Resenha #138 - A Máquina de Contar Histórias - Maurício Gomyde - Novo Conceito


Título: A Máquina de Contar Histórias
Autor (a): Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635040
Ano: 2014
Páginas: 192


Livro recebido em parceria com a editora

Sinopse: Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

Oi galerinha!

Hoje teremos uma participação pra lá de especial no CdT, Aline Gonçalves dona do blog Livros y Viagens, a quem eu e alguns amigos chamamos carinhosamente de "Chefa", e a quem eu tenho o prazer de chamar de amiga. Acredito que a grande maioria dos leitores já conheçam o blog da Aline, mas para aqueles que ainda não conhecem deem um pulinho lá, eu tenho certeza que vocês irão adorar.

Aline, obrigada pela ajuda amiga, e pelo carinho comigo e com meu cantinho... amo você!!!

Leitores fiéis do meu coração, deixo vocês agora com a opinião da Aline sobre o livro A Máquina de Contar Histórias do escritor nacional Maurício Gomyde.

Abraços!!!

Resenha de A Máquina de Contar História by Aline Gonçalves



Oie, tudo bom?

Eu sou a Aline Gonçalves, tenho um blog literário chamado Livros y Viagens, e fui convidada pela Patty para resenhar esse livro aqui no CDT. Gostaria de agradecer o convite e espero que vocês curtam minha opinião sobre essa leitura.

Eu sempre li ótimas resenhas dos livros do Maurício Gomyde e desde o lançamento desse livro eu tenho vontade de conhecer a narrativa desse autor nacional (que por sinal, mora na minha cidade e eu não sabia).

A Máquina de Contar Histórias é uma delicada narrativa sobre uma família que está desestruturada, mas que precisa unir forças para superar uma perda. Vinícius Becker é um famoso escritor de romances que conseguiu alcançar o sucesso com seus best-sellers. As histórias que ele escreve são cheias de sentimentos e emoções, mas a verdade é que ele não vivenciou momentos felizes e amorosos para falar sobre tantos sentimentos, pois passa pouco tempo em casa porque está sempre viajando para eventos e compromissos.

Vinícius é casado com Viviana e com ela teve as filhas: Valentina, uma adolescente, e a pequena Vida, uma linda menina de 4 anos. Viviana tem câncer e quando ela morre sozinha em um hospital, Vinícius sente sua vida desmoronar ao voltar para casa construída pelo amor de sua vida. Além disso, suas filhas o odeiam por causa do descaso e da distância que ele criou entre elas devido a dedicação total a sua carreira de escritor em detrimento a vida familiar.

O mais interessante nessa história é que ela não tem grandes surpresas ou soluções mirabolantes. Trata-se apenas de uma família sobrevivendo a perda e tentando resgatar seus laços. Além disso, o Vinícius também começa a rever sua vida profissional, pois ele escreve apenas para vender livros e não coloca paixão nas suas palavras.

"Uma 'máquina de contar histórias' - era como Salvatore o chamava. Frio, certeiro, veloz. Emoções transcritas no papel de forma científica, como se amor, ódio, pena e saudades fossem tópicos de um fichário que ele abria, selecionava e inseria com precisão nas entranhas do livro." (pág. 14)

Eu gostei bastante da leitura, pois a narrativa possui uma discussão bem interessante sobre a importância da família e como as pessoas colocam o interesse profissional na frente dos interesses familiares. No começo eu fiquei com muita raiva do Vinícius, pois não entendi como ele conseguiu deixar uma esposa tão querida sofrer sozinha com uma doença tão grave. Não acreditei no amor que ele sentia e o autor trabalhou bem para me convencer do contrário.

Foi bem interessante a forma com que o autor criou uma relação de pai e filha entre a Valentina e o Vinícius. É bem compreensível que ela seja uma adolescente revoltada, pois viu o distanciamento do pai enquanto sua maior heroína morria. Valentina é uma personagem marcante, também escreve bons textos, por mais que não queira admitir, e essa característica se tornou o primeiro elo de semelhança com seu pai.

A escrita do Maurício é muito boa, fluida e apaixonante. Seu texto é delicioso e transformou a leitura em algo mais prazeroso do que já é. As diversas citações sobre o universo de um escritor também são interessantes e reflexivas.

