Resenha #74 "O Visconde que me amava" - Julia Quinn - Editora Arqueiro



Título: O Visconde que me amava
Os Bridgertons - 2
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411973
Ano: 2013
Páginas: 304




Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Anthony Bridgerton é um Libertino.
Um libertino com l minúsculo é jovem e imaturo. Ela se gaba das próprias proezas, comporta-se feito um idiota e se considera um perigo para as mulheres.
Um Libertino com l maiúsculo sabe que é um perigo para as mulheres.
Não se gaba das próprias proezas, pois não precisa. Sabe que homens e mulheres cochicharão a seu respeito e, na verdade, preferiria que não fizessem isso. Ele sabe quem é e o que fez. Relatos detalhados são, em sua opinião, redundantes (...)
Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown,
20 de abril de 1814

Como já tinha comentado na resenha de O Duque e eu, resolvi ler os três livros de Julia Quinn na sequência, isso significa que irei postar as resenhas também na sequência, para os que acreditam que eu enjoei de ler Julia Quinn, vocês não poderiam estar mais enganados, se tivessem mais livros publicados eu os leria, Julia Quinn escreve com tamanha maestria que causa compulsão.

O Visconde que me Amava é o segundo livro da série Os Bridgertons, e nele iremos acompanhar a história de Anthony Bridgerton, o primogênito da família. Anthony herdou o título de visconde muito jovem em virtude da morte prematura do pai, e aos 18 anos se viu responsável por sua numerosa família. Por ter uma relação muito próxima ao pai, e admira-lo em demasia, enfrentar essa perda foi extremamente difícil para Anthony, até agora prestes a completar 30 anos ele ainda carrega as marcas dessa tragédia.

Sendo um Bridgerton é claro que Anthony é pressionado por sua mãe a se casar, o que até agora não estava nos planos do visconde conhecido por sua fama de libertino, porém depois de tantos anos frequentando a sociedade de Londres e tendo a consciência de que é necessário ter um herdeiro para que o título e as propriedades permaneçam na família, Anthony, para alegria de sua mãe, toma a decisão de se casar.

É claro que para ocupar a vaga de viscondessa a jovem escolhida tem que ser de boa família, além é claro ser bonita, agradável e um tanto indiferente, pois não está nos planos do visconde se apaixonar. Dentre os traumas que Anthony carrega está o fato dele acreditar piamente que terá o mesmo destino do pai e morrerá prematuramente, e não se apaixonar significa não temer seu destino. Aparentemente a jovem Edwina Sheffield é a candidata ideal.

Ao contrário de Edwina, Kate não arrebatara a alta sociedade. Colin lhe contara que ela era estimada por todos, mas não tinha a beleza deslumbrante da irmã. Era alta e morena, bem diferente de Edwina, que era baixa e loura. Também não tinha a graça ofuscante da mais nova. De acordo com Colin (que, embora tivesse chegado havia pouco tempo a Londres para a temporada, era uma verdadeira fonte de informações e fofocas), mais de um cavalheiro afirmara ter ficado com os pés doendo depois de uma dança com ela.
Porém os planos de Anthony vão por água abaixo, quando ele se vê atraído pela irmã mais velha de Edwina, a jovem Kate que está em sua primeira temporada em Londres, por conta da situação financeira precária a família resolveu que as duas irmãs iriam debutar na mesma época, Kate já conhece a fama de libertino de Anthony por meio das publicações de Lady Whitledown, e logo se mostra contra a corte que ele pretende fazer a sua irmã. Entre brigas, e cenas extremamente sedutoras, a relação de Kate e Anthony se transforma, e o jovem visconde vê todo seu plano de não se apaixonar ir por água abaixo.

Como no primeiro livro da série, o Visconde que me amava me rendeu belas gargalhadas e muitos suspiros, Kate e Anthony são jovens marcados por passados trágicos e esses temores se revelam em suas personalidades, tão bem trabalhadas por Julia Quinn, entenda não temos aqui uma cópia de Simon e Daphne, apesar do desenvolvimento do romance tenha a mesma receita, os personagens são bem diferentes.

Julia Quinn irá me levar à loucura de tanto tentar descobrir quem é Lady Whitledown, a mulher continua impossível em suas colocações sarcásticas, não tem como ser diferente, estou mais apaixonada pela escrita de Julia Quinn, e já adianto que dos três livros lidos, Um perfeito cavalheiro, que terá sua resenha publicada ainda essa semana, é meu preferido, estou apaixonada por Benedict.

