Resenha #78 "Adultério" - Paulo Coelho - Editora Sextante



Título: Adultério
Autor (a): Paulo Coelho
Editora:
Sextante
ISBN: 9788543100456
Ano: 2014
Páginas: 240


Sinopse: Linda tem 31 anos e, aos olhos de todos, sua vida é perfeita: ela mora na Suíça, um dos países mais seguros do mundo, tem um casamento sólido e estável, um marido amoroso, filhos doces e bem-comportados e um emprego como jornalista do qual não pode se queixar.
No entanto, ela começa a questionar a rotina e a previsibilidade de seus dias. Já não consegue suportar o esforço que precisa fazer para fingir estar feliz quando na verdade o que sente pela vida é uma enorme apatia.
Tudo isso muda quando ela encontra um ex-namorado da adolescência. Jacob agora é um político bem-sucedido e, durante uma entrevista, acaba despertando algo que havia muito ela não sentia: paixão.
Agora ela fará de tudo para conquistar esse amor impossível, e terá que descer até o fundo do poço das emoções humanas para enfim encontrar sua redenção.



- Apatia. Fingir alegria, fingir tristeza, fingir orgasmo, fingir que está se divertindo, fingir que dormiu bem, fingir que vive. Até que chega o momento em que há uma linha vermelha imaginária e você entende que, se cruzá-la, não haverá mais volta. Então para de reclamar, porque reclamar significa que ao menos está lutando contra alguma coisa. Você aceita o estado vegetativo e procura escondê-lo de todo mundo. O que dá um trabalhão. 

Quando comecei a leitura de Adultério não tinha preparado o espírito para o livro que iria ler, já faz algum tempo que li Paulo Coelho, o livro mais recente lido por mim de Paulo Coelho, não levando em conta é claro o livro em questão, tem aproximadamente uns 15 anos, então apesar de conhecer a escrita do autor não lembrava em detalhes o poder de sua narrativa. Para que possamos entender sua obra, temos primeiro que entender as sutilezas do autor, que sempre nos traz uma lição de vida escondida nas entrelinhas de seus livros.

Admito que a leitura das primeiras páginas foi meio arrastada, porém depois que passei pela “arrebentação” o livro me mostrou seus segredos obscuros, a cada citação nova mais eu apreciava a leitura e claro absorvia algumas lições, apesar do livro ser ficção, Adultério pra mim nesse momento serviu como uma espécie de "autoajuda", é só reparar no número de post-its no livro.



Linda é uma mulher de 31 anos que vive uma vida que muitos julgam "perfeita", possui estabilidade financeira, uma carreira promissora, um marido fiel e compreensivo e dois filhos amorosos, porém a previsibilidade de seus dias acaba gerando em Linda um descontentamento interior.

Será que uma vida perfeita basta?

Linda passa as noites acordada, ora se sentindo culpada por não estar agradecida, ora arranjando "muletas" para seu estado, ela não quer admitir que está depressiva, mesmo que todos os sinais apontem para isso. Ela se nega a procurar ajuda médica e tenta de maneira insana encontrar uma saída para seu dilema. Na realidade Linda sente a necessidade de estar no controle de suas emoções e de sua vida, e descobre o quanto está insatisfeita com o rumo que sua vida tomou. Sim, ela ama o marido, porém não está apaixonada por ele, e é desse sentimento que Linda sente faltar em sua vida a "paixão".

Quando ela reencontra um ex-namorado da adolescência, acredita poder viver esse sentimento. Jacob é hoje é um político que está sendo chantageado por um caso extra-conjugal, tem um relacionamento aberto, e é completamente infeliz, porém consegue manter as aparências.

- Não tenho o menor interesse em ser feliz. Prefiro viver apaixonado, o que é um perigo, pois nunca sabemos o que vamos encontrar pela frente.

A relação entre Jacob e Linda é turbulenta, longe de ser romanceada, não há sentimentos envolvidos, é como se os dois buscassem o controle de suas vidas através do adultério. E em nome dessa relação Linda começa a agir como se fosse louca, é como se ela quisesse provar a si mesma que pode ter esse homem simplesmente pelo fato de "querer".

