Resenha #152 - Inquebrável - Kami Garcia - Galera Record


Título: Inquebrável
Série: A Legião #1
Autor (a): Kami Garcia
ISBN: 9788501403131
Páginas: 288

Livro recebido em parceria com a editora.

Sinopse: Kennedy Waters sempre achou que espíritos vingativos fossem coisa de cinema, até a morte de sua mãe. É quando os gêmeos Lockhart invadem sua casa para lhe livrar de um destino igual que descobre que o véu entre o mundo dos vivos e dos mortos é frágil. Ele deve ser protegido pelos caçadores de fantasmas da Legião da Pomba Negra, que atualmente só tem uma geração de jovens para lidar com seus inimigos, e da qual a mãe de Kennedy outrora fez parte. E agora os gêmeos devem convencê-la de que herdou o seu poder...




Fala pessoas, tudo bom com vocês? Infelizmente Inquebrável não foi um livro que me agradou muito e vou contar para vocês hoje o porquê disso.

Kennedy Waters é uma adolescente como qualquer outra. Seus problemas são os típicos problemas de adolescentes. Antigamente ela sofria bullying na escola por conta da sua "habilidade especial". Kennedy possui memória fotográfica, fato que contribuía para suas excelentes notas na escola, sem muito esforço. Com o passar dos anos ela passou a omitir esse fato, assim evitando futuras desavenças. Kennedy foi abandonada pelo pai quando ainda era criança, o motivo nem ela ou sua mãe sabe. Mas o acontecido foi o suficiente para desestabilizar sua mãe por um bom tempo, e Kennedy se perdeu no mundo dos desenhos.

Em um determinado dia Kennedy sai à noite a procura de seu gato que tinha fugido. Em busca do felino a jovem acaba indo ao cemitério, e lá ela encontra uma estranha garota que aparentemente está flutuando. Ela volta para casa meio atordoada com o que viu, mas tenta acreditar que aquilo não passou de sua imaginação. Em outra noite, Kennedy vai ao cinema com sua melhor amiga, e ao retornar para casa, encontra sua mãe morta em seu quarto. 

A partir desse momento tudo na sua vida muda. A única parente próxima é sua tia, que não se dava bem com sua mãe e com a qual a jovem não tinha interesse nenhum em morar. Portanto, foi decidido que ela iria estudar em um colégio interno até completar a maioridade. 

Kennedy fica responsável pelo empacotamento e limpeza da casa, junto com sua amiga. E a jovem dispensa a amiga para poder dormir mais uma vez em seu quarto, antes que a casa seja vendida, mas é acordada de madrugada com a figura da jovem garota que ela tinha encontrado no cemitério sobre ela. E dentro do quarto, dois jovens que tinham invadido a casa, atiraram na aparição, antes que o fantasma tivesse matado Kennedy.

Daí pra frente a jovem se vê completamente envolvida numa sociedade sobrenatural que existe há séculos, onde ela pode ou não ser descendente de uma das linhagens dos membros da Legião. Kennedy descobre que a morte de sua mãe teve um motivo, e o que um demônio antigo chamado Andras estava por trás disso tudo. 

"Silenciosamente, relembrava a mim mesma de que não acreditava em fantasmas"

A narrativa de Inquebrável é feita em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Kennedy. A leitura é fluída e bem dinâmica, a autora não é nada detalhista. Eu li o livro todo em praticamente uma sentada. Fato que, para mim foi um pouquinho decepcionante, eu gosto de descrições, não precisam ser super detalhadas como em um livro de fantasia épica, mas na medida certa não faz nada mal.

Os personagens não me agradaram também. Eu achei todos muito superficiais, e os mais legais eram os secundários que não tinham tanto destaque, a não ser a função de alívio cômico, ou falar aquelas frases de destaque. Kennedy foi uma grande decepção. Muitas coisas aconteceram de uma hora para outra na vida da protagonista, e ela deixava para chorar nos momentos errados, ela queria desistir, depois voltava atrás, depois queria desistir de novo, se fazia de vítima, ora se sentia culpada. Eu não consegui me conectar com a protagonista, não consegui sentir nenhum sentimento verdadeiro durante a leitura da história pelo ponto de vista dela. 