Ela nunca saberia o que ele queria dizer. Na verdade, nem ele mesmo sabia. Não tinha nem se dado conta de que ia dizer algo até pronunciar o nome dela.
Mas suas palavras permaneceriam sem ser ditas para sempre, porque nesse momento ele ouviu um pequeno zumbido. O tipo de som que a maioria das pessoas considera ligeiramente desagradável.
Nada, para Anthony, poderia ser mais assustador.
- Não se mova - murmurou ele, com a voz rouca de medo.
Kate estreitou os olhos e é claro que se mexeu, tentando descobrir o que acontecia à sua volta.

Eu não resisti e tive que colocar essa ilustração, achei ela muito linda. E sim, é uma abelha, quem já leu o livro vai entender, quem ainda não leu... bom leitores, vocês precisam ler urgentemente Julia Quinn.



15 comentários:

  1. Oi, a resenha ficou maravilhosa, não li nenhum livro da autora, mas pretendo faze-lo em breve né, todo mundo esta elogiando, e eu estou muito curiosa, e que ilustração linda, menina por que você foi acusar a minha curiosidade, eu quero saber o por que da abelha hahaha.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Patty :)

    Ultimamente essa série tem feito muito sucesso nos blogs literários.Com a sua resenha pude observar pontos legais do livro que as outras não abordaram. Parabéns! Minha vontade de ler se intensificou ainda mais. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Patty
    Amei sua resenha, essa série é muito boa. Julia Quinn é demais. Ao mesmo em que você suspira com o romance, você está dando risada, pois a família é muito engraçada.
    Adorei a Ilustração que você fez, combina mesmo com o livro. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá,parabéns pela resenha só vejo comentários positivos e cada vez mais ansiosa para ler a série!
    Beijinss!

    ResponderExcluir
  5. Oi Patty, tudo bom?
    Nossa, sua resenha ficou ótima e me deu mais motivação para ler um livro da Julia Quinn. Por enquanto tenho apenas o primeiro livro que vou ler em breve, mas quero acompanhar toda a série. Adoro livros divertidos e românticos como esse.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Patty! Estou ansiosa para ler O Duque e Eu e O Visconde que me Amava! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. ahhh!! Adorei esse livro e se prepara para ler o volume 3 que foi o meu favorito até agora.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    eu li o primeiro e adorei, mal posso esperar para ler este tb, tem tudo para que seja um ótimo livro.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ahh queria muito ler um livro de Julia. Este também esta na minha lista, e fiquei mais curiosa vendo sua ilustração no final..hehe
    A escrita deve ser ótimas mesmo, pois todos falam isso.
    Espero ler em breve.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ele se apaixonou pela irmã da sua pretendente! hahaha
    Já consigo imaginar todas as confusões que isso pode causar..
    Fiquei curiosa com a ilustração, será que ele tem medo de abelhas?! hhahahahaha

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  11. Tenho muita vontade de ler essa série, os livros parecem muito bons! Gostei da resenha deste, que bom que o livro rendeu muitas gargalhadas, parece ser muito cativante também. Que fofa essa ilustração com a abelha, fiquei curiosa agora rsrsrs

    ResponderExcluir
  12. Oi Patty

    Amo Julia Quinn e nunca me canso de falar e recomendar esse livro kkkk é muito fofo e muito engraçado amo demais essa série.

    Amei a ilustração da abelha kkk

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  13. Ei Patty,
    esse é o meu livro favorito da autora, e sem dúvida um dos meus romances de época favoritos de todos os tempos. Eu me apaixonei pelo Antony, e a forma como ele se apaixona pela Kate. Adorei a ilustração que você colocou no final,rs, super fofa e tudo a ver com o livro, rs.
    E fique tranquila, você não foi a única a enlouquecer por causa da Lady Whitledown, kkkk, essa mulher mata a gente de curiosidade, rs
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Patty!
    Essa série vai ser uma das minhas próximas compras, mas ainda não ser ao certo quando... Amei a sua resenha e a ilustração que colocou é muito lindinha!
    Beijos
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Como eu já disse na outra resenha de um livro da Julia, preciso logo ler algo da autora! A cada resenha que leio, percebo que eu provavelmente vou adorar a escrita dela!
    E que ilustração fofa <3
    Tenho certeza que também vou ficar hiper curiosa com a Lady Whitledown... Sou a pessoa mais curiosa que existe hahahah
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!