esse é um dos meus favoritos, embora dessa série meu queridinho seja o segundo, rs. A Julia realmente escreveu um romance incrível, e concordo com você que todos deviam dar uma chance ao livro. É lindo!

    Só mais uma coisinha, adorei sua última citação. Queria ver a Violet no trânsito de hoje! kkkkkk
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Patty

    Amo Julia Quinn é esse foi o primeiro romance histórico que li depois dessa série fiquei apaixonada pela família e cada livro é mais fofo que o outro.

    Beijos e amei a resenha!


    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Patty!
    Amo romances históricos e essa série está entre as minhas futuras compras, o problema é que são muitos livros... Amei a sua resenha, me deixou ainda mais curiosa.
    Beijos
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Patty confesso a vc que não curtia muito romances de época eu lembro de ter lido Jane Austen se não me engano, mas faz uns anos, mas depois que conheci a Julia Quinn foi amor a primeira vista, a linguagem e o dialogo são maravilhosos, muito amor!!!!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  6. Oie Patty cada vez que leio uma resenha fico interessada em ler essa série dos Os Bridgertons ,ainda bem que no Brasil só tem os três primeiros volumes assim dar para fazer aquisição!Parabéns pela resenha!
    Beijinsss!

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Adorei sua resenha. Gosto muito de romance histórico e amo essa série, que consegue ser romântica e engraçada ao mesmo tempo. Julia Quinn é muito boa.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Patty ^^

    Digamos que romance histórico não é bem o meu tipo favorito de livro, mas como você mesma falou em "sair da zona de conforto", depois de ler sua resenha me deu vontade de sair do computador e ler esse livro. Mas não tenho ele aqui #triste

    Gostei bastante da sua resenha.

    Beijinho,
    May.

    Livreando

    ResponderExcluir
  9. Oi, eu amei a resenha. Ainda não li nenhum livro da Julia Quinn, ganhei esse O duque e eu, estou esperando o livro chegar, tenho certeza que vou amar, nunca li um romance de época do tipo, e parece ser maravilhoso.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Eu só ouço elogios quanto à esse livro!
    Gosto bastante de romances, e esses históricos parecem lindos <3
    Adorei a imagem da família (:
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  11. Oi Paty! Amo romances históricos também. E o Duque e Eu foi uma leitura acima da média, mesmo a gente sabendo qual seria o desfecho desde o começo.

    beijos

    http://livrorosashock.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu nunca tinha lido nada da Julia e me encantei com esse livro. Achei a narrativa ótima, li super rápido, os personagens são encantadores e tem química. Sem contar que tem trechos engraçados que dá uma leveza ao enredo. Louca pelo segundo.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  13. Essa fofoqueira ai me lembra a Gossip Girl haha
    Fiquei mega curiosa para saber como isso funciona em um romance histórico.
    Eu comprei desejo a meia noite para iniciar minha aventura com os romances históricos, mas morro de vontade de ler Julia Quinn tambem! Adoro histórias engraçadas e essa parece ter todos os quesitos para ser favoritada!

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  14. Gosto muito de romances históricos e tenho muita vontade de ler os livros desta série, parecem muito bons! Adorei sua resenha, o enredo deste livro é bem interessante e parece ser uma estória cativante, com muitos personagens bem construídos. Fiquei curiosa para saber como será o desenrolar deste romance! :)

    ResponderExcluir
  15. Oi Patty, tudo bom?
    Eu sou fã do gênero e estou justamente com esse livro para ler. Uma das minhas próximas leituras e estou bem ansiosa para conhecer a escrita dessa autora tão aclamada. Apesar da série ser grande eu não fiquei receosa em começar a ler. Claro que não ia dar certo essa armação dos protagonistas, rs.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!