Outra coisa que me incomodou bastante foi o romance. Apesar de não ser o foco principal da narrativa, temos a introdução de um triângulo amoroso. Jared e Lukas são irmãos gêmeos, existe MUITA tensão entre os dois, por motivos familiares, algo que foi superficialmente comentado, e claro, ambos vão se interessar pela protagonista. Como se fosse necessário mais algum motivo de desavença entre os dois não é? Só que o que mais me irrita, é o famoso e odiado INSTALOVE, isso deixa o amor à primeira vista no chinelo. Essa coisa de em menos de uma semana, os personagens se amam e são perfeitos um para o outro e cada um faz escolhas s altruístas para salvarem um ao outro não me convence nem um pouco.

Agora vamos à história: Fantasmas é algo relativamente novo. Não é tão comum nos livros voltados ao publico jovem adulto, livros de fantasia/sobrenatural com esses elementos. Pra quem acompanha o meu blog, eu recentemente li uma duologia chamada Anna Dressed In Blood, com a mesma temática (livro fantástico por sinal), e apesar de eu não gostar de fazer comparações, Inquebrável é infinitamente inferior em termos de história. Os elementos foram mal explorados e a forma como foi contada não me convenceu. 

Sobre o desenvolvimento: Tudo acontece MUITO rápido. A ideia por trás do primeiro livro da trilogia, é a busca por alguns artefatos que vão ajuda-los durante a jornada, e a busca por esses artefatos foi muito fácil, rápida e sem complicações, soluções fáceis não me agradam muito.

Gente é isso. O livro não funcionou para mim, mas ao olhar na página do livro no Skoob, eu fui o único a dar duas estrelas ao livro, as resenhas são positivas e as notas oscilam de 3 a 5. O livro não ter funcionado para mim, não quer dizer que você não possa gostar. Tenham isso em mente. Esse gif representa a minha opinião em relação ao livro.



23 comentários:

  1. Não gostei da capa, mas gostei da resenha. Parece uma nova série muito boa. Não tem elemento sexy/romance querendo aparecer mais que o principal que é o sobrenatural, ainda bem.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oiee

    Como temos gosto diferente eu acho que iria gostar do livro kkk se bem que fiquei receosa com a cena do cemitério pois me lembro um livro brasileiro que li que tinha algo parecido com isso e achei a história surreal.

    Quem sabe um dia...

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  3. Também odeio instalove, não dá pra assimilar isso! Então tô um pouco receosa de ler por causa disso pois amo uma fantasia. ;D
    Resenha muito boa! Um abraço, Gabriel!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gabriel.
    Gostei bastante da sua resenha, mas fiquei desanimado. Eu estava com altas expectativas sobre o livro, mas a sua resenha me deu um banho de água fria. Acho que deixarei a leitura para um outro momento e vou torcer para gostar um pouco mais do que você.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gabriel.

    Eu com minha mania de não ler sinopse nem sabia do que esse livro tratava. E quando você falou em fantasmas eu logo me peguei lembrando de A mediadora que amo. <3
    Acho que eu com você iria comparar esse livro com outro. Mas mesmo com esses pontos que te desagradou eu tenho a intenção de ler o livro, não sei quando, mas irei.

    Paradise Books BR

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. É, todas as resenhas que eu vi até agora todo mundo gostou do livro. As coisas rolaram muito rápido não é legal mesmo, complicações no meio de uma jornada dessa são necessárias.

    ResponderExcluir
  7. Nossa que pena que o livro não funcionou muito bem para você, é tão ruim quando isso acontece né?
    Antes da sua resenha tinha lido algumas bem positivas, mas mesmo assim não me interesso muito por essa leitura.
    Não ando curtindo muito livros sobrenaturais ultimamente.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente não lhe agradou, mas vi resenhas em que adoraram. O dom de Kennedy é bem interessante, e ótimo para ela. E com a sua mãe morta e todo esse mistério no cemitério, me intrigou, fiquei curiosa. Essa legião e a descendência dela o/ que demais parece ser. Uma pena os personagens não terem lhe agradado, e nem a ligação com Kennedy. Realmente, eu li um que se chama Lost Boys, particularmente não gostei tanto, foi meio a meio sabe? Mas o romance é ótimo. E isso, aconteceu muito rápido com Lost B também, fiquei com raiva da autora, ela nem explica tão detalhadamente e me irritou. KKKKKKK, adorei a Lisa.
    Abraços Gabriel,
    ThayQ.
    http://leituras-insanas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Gabriel!
    Então, depois de ler a saga Dezesseis Luas e simplesmente odiar o desenvolvimento do livro, não vou negar que esperava o mesmo desse novo lançamento de uma das autoras da série, não acredito que eu vá ler esse livro!!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabriel, tudo bem???
    Essa autora escreveu uma serie (16,17,18 e 19 luas) depois de Harry Potter é a minha preferida!!!!! Eu simplesmente amei, sofri, é super diferente, super intensa. Não sabia que ela estava escrevendo outra série, não conhecia esse livro, e pelo o que contou, é uma pena, pois parecia que você estava falando de outra escritora, não tem nada a ver com a autora da série das luas que eu conheço.
    Anotei aqui a sua dica do livro que você resenhou, não conheço seu blog, depois me diz o nome para eu poder visitar.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Sou completamente cética e não acredito em espíritos e nada do gênero.
    Mas, até que achei interessante o livro pelo que li na sua resenha.
    Apesar de ser cética, sinto medo quando assisto filmes de espíritos, então, acho que a leitura pode ser interessante e render boas noites sem dormir. kkk'
    Quem sabe, um dia...

