Resenha #172 - Eva - Anna Carey - Galera Record


Título: Eva
Autor (a): Anna Carey
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501092755
Ano: 2013
Páginas: 288



Sinopse: A guerra dos sexos está apenas começando... No futuro, uma praga mortal aniquilou a população da terra. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para Escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam... E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome...


A praga veio primeiro, e então a vacina a tornou muito pior. O mundo foi consumido pela morte, Eva. Não havia ordem alguma, as pessoas estavam confusas. Assustadas. O Rei assumiu o poder, e então era preciso fazer uma escolha: segui-lo ou ficar sozinha na selva.
O mundo que conhecemos deixou de existir quando um vírus fatal dizimou quase toda a população da Terra. Os poucos sobreviventes precisavam de uma direção, em meio ao caos que se instalou uma figura de comando surgiu. Um dos poucos políticos sobreviventes assumiu o papel de restruturar a sociedade e promover uma nova ordem mundial, assim surgiu à Nova América, uma sociedade regida por um Rei, envolta em mentiras e segredos.

É nessa sociedade que conhecemos Eva, uma garota órfã, que foi criada em uma das escolas para meninas mantidas pelo governo. Eva é tudo que pode se esperar de uma aluna: inteligente, empenhada e bonita. Sem nenhum contado com o mundo exterior, Eva e as outras garotas de sua escola, acreditam que estão sendo preparadas para escolher um ofício e após anos de estudo serem enviadas para a Cidade de Areia, onde iram trabalhar e viver sob o comando do Rei.

A Cidade de Areia é a única parte de Nova América que já foi restaurada, a cidade é tipo um oásis no meio do caos. O que nossa Eva não sabe é qual a mão de obra que o rei utiliza para a restauração da cidade. Enquanto as meninas órfãs são enviadas para escolas, os meninos órfãos são enviados para campos de trabalho. 

Nas escolas as garotas tem uma educação totalmente tendenciosa, elas não têm contato nenhum com o sexo masculino, e são ensinadas que os homens não prestam que são violentos e mentirosos. O único homem a quem elas podem confiar é no Rei.

Um dia antes de sua formatura Eva descobre um segredo que destrói totalmente sua visão de mundo. Arden, uma das meninas que estudou com Eva foge da escola, não sem antes deixar no ar o verdadeiro motivo de sua fuga. É assim que Eva descobre que tudo que lhe fora ensinado era mentira, as garotas do colégio após a formatura não iriam aprender um ofício e morar na Cidade de Areia. Elas sim fazem parte de um plano doentio do Rei, que não mede esforços para aumentar a população de Nova América.

Quando Eva percebe a mentira que está vivendo ela foge com a ajuda de uma professora em rumo a uma cidade chamada Califa. Em sua jornada para chegar a Califa, Eva irá conhecer pessoas, se envolver com Perdidos, nome dado aos meninos que fugiram dos campos de trabalho escravo e vivem escondidos do governo. Ela irá passar por muitos perigos, será caçada pelos guardas do Rei, que tem um interesse pessoal nela, e conhecerá Caleb, um garoto que a fará enxergar os homens com outros olhos.

Eu estava completamente submersa, sentindo o coração martelar nos ouvidos. Podia ouvir meus pulmões soltarem o ar, e as bolhas flutuavam até o céu, deixando-me para trás na água fria. Caleb estava meio metro à minha frente, com os olhos abertos e as mãos nas minhas. O rosto era tão suave, tão sincero e doce que eu me esqueci, mesmo que só por um instante, que éramos diferentes. Que ele era do outro sexo, o mesmo sobre o qual eu fora advertida. o mesmo que eu passara a vida inteira temendo.

Eva estava na minha estante há muito tempo, eu sou do tipo de pessoa que quando gosto de um determinado autor ou de um gênero saio comprando tudo que vejo pela frente. Não foi diferente com Eva, sou apaixonada por distopias, e quando encontrei Eva em uma livraria não resisti e comprei. Infelizmente não consegui ler o livro antes, porém quando descobri que Uma vez, o segundo livro da trilogia, seria lançado em fevereiro pela Galera Record, resolvi que iria ler o livro, pois queria muito solicitar o lançamento para a editora.

Eu tinha uma ideia do que esperar quando iniciei a leitura de Eva, tinha lido a sinopse e conversado com algumas pessoas sobre o livro. E mesmo sabendo o que esperar o livro ainda me surpreendeu. Foi difícil engolir o tratamento que o Rei dá para as meninas órfãs, para nós mulheres que nascemos em uma época que nos é dado o direito de escolher o que iremos fazer com nossos corpos, nossos destinos, é quase insuportável imaginar que alguém pode nos privar desse direito. Não quero dar spoiler sobre o que acontece no livro, vocês terão que ler pra saber do que estou falando. O que posso dizer é que detestei esse Rei.