"Encontre seu estilo, faça dele sua religião. Encontre seu público-alvo, faça dele seu rebanho. Encontre um lugar para escrever, faça nele sua prece. Escreva qualquer coisa, mesmo que não signifique nada. Se a inspiração para algo novo falhar, pesquise, leia, defina, conserte, rearranje, corte." (pág. 53)

A Máquina de Contar Histórias é um livro agradável que fala sobre o resgate das relações familiares. A trama não tem grandes reviravoltas, mas consegue cativar com simplicidade e um ótimo texto.

Beijos!!





Meu nome é Aline Gonçalves, tenho 24 anos, jornalista, dona do blog Livros y Viagens e amante dos livros!!!






27 comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Primeiramente parabenizo-os pela resenha. Ficou incrível!

    Esse livro era do meu total interesse, mas com o tempo e as resenhas, fui percebendo que não queria lê-lo tanto assim e, consequentemente, tirei da lista de desejados. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii Aline! :)
    Gosto de histórias assim que dispensam a irrealidade e trabalham fatos que vemos acontecer todos os dias. Livros assim nos fazem repensar nossas próprias atitudes.

    Beijos!
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  3. Olá, meninas!
    Confesso que é a primeira vez que leio uma resenha desse livro e já fiquei com duvidas se eu leio ou não. De fato, a história parece ser muito linda e cheia de surpresas, mas eu tenho um certo tipo de preconceito (acho que na verdade é falta de paciência) com esse tipo de história; Raramente leio livros assim.

    Assim como você, apenas lendo a resenha, não consigo entender como Vinicius ama a sua esposa e a deixou a merce de sua doença sozinha. Eu imagino que um marido que ama sua mulher, sua família, deixaria tudo de lado para estar com eles em um momento tão difícil e importante. Inclusive me perguntei: O que o autor do livro faria se ele fosse o personagem? Talvez alguém já tenha feito essa pergunta à ele, quem sabe se um dia eu ler alguma entrevista.

    De qualquer modo, parece ser uma boa história e que daria uma boa adaptação, pois essa fórmula sempre faz sucesso nas telas.


    Cantar Em Verso . Fbook Cantar em Verso . Fbook . silvianecasemiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Geeeeeeeente do céu.
    No inicio o livro era tão positivo... Não que o tema do livro não seja bom, mas as resenhas vem me deixando com receio do livro...

    ResponderExcluir
  5. Já li varias resenhas sobre esse livro e agora que percebi que todos os nomes começam com V rs tenho um certo receio com esse livro, por conta da atitude do Vinicius, mas creio que a escrita do Mauricio seja ótima.

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho muita curiosidade sobre os livros desse autor, principalmente porque vejo um número enorme de comentários positivos.
    A premissa em si dessa obra não é original, mas se o autor trabalhou bem esses dramas familiares, certamente originará uma grande obra. Adoro livros bem trabalhados e com um toque de realidade.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não li e adorei a sinopse, assim como resenha! Eu sempr me interesso muito por esses livros que contam o cotidiano, que chegam até apresentar certos pontos de realidade. Ainda não conhecia o livro e nem o autor, vou procurar saber mais sobre ambos!!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
  8. Oi Patty, tudo bom?
    Obrigada pela oportunidade de escrever uma resenha no seu espaço!!! Realmente foi um livro que eu gostei pela história humana e pelos elementos que o autor inseriu no seu texto.
    Beijos e Amo você também!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Aline!

    Desde o lançamento, estou doido por esse livro. Nunca li nada do Maurício, mas achei a premissa do livro bastante atrativa e a capa também me chamou bastante atenção. Sua resenha me deixou ainda mais curioso! Espero adquirir meu livro em breve!

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. A resenha ficou ótima, Aline! A Máquina de Contar Histórias é um livro que já está na minha lista de desejados. Gosto bastante de livros que não fogem muito da realidade. Os trechos citados só aumentou minha vontade de ter o livro em minhas mãos hahaha abraços

    ResponderExcluir
  11. Oiee

    Adoro a Aline :) Amo muito também rsrs e essas ajudas são mega válidas para o blog né Patty

    Eu gostei também bastante da história mas não consegui aceitar o fato do Vinicius abandonar a esposa doente pela sua carreira e ela continuar amando ele do mesmo jeito somente as filhas ficarem brava com ele.