Adultério é um livro denso, narrado em primeira pessoa temos a consciência do sofrimento de Linda, todos seus pensamentos estão expostos nas 240 páginas do livro. É evidente que a protagonista está em um estado de depressão profunda, onde nada faz sentido e a tristeza chega sem razão de ser. Pra mim é muito delicado falar desse assunto, existem muitas "Lindas" pelo mundo, pessoas que aparentemente tem uma vida tranquila, porém possuem mentes conturbadas. O livro deixa bem claro que a depressão é uma doença e não uma escolha.

Para os que acharam que Adultério seria uma espécie de "50 tons de cinza", posso garantir que o livro passou longe disso, existem cenas eróticas no livro, porém não são descritas em mínimos detalhes, mas de alguma maneira podem chocar o leitor, Paulo Coelho não escreveu cenas de sexo romanceadas, elas são cruas, fortes e egoístas, coerentes com a história.

Não somos aquilo que desejamos ser. Somos o que a sociedade exige. Somos o que nossos pais escolheram. Não queremos decepcionar ninguém, temos uma necessidade imensa de ser amados. Por isso sufocamos o melhor de nós. Aos poucos, o que era luz de nossos sonhos se transforma no monstro de nossos pesadelos. São as coisas não realizadas, as possibilidades não vividas.

Recebi Adultério em parceria com a Editora Sextante e posso dizer que o livro me surpreendeu de uma maneira muito positiva, Paulo Coelho escreveu um livro gostoso de ler, em um cenário perfeito, o livro se passa em Genebra na Suiça, e podemos conhecer um pouquinho do lugar através dos olhos do autor, Genebra no outono deve ser linda. O livro também traz citações que nos faz pensar em nossas vidas, e questionar nossas atitudes e escolhas, até que ponto vale a pena fingir uma felicidade que não existe só para agradar aos outros? 

Estamos vivendo a "ditadura da felicidade", o que muitos não percebem é que ser feliz a todo custo é tão prejudicial quanto não ser feliz nunca, a tal da depressão, a busca da felicidade é algo louvável, porém temos que aceitar que a infelicidade nos possibilita viver um equilíbrio. Adultério é um livro reflexivo, e como todos os outros livros do autor tende a ser um sucesso.

- Correr atrás de um sonho tem um preço. Pode exigir que abandonemos nossos hábitos, pode nos fazer passar por dificuldades, pode nos levar a decepções, etc. Porém, por mais caro que seja, nunca é tão alto quanto o preço pago por quem não viveu. Porque essa pessoa um dia vai olhar para trás e escutará o próprio coração dizer: "Desperdicei minha vida".





22 comentários:

  1. Oi Patty!
    Eu gosto muito do Paulo Coelho, li algumas obras do autor: As valkirias, Veronika decide morrer, O Demonio e a Srta Prym, etc...
    Realmente seus livros sempre nos deixam com o que refletir. Já estava com vontade de comprar sem ter lido nem a sinopse, apenas por ser dele.

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Patty
    Adorei a sua resenha. Gosto muito de Paulo Coelho. Já li vários livos dele.Esse livro parece ser muito bom, traz m tema bem atual, a Depressão. Com certeza quero ler.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Patty! A resenha é muito objetiva e ao mesmo tempo explicativa também. Fiquei com muito vontade de ler o livro agora, pois nunca vi essa lado do Paulo Coelho, escrevendo romances e cenas eróticas..deve ser bem legal! ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Patty.
    Nunca li nada do autor. Achei a trama de Adultério bem atual e bem difundido na nossa sociedade. Concordo com você em relação a ideia da "ditadura da felicidade", tentar ser feliz a qualquer custo, ter um corpo sarado e o emprego dos sonhos não é tão fácil como a mídia e as celebridades mostram.
    Vou procurar saber mais sobre esse livro do Paulo Coelho. Adultério pode ser a minha primeira leitura dele.

    ResponderExcluir
  5. Oi Patty..
    Nunca li nada do Paulo Coelho, mas muitos falam que ele escreve umas histórias boas.
    Quem sabe um dia. Este livro eu ainda não conhecia.
    Mas pela descrição será mesmo um sucesso.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Patty, tudo bom?
    Paulo Coelho não me agrada com seus livros, não curto a escrita dele.
    Sua resenha ficou muito boa, mas não é um livro que eu leria.

