Resenha #137 - Ligeiramente Casados - Mary Balogh - Editora Arqueiro


Título: Ligeiramente Casados
Autor (a): Mary Balogh
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413212
Ano: 2014
Páginas: 286

Livro recebido em parceria com a editora.

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse - "Custe o que custar!".
Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwym chega ao solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera , administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Ainda descobre que. por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele - o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não serem apena ligeiramente casados...


Romances de época despertam em mim a vontade de ter vivido naquela época, mesmo sendo uma época machista onde a mulher não podia fazer absolutamente nada. Gostaria de poder viver nesse período pelo romantismo que os livros deste gênero nos traz. E que leitura gostosa é!

Quando o coronel Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para dar a notícia a irmã mais nova do capitão Percival Morris, ele não imaginara que estaria prestes a ter toda a sua vida virada de cabeça pra baixo.

À beira da morte, o capitão pediu ao seu superior para entregar a notícia de sua morte a irmã pessoalmente e para protegê-la custe o que custar. Para Ainda, esse "proteja" era apenas uma forma do capitão de dizer para confortá-la, mas quando o coronel descobre que Eve é a herdeira de Ringwood e tem fortuna o suficiente para viver bem até o resto de sua vida, ele acha que era apenas exagero ou delírio de um homem à beira da morte.

Quando Aidan descobre que Eve só continuará sendo herdeira de Ringwood se casar-se até o aniversário de morte do pai - que é dali a quatro dias - ele não vê outra opção, a não ser casar-se com a jovem para que ela não seja jogada na rua junto com todas as pessoas que dependem dela na casa.

Eve não imaginara que em apenas um dia toda sua vida seria virada ao avesso. Seu querido irmão morrera em combate, seu primo horrendo está a espreita apenas esperando o aniversário de morte do pai para roubar-lhe tudo que tem, incluindo os órfãos de quem ela toma conta com tanto amor e para completar, seu irmão pedira ao seu superior para trazer a notícia da morte dele em pessoa.

Sem esperanças, Eve já sabe que a rua é o lugar para onde ela e seus amados criados irão, isso é, até que Aidan a pede em casamento para salvá-la da miséria. Sem saída e pensando nas pessoas que dependem dela, que não conseguiram emprego em nenhum outro lugar devido ao passado, ela aceita a proposta do coronel. Eles se casarão, mas será apenas um casamento de conveniência, em poucos dias a vida dela voltará a ser como antes, certo?

Porém, o plano deles dois vai por água abaixo quando o duque de Bewcastle descobre sobre o casamento o irmão mais novo. Agora ele exige que a cunha seja apresentada à rainha e a família Bedwyn.

O que era pra ser apenas um acordo de negócios, vira um casamento de verdade. Eve começa a notar certas rachaduras na armadura fechada do marido, ele, por sua vez, começa a notar o quão brava e valente sua esposa é. Um sentimento começa a surgir entre ambos, será que eles conseguirão resistir ao poder da paixão?

Eu adorei esse livro em número, gênero e grau. A narrativa de Mary é super leve e deliciosa. Senti-me em plena Inglaterra e como uma dama da sociedade.

Aidan e Eve são dois personagens bastante orgulhosos e amorosos. Sempre colocando os outros a frente de si mesmos, eles vão nos encantando aos poucos e fazendo com que a gente torça para que eles parem de ser tão cabeças duras e fiquem logo juntos de uma vez.

O que diferenciou esse livro dos outros que já li deste gênero, foi o fato da mocinha não ser tão mocinha assim. Eve não é o tipo de donzela que leva desaforos para casa ou que se esconde atrás de alguém mais forte para defendê-la; Totalmente independente e com uma língua bastante afiada, ela encara suas próprias batalhas sozinha e sem ajuda.

As cenas mais quentes são descritas de modo prático e nada vulgar. Chego a dizer que algumas são até mesmo frias, o que acredito ser a intenção da autora, já que naquela época a mulher tinha o dever de satisfazer seu marido na cama, mesmo quando ela não queria. Nessa questão, a autora soube perfeitamente descrever como seria um casamento por conveniência.

As páginas são amareladas e a fonte de um tamanho perfeito. A editora Arqueiro fez um ótimo trabalho com a diagramação, entretanto, encontrei alguns errinhos de digitação ou revisão ao longo da leitura e isso me incomodou um pouco.

Aconselho a leitura para todos os amantes de um bom romance histórico.


20 comentários:

  1. Oi Beta tudo bem, sou apaixonada por romances de época e esse livro vou ler em breve, parece que essa personagem se parece comigo não leva desaforo né kkk Amei sua resenha estou mega curiosa para conhecer essa autora!
    Bjkas

    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  2. Não li nada da autora ainda, mas estou doida pra ler esse livro. Adoro os romances de época, A história desse parece ser bem clichê, mas acho que mesmo assim vou gostar bastante. Vi quando lançou esse livro e fiquei doida por ele e muito curiosa pra conhecer mais. Espero lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  3. Oi Beta

    Amo romances históricos e quero muito ler em breve esse livro, quando as mocinhas não são tão mocinhas numa época tão antiga se torna engraçado até perceber certas coisas com certeza vou querer ler o livro.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ja conhecia esta obra da Mary Balogh!
    Mas ainda não tive oportunidade de acompanhar a fundo a historia
    alem de resenhas ! Eu me interessei pela historia, o ate pouco tempo
    atras não curtia muito romance de epoca, mas passei a gosto
    e ver que não era exatamente como pensava.

