Resenha #102 "Convergente" - Veronica Roth - Editora Rocco


Título: Convergente
Autor (a): Veronica Roth
Editora: Rocco
ISBN: 9788579801860
Ano: 2014
Páginas: 528


Resenha não contém spoiler



Sinopse: A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. Livro mais vendido pela Amazon no segmento infantojuvenil em 2013, Convergente chega ao Brasil em meio à expectativa pela estreia de Divergente nos cinemas, em abril. A série segue no topo na lista de bestsellers do The New York Times.
Existem tantas maneiras de ser corajoso neste mundo. Às vezes, coragem significa abrir mão da sua vida por algo maior do que você ou por outra pessoa. Às vezes, significa abrir mão de tudo o que você conhece, ou de todos os que você jamais amou, por algo maior.
Mas, às vezes, não.
Às vezes, significa apenas encarar a sua dor...

Devastador...
                        Devastador...
                                                 DEVASTADOR...

Essa é a palavra que usarei pra definir Convergente

O último livro da trilogia de Veronica Roth abalou minhas estruturas, me deixou sem chão e me fez chorar por horas e horas e horas.
Ao contrário de algumas pessoas, eu gostei muito do final da trilogia, apesar de ficar devastada e amargar uma ressaca literária por dias.
O final não foi o que eu esperava, porém foi coerente com o rumo que a história tomou.
Se você faz parte do grupo que ainda não leu a série, aqui fica um recado meu: prepare o coração, ele pode sofrer e muito.



Enquanto eu lia Convergente procurei me manter o mais neutra possível. Por já conhecer a opinião de algumas pessoas sobre desenvolvimento da trama não deixei que isso influenciasse a minha opinião sobre o desfecho dessa trilogia. Acredito que sai lucrando em esperar os três livros já estarem publicados para começar a leitura, não passei por aquela angustia de ficar meses e meses esperando para poder saber o que aconteceria com os personagens, que rumo a história iria tomar e não comecei o livro com altas expectativas por conta da espera.

Acredito que por conta disso, a leitura de Convergente para mim, tenha sido tão boa quanto à dos demais livros. Mas se você acompanhou minhas resenhas de Divergente e Insurgente, percebeu que minha classificação caiu nesse último livro. Tenho que garantir que não foi por conta do final, que por sinal foi muito coerente com o desenrolar da história. Tirei uma estrela desse livro somente por conta da narrativa.

Em Convergente a narrativa é alternada entre Tris e Four (Quatro), e mesmo a autora identificando no começo de cada capítulo quem era o narrador, ainda assim, eu fiquei perdida. Talvez por estar acostumada com a narrativa da Tris, e pelo fato de Four estar muito mais sentimental nesse livro, as narrativas ficaram muito parecidas. Eu particularmente gosto de narrativas alternadas, um narrador a mais é interessante para o leitor, temos mais um ponto de vista. E eu gostei muito de conhecer a história também pelos olhos de Four, afinal conhecemos ele somente pela visão apaixonada de Tris. Acontece que a narrativa alternada de Convergente não me ganhou.

Ela ri enquanto me beija mais uma vez, e eu me sinto forte, mas ela também, com os dedos presos e firmes ao redor dos meus braços. O ar noturno invade os meus pulmões, e sinto como se respirasse pela primeira vez.

Divergente e Insurgente são livros intensos, cheios de reviravoltas e com muita ação. Em Convergente o ritmo muda, o livro é meio "morno", não que seja parado, mas as revelações são outras, o rumo da história dá uma guinada de 180 graus. A história ganha ares de ficção cientifica, com manipulação genética, mentiras, manipulação de informações, traições, meias verdades e política, muita política.

Com a queda do sistema de facções a população de Chicago está aprendendo a viver sem as diretrizes que mantinham a cidade funcionando, e percebemos o quanto essa situação chega a ser desconfortável a eles. Em meio ao caos, surgem lideranças que tentam manter a ordem, mas não se engane a sede pelo poder continua, só muda quem a detém.

As explicações da autora sobre a origem das facções é plausível, a manipulação de genes, a criação de seres humanos modificados, podem ter levado a humanidade quase à extinção no universo criado por Veronica Roth. Até que ponto essas manipulações genéticas serão benéficas à humanidade, é um ponto a ser pensado.

Temia que continuássemos a colidir um contra o outro se ficássemos juntos e que o impacto me quebraria. Mas agora sei que sou uma navalha, e ele é uma pedra de amolar... Sou forte demais para quebrar com facilidade e me torno melhor, mais afiada, toda vez que o toco.