Mesmo gostando muito do enredo do livro, os primeiros capítulos foram quase penosos para ler, sabe quando leitura não rende, e você não consegue sair do lugar? Isso aconteceu comigo ao ler Eva, porém tudo ganhou um novo sentido quando Eva conhece Caleb, a história ganha mais ação e fica mais fluída. Caleb me ganhou assim que apareceu, ele é gentil, mesmo em meio à brutalidade em que vive. E mesmo Eva tendo uma visão distorcida sobre o sexo masculino ela não consegue ter medo de Caleb, é como se estivesse predestinado o encontro deles.

Eva me irritou em algumas partes do livro por conta de sua inocência, ela colocou pessoas em perigo em mais de uma vez e pessoas morrem por conta de suas atitudes impensadas. A autora também me deixou meio pasma com algumas situações que acontecem no livro. Eu entendo que na necessidade nós seres humanos somos capazes de feitos extraordinários, porém é difícil de digerir como uma garota que passou a vida dentro de muros de uma escola, que nunca teve acesso ao mundo exterior, simplesmente consiga dirigir um jipe sem nunca ter recebido uma instrução sequer. Gostaria que na vida real fosse tão simples assim, seria tão fácil tirar a habilitação.

Mesmo o livro tendo alguns pontos que deixaram a desejar, a leitura instiga o leitor a querer descobrir o que acontecerá com os protagonistas. Nesse primeiro livro a autora nos apresenta a sociedade de uma forma ampla sem se apegar aos detalhes, o que torna a leitura rápida. A narrativa é feita em primeira pessoa pela Eva, então conseguimos entender todos os conflitos que a personagem passa. O final é de dilacerar o coração, não tem como não querer ler a sequência. Com um enredo interessante e único Eva é uma boa pedida para quem gosta de uma boa distopia.

Meu corpo se enroscou e tremeu, tomado pela vergonha. Tanto na Escola quanto fora dela, eu acreditara que o amor era uma responsabilidade - algo que podia ser usado contra mim. Comecei a chorar, finalmente sabendo a verdade: o amor era o único adversário da morte, a única coisa poderosa o bastante para combater sua força urgente e arrebatadora.


21 comentários:

  1. Eu acabei lendo primeiro a resenha do segundo livro em um outro blog.. e já sei qual é o tema central.. não vou dizer nada aqui para não estragar a leitura de outra pessoa.. eu ainda não li nenhum dos dois.. e acho que nunca li nada igual a isso.. pelo menos pra mim me parece ser bem original.

    ResponderExcluir
  2. Hoje mesmo acabei lendo uma resenha de Uma Vez sem saber que era de uma série, então já sabia uns spoilers hahaha Eu amo distopias, e agora sabendo um pouco mais sobre essa história, só tenho a dizer que quero Eva desesperadamente!! A capa do livro esta super linda, vou tentar adquirir logo :)

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a historia, achei interessante e fiquei curiosa.

    Eva parece ter uma longa batalha contra o rei, ela finalmente vai "conhecer o mundo" junto com Caleb.

    Não gostei da parte da Eva conseguir dirigir um jipe, sendo que sempre viveu presa e privada de conhecer coisas.

    Fiquei curiosa pra saber que final é esse de dilacerar o coração.

    ResponderExcluir
  4. Nao conhecia esse livro achei bem interessante, pela resenha a historia parece ser meio regular como a menina que cresceu isolada ja sair dirigindo e so pelo fato dela ter sido ensinada a odiar os homens deve ser muito mimizenta toda vez que encontra um. Nao sei se a minha mente é muito suja mas o que imagino que o tal Rei faz com essas garotas ja to com nojo dele.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho a ideia muito interessante, mas eu tenho medo de não gostar por já existirem muitas outras distopias atualmente, penso que pode ser algo muito repetitivo. Mas eu fiquei muito curiosa para conhecer o final, quem sabe um dia eu não o compre! Amei a resenha! Beijos! ;)

    ResponderExcluir
  6. Apesar de gostar de distopias, ainda não conhecia essa.
    A premissa é boa, apesar de bem comum: governo totalitário envolto em mentiras, alguém que descobre a verdade e etc.
    Acho que a inocência da protagonista também me irritaria um pouquinho; porém, ainda assim, acho que talvez dê uma chance à obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  7. Acabei de ver a resenha do segundo livro em um outro blog, este primeiro já me interessa, desde que a Pam, do Garota It, falou sobre ele em video, se não me engano foi na Maratona 24 horas que ela fez, já havia me interessado bastante.
    Achei a sinopse muito boa, e a sua resenha me esclareceu alguns pontos. Se eu não conseguir comprar o livro neste mês, vou comprar mês que vem!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  8. Ja conhecia essa distopia, mas tava como você no começo que não lembrava do livro, eu só lembro dele pelos comentários. E a sua resenha ficou bem parecida com a opinião da minha prima em relação ao livro, mas o que me desanima a ler essa serie mesmo é os maus comentários em relação aos próximos volumes que não tem tido boas criticas. Mas talvez eu possa dar uma chance a essa trilogia.