    ResponderExcluir
  5. eu não sou mega fã de romances de época mas esse parece ser mt fofo.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Esse é o lançamento da Arqueiro que mais me interessou esse mês,então é ótimo saber que a história vai me agradar.Sou apaixonada por romances de época e já simpatizei com a Eve,aconteceu o mesmo com a Daphne Bridgerton.Espero ler logo.

    ResponderExcluir
  7. Parece ser um romance super legal. É comum encontrarmos casamentos por conveniência nos livros, mas esse me chamou a atenção. Os personagens parecem ser muito fortes.

    ResponderExcluir
  8. Fiquei curiosa para ler esse livro principalmente pela capa, que já tinha me chamado atenção.
    E também porque agora eu estou com uma "quedinha" por romances de época. Uma mudança e tanto, já que não gostava aeuheau.
    O enredo desse livro parece ser bem envolvente. Ele já está na minha lista de leituras.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook Tem promoção de Halloween lá no blog. Não fique fora dessa, hoje é o último dia!

    ResponderExcluir
  9. Sempre vejo resenhas e comentários sobre esse livro, e sempre são coisas positivas. Todo mundo gosta desse livro, tô muito curiosa pra lê-lo!

    ResponderExcluir
  10. Realmente é diferente das protagonistas dos outros livros, dá para perceber que Eve é decidida e forte, Aidan também parece ser um bom homem, buscando ajudar sempre e o casamento que era para ser de mentira começa a ser de verdade, deve ser gostoso acompanhar o envolvimento aos poucos deles, mais um romance histórico para a lista que parece ser uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  11. Oi Beta estou com o livro aqui em casa e é o próximo da fila, estou me apaixonando pelo gênero de época, é tudo tão gracioso e realmente da vontade de viver nesta época e usar os lindos vestidos! A editora arqueiro é uma especializada nestes livros e eu ano cada vez mais apaixonada por ela <3

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  12. Olá, Beta.

    Eu também queria ter vivido naquela época, acho muito lindo os romances e as roupas sempre me encantam demais. Tenho visto bastante livros de épocas ultimamente e tenho interesse em ler, mas mesmo assim ainda não comecei nenhum. Acho que começarei com Ligeiramente Casados. Amei a sua resenha. <3

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi Beta!
    Eu também sinto vontade de ter vivido na época dos romances históricos logo depois de terminar um deles, mas quando penso melhor, acho que minha personalidade não seria bem aceita kkk
    Também gostei bastante dessa história, adorei a personalidade dos protagonistas, mas a forma como eles agiram algumas vezes me deu vontade de entrar no livro para ver se eu conseguia fazer eles se entenderem...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Eu também gostaria de viver naquela época, independente do machismo existente, pelos mesmos motivos que o seu <3 Romance de época é sempre muito bom. Na verdade, eu ainda não li nenhum que eu não tivesse gostado, então, provavelmente, esse livro vai super funcionar pra mim... Já o adicionei na minha lista de desejados (:

    ResponderExcluir
  15. Acho uma epoca bastante interessante de se conhecer... mas geralmente como plano de fundo em outro tipo de historia... no meu gosto.

    ResponderExcluir
  16. Olá, nunca li nenhum livro do gênero, e eu adoro quando a mocinha não é tão mocinha, como você citou. Acho que os leitores já estão um pouco saturados daqueles livros que a mocinha é chata e só sofre.
    Beijos - lendocomabianca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oii
    Sou apaixonada por romances históricos, eles têm uma magia diferente, o amor é sentido de uma forma mais romântica, e cruel até. Babei nessa sinopse, essa trama é um babado! Já quero ler esse livro! Amo quando as mocinhas são valentes e não levam desaforo pra casa, uma característica da maioria dos romances históricos kkkk Achei a capa muito bonita, também!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi Beta!!

    Estava muito curiosa em relação a este livro, e adoro romances de época, mas tenho que entrar em uma fase mais romântica pra ler e tal! Hahaha
    Acho que mesmo com alguns clichês em relação as outras séries da editora, parece um livro divertido e fofo de ler! Com certeza lerei um dia, achei bem fofa a trama! Adoro esta época também <3

    Ótima resenha! Beijos!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Beta, tudo bom?
    Eu estou louca para ler esse romance histórico e sua resenha só confirmou o que estou esperando da narrativa. Amo histórias com essa pegada com o casamento por conveniência. Acredito que a escrita da autora também contribui para esse bom romance. Espero ler esse livro em novembro.
    Beijos!!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Beta. Pensamos da mesma forma referente aos romances de época. Às vezes, acho que nasci no século errado. Meu sonho!
    Já tinha visto esse livro mas ainda não tinha parado para ler uma resenha. Adoro esse estilo.

    Livreando

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!