    ResponderExcluir
  12. Entendo essa sua opinião, cada um com a sua, mais eu gostei sim do livro achei inquebrável o meu amor por ele.

    ResponderExcluir
  13. Oi Gabriel, tudo bom?
    Eu até me interessei pela proposta do livro, mas suas ressalvas na resenha me deixaram com o pé atrás. Além disso, odeio quando tem esses romances instantâneos nas obras.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gabriel!
    A capa do livro, foi a primeira coisa que não me agradou. Depois de ler sua resenha vejo que há muito mais que me incomodaria também.
    Estou ficando um pouco farta de triângulos amorosos; Parece que a cada livro/trilogia/série têm que haver um.
    E essa coisa de amor num piscar de olhos, também não me convence.
    Enfim, não seria um livro que eu leria.
    Beijos

    >> Concorra a um vale presente de R$ 50,00 e R$ 20,00 na promoção 2015 da Sorte. Não fique fora dessa!<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  15. Ei Biel, é ruim quando um livro não dá certo pra gente, ainda mais quando é um gênero que curtimos.
    Eu detesto livros excessivamente detalhistas, mas livros rápidos demais também é dose. E esses romances instantâneos estão cada vez mais comuns, rs.
    Não me interessei muito pelo livro, acho que não leria por agora
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Sou louca para ler esse livro! A capa é divina e gosto da autora por causa de 16 luas. Entretanto, por causa da sua resenha e de outras, sei que não deve esperar tanto assim do livro... Uma pena que você não gostou muito.

    Bjs
    http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Gabriel mesmo com sua ressalvas acho que o livro funcionaria para mim e eu adoro algo mais dark assim ahhaha a capa é bem feia =/ não sei não gosto dessa cor =/ Mas gostei do enredo em si!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  18. kkkkkkkkkkkkkkkkkk MORTA
    Sabe, me desanimei um pouquinho agora pra lê-lo, mas isso não quer dizer que não tentarei em algum futuro indeterminado. Eu nem sabia do que se tratava o livro, mas queria ler pelo seguinte motivo: Kami Garcia. Ela é uma das escritas da série Beatiful Creatures, que eu amo, então não poderia deixar de lê-lo. Mas agora... não estou com muita pressa. Acho a capa massa, bem a minha cara e linda de se ter na estande, agora vamos esperar que o conteúdo me agrade (amo fantasmas, não quero me traumatizar com esse livro kkk).
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Hey, Gabriel!
    A sinopse me chamou atenção, mas não tanto. Concordo totalmente com sua resenha.


    Abs

    ResponderExcluir
  20. Oi Gabriel,
    Não gosto de coisas que me causam medo e senti algo estranho ao ler essa resenha. Fantasmas não são muito o meu forte. Algo que aprecio nas narrativas são os personagens, e nesse livro parece que a protagonista é superficial, sei lá, não pretendo lê-lo.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  21. Oi Gabriel!
    Tinha um pouco de vontade de ler esse livro apesar de ter lido outras da autora e que não foram tão boas assim consegui me empolgar com a leitura ... Acho que esse livro tbm não funcionária pra mim pelos vários problemas que você citou e principalmente o amor instantâneo :/ Como assim?! Isso não faz sentido...
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi,

    essa resenha fez eu me sentir animada e depois desanimado sobre este livro. Primeiro eu gostei da história do que poderia acontecer, e eu até gosto de livros que não sejam tão descritivos assim, acho meio chato, mas entendo que as vezes é necessário. Depois eu deixei não gostei tanto assim quando você diz que tem mais ou menos um triângulo amoroso, pois não gosto disto e ainda mais se for com irmãos.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Acho essa capa legal. Não é muito o estilo que eu estou acostumado a ler. Mas achei interessante, até gosto de livros que falam de eventos sobrenaturais.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!