    ResponderExcluir
  9. uau, adoro distopias, já li varias tipo Jogos Vorazes, Battle Royale e Divergente, gostei de todas agora falta Eva

    ResponderExcluir
  10. Já li tanta distopia que não sei se irei fazer essa leitura em breve. Parece interessante, então talvez eu dê uma chance depois. Só não será agora. Adorei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Patty

    Já li esse livro e você estava no dia que peguei ele emprestado na biblioteca rsrs eu também fiquei com raiva de Eva e ela me deixou muito nervosa nossa que raiva que sentia dela em vários momentos rsrs estou ansiosa para ler o segundo volume que por sinal já é minha leitura atual.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  12. Também gosto de distopias, e acredito que a série só tem a melhorar pelo que pude notar na sua resenha.
    Não li ainda, mas me interessei pela série.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Não tinha ouvido falar desse livro ainda, tem um premissa muito interessante, um tanto original. Entrou para a lista ^^
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  14. Oi Patty!
    Faz tempo que quero ler Eva, mas ainda não tenho o livro, quem sabe acabo comprando agora os dois juntos? A história parece ser ótima, acho que vou me irritar bastante com as atitudes inocentes demais da Eva, mas dá para entender, já que ela foi criada isolada da realidade...
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oiiii!!
    Adoro distopias, já tinha visto o livro, mas nunca pensei que se tratasse de uma.
    Ainda tenho dúvidas sobre o enredo em si, já que você não explicou muito, por conta dos spoilers kkk Mesmo assim, parece interessante, fiquei curiosa, vou procurar saber mais sobre Eva.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Depois de ler Divergente e ter amado a série, resolvi dar uma chance a outros livros do gênero. Desse livro eu só tinha visto mesmo a capa e acredita que nunca pensei que ele fosse uma distopia? Sei bem como é as primeiras páginas de um livro não render... parece que a leitura vai ser péssima, você não consegue se apegar. Mas aí em um ponto ele te prende e você não consegue mais largar. haha Já aconteceu muito isso comigo. Fiquei curiosa para ler Eva!

    ResponderExcluir
  17. Oi Patty,

    Apesar de num ler muito distopias, eu acho muito interessante quando os autores criam um mundo que nem de longe muita gente pode imaginar!!! Eu mesmo, fico pensando 'como podem criar uma coisa assim???'

    Esse livro Eva parece ser muito interessante, gostei do enredo. Sua resenha foi perfeita, vc descreve sem dar spoiler e ainda instiga nossa curiosidade!!! :)

    Eva vai pra lista! Mas antes quero ter tempo pra ler tudo que já tenho, que comprei ano passado e não li ainda.

    um abração!!!

    ResponderExcluir
  18. Achei interessante, gosto de livros que te deixam a curiosidade pelo que está por vir...acredito que este é um deles

    ResponderExcluir
  19. Oiii. Nem imaginava que esse livro fosse uma distopia hahaha
    Vi ele na livraria, mas nem lia a sinopse nem nada, achei que fosse estilo Se Eu Ficar. Bem nada a ver kkk
    Mas parece emocionante, embora tenha umas partes desconexas como você disse, fiquei com vontade de ler.
    Vou anotar a dica ;)

    Beijos ;*
    Resenhista LivreandoFacebook | e | Proseando com uma BibliophileFacebook

    ResponderExcluir
  20. Eu to com muita vontade de ler esse livro depois dessa resenha, até to pensando em comprar. Adoro distopia, e essa me instigou só por essa resenha de uma maneira que eu não sei explicar. Não sei foi a maneira como a sociedade se dividiu e como as mulheres são ensinadas e tratadas, eu fiquei bastante curiosa. Quero descobrir mais do livro.

    ResponderExcluir
  21. Olhando pela capa, eu nuca imaginaria que esse livro se tratava sobre isso. Por isso dizem que não se deve julgar um livro pela capa, rs. Gostei bastante da sinopse e do enredo. Gosto muito de distopias, e esse livro além de ser uma distopia, também é em primeira pessoa, o que não minha opinião, deixa o livro mais dinâmico e menos cansativo. Vou procurar o livro pra ler depois. Ótima resenha! Abç.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!