O que temos que destacar nesse livro foi o amadurecimento de Tris, ela realmente se mostrou uma heroína digna de aplausos. Em Divergente temos uma garota que fez escolhas erradas, perdeu amigos por conta dessas escolhas, culpou-se e amadureceu por conta da dor. Ela ainda coloca os outros em primeiro plano, mas agora suas decisões são maduras e com proposito.

Devo admitir que o Four me irritou em boa parte do livro. Como o conheci somente pelos olhos apaixonados da Tris, tinha uma imagem de um rapaz decidido, firme e seguro de si, um verdadeiro herói. Em Convergente a narrativa na visão de Four me mostrou um rapaz indeciso, perdido, cheio de dúvidas, na realidade ele estava mais sensível do que nos outros livros, e essa era uma parte de sua personalidade que eu desconhecia. É claro que eu ainda sou apaixonada por ele. Toda raiva que ele me fez passar no decorrer da leitura, foi compensada com um desfecho perfeito e emocionante.

Enfim, Veronica Roth me proporcionou com seus personagens, seu universo, sua história e sua narrativa envolvente a leitura mais intensa, emocional e devastadora do ano. A única vez que eu me lembro de ter chorado tanto com um livro, foi quando o Alvo Dumbledore morreu.
O final de Convergente foi triste, mas ao contrário de muitos eu achei o final digno para série e muito coerente. Sou apaixonada pela série, e como toda mulher apaixonada acho que meu julgamento sobre o final dela é muito mais emocional do que racional. Porém, acredito que isso não diminua o mérito da escritora e de sua obra. O que mais eu posso falar?
Pra mim, essa série foi lindamente devastadora.

Imagino que uma chama que queima com tanta intensidade não seja feita para durar.






31 comentários:

  1. Muita gente falou mal desse livro, eu nunca li nem divergente, nem convergente. Mas falaram q divergente é um ótimo livro, sendo q convergente foi uma "decepção". Mas, como ainda não li , não posso falar, a única coisa é que estou doida para ler Divergente! Haha, beijos!

    http://voltinhasemparis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Li os dois primeiros livros da trilogia, mas estou enrolando para ler Convergente, principalmente porque grande parte dos comentários que leio são de pessoas que se decepcionaram. Acho que entendo o porquê de tu ficares confusa com a narrativa: pelo menos nos dois primeiros livros o Quatro parece ser todo durão e só amolece perto da Tris, esse último livro deve trazer um lado dele que nunca vimos e é muito difícil conhecer um personagem de outra forma de uma hora para outra, né? Tua resenha ficou bem clara, parabéns.

    ResponderExcluir
  3. EXATO! EXATO EXATO E EXATO! Finalmente alguém que pensa como eu. Eu pensei exatamente tudo isso durante a leitura. Realmente, Tobias está muito estranho nesse livro. Essa resenha definiu a minha leitura! Ah, eu achei o final honesto, na verdade, ele me fez adorar a trilogia, pois ela se mostrou muito honesta.

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
  4. Olá Patty, Adorei sua resenha, eu também já li todos os três livros e fiquei apaixonada pela historia, e concordo com você, apesar de muitos não terem gostado de convergente devido o final, eu por outro lado gostei muito, pense em um livro que me fez ficar aos prantos quando estava terminado de ler, o final foi muito emocionante e realmente o livro 3 dessa trilogia teve uma reviravolta tremenda com um final inimaginável. Agora com relação a narrativa, eu fiquei feliz no começo em saber que eu iria ver as coisas pela perceptiva de Four, mas no decorrer da historia eu achei que a autora tinha feito uma péssima escolha, as vezes eu me enrolava para saber quem estava narrando tris ou Four, acho que a autora tinha que trabalhar um pouco mas a perceptiva de Four, porém eu entendi o motivo dela ter feito essa mudança na narrativa e acho que você também entendeu.
    Eu fiz resenha dos três livros também la no meu blog.

    já estou lhe seguindo se poder retribuir ficarei grata! ;)

    http://voceeoquele.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. OOOOOOOOOOOOOOOI, PATTYYYY *-* Tuuuuuudo bom, meu amoooor? Espero que sim, hahaha! <3 Nossa o.O O livro te abalou de verdade! Deixa eu descobrir o por quê... Ooooh, tem doid narradores? Amoooo isso, hahahahahahahahahahha! Cara... O problema disso é que ficamos perdidos mesmo, né? Uma pena que, nesee quesito, a narrativa nâo tenha te agradado... Epa! Mas pelo menos o final foi lindamente devastador, hahahahha! Fico feliz em saber que a Tris finalmente amadureceu! Aleluia, hahaha! Caraca, eu não gosto muito de chorar... Portanto, acho que não irei ler esse livro, hahahahaha! Mas adoooooorei sua resenha, Pattyyyyy!