    ResponderExcluir
  7. Oi Patty gostei muito da sua resenha, quando li o livro, fui bem consciente sabendo que o autor Paulo Coelho tem um estilo bem peculiar, mas eu gostei de algumas passagens do livro, como sempre tem algo nas entre linhas!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  8. Uau! me surpreendi dessa vez.
    Sempre tive receio de ler os livros do Paulo Coelho, sei lá, acho meio estranho. Mas lendo essa resenha e observando os pequenos trechos citados fiquei curiosa, parece ser um história interessante de se ler.
    Tenho que pontuar que amei a capa, muito delicada e bonita.
    Vou parar por aqui que tô com o tempo contado. Mas a resenha ficou maravilhosa, no ponto certo de todas as coisas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. O único livro que tentei ler do Paulo Coelho foi "Verônica Decide Morrer"... e qdo digo que tentei é pq tentei mesmo, mas não consegui chegar nem a metade do bendito. Mas em certos momentos da resenha fiquei curiosa. Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. a capa é linda , mais nao me interessei pelo livro , o estilo da escrita do autor , dificulta um pouco a minha leitura ! porém ao pretendo ler !
    Beijos da quel !

    ResponderExcluir
  11. Oi Patty, tudo bom?
    Adorei sua resenha! Nunca li nada do Paulo Coelho, mas achei a premissa desse livro bem interessante. Não concordo com o adultério, mas tenho que conferir um pouco mais sobre a protagonista do livro antes de julgá-la.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Não curto muito o estilo do Paulo Coelho, mas fiquei tentada a ler o livro. Gosto bastante de histórias que proporcionam material para reflexão. E aparentemente, o livro tem muita coisa interessante nesse sentido.
    E concordo plenamente com você em relação à "ditadura da felicidade".
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Caramba. Esse deve ser um livro bastante intenso. Fiquei bem curiosa pra ler, e pretendo faze-lo logo. Estou indo para o shopping agora e parar na livraria pra comprar esta obra virou uma obrigação.
    Mas ler ele agora, neste momento da minha vida, em que estou voltando a uma depressão terrível não é uma coisa boa. Mas planejo ler este livro, pois fiquei bastante curiosa com ele.

    ResponderExcluir
  14. Olá Patty,
    esse livro parece ser forte mesmo e me identifiquei com ele. A um tempo atrás sofri de depressão e é uma coisa horrível. Não escolhemos passar por isso. Mas graças a Deus já estou bem.
    Com certeza irei ler esse livro. Não li nada do Paulo Coelho e acho que esse será o primeiro livro.
    Beijinhos!

    http://www.eraumavezolivro.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  15. Olá Patty!!
    Parabéns pela resenha , ainda não tive a oportunidade de ler nada do autor, mas achei super interessante a resenha do livro, e como ainda não li nada do autor, dica anotada!!

    ResponderExcluir
  16. Oiee

    Amei sua resenha e adoro livros que tratam de depressão mas não sou fã dos livros do Paulo Coelho então fico sempre com receio de ler esse livro, mas quem sabe depois da sua resenha eu me anime a pedir.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  17. oi Patty,
    gostei muito da resenha. É a segunda que leio do livro, e ambas me deixaram bem curiosa. Realmente, Adultério parece ser um livro forte, e bem pesado em vários momentos. E não ser romanceado me pareceu o ideal e necessário.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Tenho uma única palavra para descrever o que senti depois de ler essa resenha "Nossa" eu ainda não li nenhum livro do Paulo Coelho, tenho Brida, mas ainda não peguei para ler, mas Adultério parece ser ótimo, estou super curiosa para ler ele, amei a resenha.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, eu aqui sendo inxirida e te respondendo, rsrsrs
      Mas leia Brida, sim é uma história linda! Vale muito a pena!

      Excluir
  19. Eu nunca li nada do Paulo Coelho. Para dizer a verdade, nunca tinha me interessado por ele até conhecer esse livro. Acredito que irei começar bem não é?! haha
    Livros que combinam com o momento sempre nos fazem refletir mais. Adoro quando isso acontece =)

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  20. Eu nunca li nada do Paulo Coelho, até porque nunca me interessei por seus livros. Gostei bastante da sua resenha, mas o livro não me conquistou muito. Mas, quem sabe, eu leia.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir
  21. Uau! Se eu já queria ler esse livro, porque sou louca pelo Paulo Coelho, agora quero mais ainda, acho que já li quase todos os livros dele e realmente todos tem uma história de vida nas entrelinhas.
    Amei a resenha. Beijos!

    Conversas de Alcova

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!