    Mas gostei da maneira como ele escreve e conheci ele na bienal achei super simpático e conversamos bastante.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oiiiiiiii Aline! Que surpresa. Já acompanho seu blog e quando chego aqui... Resenha sua. Parabéns. Brilha de um lado e cintila ainda mais do outro! Amei a capa do livro, e adoraria saber o que esta máquina tem para me contar.
    Bjs
    folheandominhavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Patty ou Aline, que alegria de encontrar aqui no CDT tbm ^^ quero muito ler algum livro do Mauricio, ele é sempre tão simpático que desperta a curiosidade logo de cara! Adorei sua resenha me deixou mais do que vontade de conhece-lo!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li nada do autor mais quero muito devido aos comentários positivos das obras do autor.
    Eu adorei essa capa, o que favoreceu para eu querer lê-lo, mais eu adorei a resenha da Aline, agora não tem como falar que não esta na lista de desejados.
    *-*

    ResponderExcluir
  15. menina eu achei esse livro bem ruinzinho sabe, achei tudo muito forçado e infelizmente não gostei da leitura!!e pra acabar foi o primeiro livro do autor q eu li D:

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  16. Oiee ^^
    Tive a oportunidade de ler um dos livros do Maurício e amei ♥ estou doida para ler A máquina de contar histórias, mas ainda não é prioridade *-*

    ResponderExcluir
  17. Oiee!

    Conheço o livro, é bastante falado nas redes sociais e tudo, o Mauricio é um bom autor! Estou super afim de ler este livro, acho que ano que vem vou adquirir e dar uma chance. Apesar de curtir mais outros gêneros literários, as vezes é bom ler algo realista, do cotidiano, nos traz grandes lições de vida, e parece que este livro é um deles.

    Curti bastante a resenha!

    Beijos!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu ainda não li nenhum livro do autor, mas estava querendo ler esse. O livro parece ser lindo e bem emocionante. E ele é tão pequeno que deve dar pra ler em um dia.
    Quero ler algum livro do autor, e acho que vou começar com esse =)
    Bjss

    ResponderExcluir
  19. Oie, Patty e Aline.

    Poxa, eu comentei hoje nessa resenha lá no blog da Aline.
    Vou falar que adorei a resenha. Que me interesso muito por temas familiares e que quero demais esse livro. Quero prestigiar os autores nacionais. Vou ver se compro ele na Bienal de Minas. >.<

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Alineee
    Tem um tempão que quero ler esse livro, por conta dos inúmeros comentários positivos, acho a premissa muito interessante, tudo que envolve o mundo literário me cativa, e como envolve o trabalho de um escritor, me interessei. Por tratar de problemas familiares, fiquei curiosa também, esse tema sempre mexe comigo. E a capa é linda! Parabéns pela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Confesso que esse livro me deixa curiosa, ainda mais que retrata a realidade. Acho importante l~e-los também. No entanto com tantos na fila e vai continuar em espera.

    ResponderExcluir
  22. acabei de ler e adorei esse livro!!!!

    ResponderExcluir
  23. Ainda não li nada do autor, mais fiquei bastante curiosa e entusiasmada em ler esse livro (apesar de está na minha lista de desejados desde que foi lançado).
    Os livros do Maurício parecem ser bastante envolventes e fantásticos, mas nunca tive a oportunidade de ler nenhum livro do autor.

    ResponderExcluir
  24. Maurício Gomyde e escritor muito conhecido
    esta obra vez criar um enorme reconhecimento
    pra autor!
    Sinceramente esta trama me vez chamou atenção a mil!
    Alem de varios elogios, a historia e simplesmente uma perfeição!

    ResponderExcluir
  25. Ainda no li nada do autor mas esse esta na minha wishlist.
    Parece ser envolvente!!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  26. Tenho duas perguntas: por que te chamam de Chefa? haha e qual a relação de Mauricio Gomyde com a letra V? hahah Sempre que um livro fala sobre família, mexe muito comigo, porque nada melhor que ela para estar com você em todos os momentos, inclusive nos de perdas. O livro parece bem envolvente e com várias mensagens para nós (:

    ResponderExcluir
  27. Eu adoro comentar sobre as capas, então aí vai: QUE CAPA LINDA! Q
    Gostei da estória de tentar superar os fatos, mas mesmo não lendo o livro, o final me fez ficar com raiva também. Como pode?!! Ah, que frustração.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!