    ResponderExcluir
  6. Heeeeey. Olha eu amei a sua resenha. Já li divergente e ameeei muito, muito. Ganhei convergente só que ainda nem li insurgente então imagina como estou surtando, tenho convergente na minha estante, ainda não li e quero muito ler mas não posso porque ainda não li insurgente kkkkkk. É muito triste.
    É muito bom saber que você gostou, mesmo tendo uma narrativa bem complicada como disse já que ela se revezan entre o quatro e a tris. Espero poder entender. Mas em fim, estou muito ansiosa mesmo e posso garantir que sua resenha me deixou mais ansiosa e me matou um pouco a saudade porque contou como foi a historia *------* eu amei, parabéns pela resenha incrível.
    Beijooooos ♥
    Http://www.shake-de-morango.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Patty :)

    Estaria mentindo se ti falasse que não gosto dessa série, mas também estaria mentindo se falasse que amo. Eu tenho uma relação de amor e ódio com ela, porém irei comprar Convergente em Agosto e fechar minha opinião. Vamos ver... Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Como eu queria ter me segurado para ler os três livros de uma vez! Minha mente não lembra de personagens secundários e nem de alguns detalhes, o que tira um pouco a qualidade da leitura. Assim como você, estou tentando fazer com que as opiniões de outros não influenciem na minha, mas o fato é que Convergente AINDA não me conquistou. Eu também confundo a narração da Tris e do Quatro, e ele é muito sensível! rs

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li a serie..consegui o 1 numa troca e só vou começar a ler depois que conseguir os outros 2 ^^ já com medo dessa serie..hahahaha...

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee

    Amei esse livro do começo ao fim e não achei tanta diferença assim na narrativa , na verdade nunca me senti atraída pelo personagem Tobias então talvez por isso achei ele normal no último livro, e também gostei do final achei super certo e me lembrou muito Alvo Dumbledore mas não cheguei a me emocionar de chorar tanto igual você.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  11. Devastador! Concordo com você Patty, essa é a melhor definição para o livro. Eu estou no seu grupo, dos que gostaram do final, pois foi o mais coerente e, na minha opinião, salvou o livro de ser mediano demais perto dos outros dois. Mas ele não me surpreendeu, era algo que já desconfiava.
    Também amei a construção final e evolução da Tris na série, ela é uma heroína foda! E o Quatro também me irritou, eu perdoei, mas o mimimi foi demais, rs
    Amei essa série, e agora só resta esperar os filmes, rs

    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Concordo totalmente com você! Estava esperando essa resenha pra ver se teríamos a mesma opinião. Então, nesse livro Four mostra suas fragilidades que não eram totalmente vistas por Tris, já que ele se moldou para não demonstrar nada disso a ninguém, ele é muito mais inconsequente nesse livro do que Tris em Divergente, acredito que seja pela insegurança de suas descobertas, a pressão costuma nos desestabilizar. Agora Tris está cada vez mais segura pra mim, forte e consciente da dimensão de suas ações, conhece enxergar o que outros não vêm, porque tem pensado muito mais na coletividade do que na individualidade. Ela aprendeu o valor do perdão e do sacrifício, de um jeito que antes era imaturo.
    Achei o final coerente também, apesar de ter xingado muito e chorado como uma desesperada!! Concordo com a autora que foi o final ideal para a série, porque foi fiel ao que os personagens se tornaram. Vou amar Tris eternamente, uma personagem que nos dá orgulho e serve de modelo humano.
    Parabéns pela resenha! Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito do livro Convergente. Achei o final muito bom. Meu personagem favorito da série continua sendo o Tobias.

    ResponderExcluir
  14. Estou louca para comprar e ler a trilogia!! Pena que estou sem dinheiro e estava na promoção na submarino!!
    A resenha foi muito bem feita e só me deixou com mais vontade de lê-los!!

    ResponderExcluir
  15. Patty, resenha simplesmente apaixonante....
    Estou mais e mais encantada pela série e isso só fez ela subir "imensos" e inúmeros degraus em minha lista (aliás vou ter que refazê-la, já perdi a ordem kkkk)...... Dá para perceber o quanto você gostou da série, eu até me arriscaria dizer que faz parte dos seus favoritos.
    Agora, porque será que no último livro a autora resolver mudar a narrativa?????

    BJssss

    ResponderExcluir
  16. Eu estou louca para ler esta trilogia..to aguardando ela entra em promoção em um dia que orçamento aguente...rs
    Adorei a resenha... me fez ter ainda mais vontade de ter..

    ResponderExcluir
  17. Oi Patty, ainda não conclui a série, mas infelizmente eu tive spoiler sobre convergente e sei como termina, mas não sei o por que! Mesmo assim, desde Divergente achei que algo assim aconteceria, a mensagem principal sempre foi para ser altruísta precisa muito mais do que coragem ^^

    Achei Verônica corajoso e um final digno.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  18. Li Divergente e Insurgente e apesar de não ter gostado tanto do segundo livro e de ter pegado o spoiler de Convergente, pretendo ler sim o último livro.
    Achei interessante a narrativa desse último livro ser alternada entre Tris e Quatro. Espero que eu goste, mesmo vc falando que foi um pouco confuso, mesmo estando identificado quem é o narrador.
    Parece que nesse volume não tem ação a todo momento, mas nem por isso ele é ruim. Espero que eu goste do livro ^^

    ResponderExcluir
  19. Oii..
    A narrativa sem dúvida parece ser boa. Gosto quando podemos ver pelos olhos de mais de um personagem.
    É bom fechar uma série gostando muito né. Que bom.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oiiii Amiga!
    gente, só assim pra eu ver o quanto atrasada nas leituras estou!
    É muito bom terminar uma série com chave de ouro.. Muita gente se decepcionou com o fim, eu já imagino o motivo, mas lerei assim mesmo!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  21. Omg! comentei de Insurgente na de convergente!!!
    hahahahahaha... comentei na janela errada amiga!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Mas enfim, estou atrasada do mesmo jeito e agora, confusa!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  22. Oiee ^^
    Esse livro também acabou comigo, por mais que já soubesse o que aconteceria, graças aos spoillers no twitter *-* mas de jeito nenhum superou as minhas expectativas, esperava beem mais dele, mas Convergente acabou se tornando uma das minhas maiores decepções literárias *-*

    ResponderExcluir
  23. Oi Patty!
    Não tem muito o que falar né? Você sabe quais foram os meus problemas com esse desfecho rsrsrs.
    Ótima resenha =)

    ResponderExcluir
  24. Olha eu ainda não li esse último, mas já si o que acontece e estou sofrendo por antecipação!! Tenho certeza que vou ficar devastada com o final, mas pelo que já li, realmente é coerente com a história! Mas não vou ser hipócrita e dizer que eu gostei, eu não esperava de maneira alguma que isso fosse acontecer,mas é a vida né.. hahah
    Só li Divergente por enquanto mas já estou preparando meu coração pra todas as surpresas..
    Beijos
    http://www.romanceseleituras.com

    ResponderExcluir
  25. O último livro de uma coleção sempre é difícil para ler, independente da coleção...ter que se despedir dos personagens, dos ambientes e tals.
    Eu costumo me decepcionar, pois sempre espero de mais, mas já to acostumada. Mas nesse parece que as suas expectativas foram supridas. Fico feliz.

    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
  26. Eu estava vendo uma matéria sobre o filme até que enquanto estava lendo os comentários acabei descobrindo o final de Convergente em um deles, na época estava lendo Insurgente e fiquei chocada! quando finalmente comecei a ler este livro eu já estava acabada de tanto chorar e quando terminei de ler o livro todo momento me dava vontade de chorar pensando no final. Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Nossa, eu nem li nada da série mas já sei o final para você ter noção de como teve spoiler do pessoal do Face kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Acho que deve épico. Espero não ficar com muita raiva quando eu ler, rs.

    ResponderExcluir
  28. Oi!
    E também li alguns comentários negativos sobre Divergente, mas isso não tirou minha vontade de ler... Achei meio estranho a autora decidir alternar a narração só no último livro, mas sempre é bom conhecer melhor outro personagem.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  29. Li a resenha por partes, porque ainda não cheguei a ler o livro, mas gostei das opiniões que vi. Já tive spoilers sobre o final e sei a justificativa da autora então eu honestamente já estou aceitando mais a ideia, veremos o que meus sentimentos irão fazer comigo quando lê-lo.

    ResponderExcluir
  30. Estou doida pra ler essa distopia ainda mais com essa palavra DEVASTADOR para o último livro. Não posso deixar de ler

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!