Resenha #174 - Meia-Noite na Austenlândia - Shannon Hale - Editora Record


Título: Meia-Noite na Austenlândia
Autor (a): Shannon Hale
Editora: Record
ISBN: 9788501404596
Ano: 2015
Páginas: 320

Livro recebido em parceria com a editora


Sinopse: Charlotte Kinder é bem-sucedida nos negócios, mas não no amor. Tentando se reerguer após um doloroso divórcio — e ainda obrigada a ver o ex-marido se casar com a amante —, ela passa a enfrentar o mundo dos programas arranjados com homens desconhecidos. Sem esperanças, se presenteia com duas semanas na Austenlândia, uma mansão interiorana que reproduz a época de Jane Austen. Lá, todos devem se portar de acordo com os costumes da Inglaterra regencial, ou seja, homens são perfeitos cavalheiros e o espartilho é item obrigatório nos trajes de uma dama. Porém, na verdade, os homens são atores, contratados para entreter as hóspedes.Todos em Pembrook Park devem desempenhar um papel, mas, com o passar do tempo, Charlotte não tem mais certeza de onde termina a encenação e começa a realidade. E, quando os jogos na casa se mostram um pouco assustadores, ela descobre que talvez nem mesmo o chapéu mais bonito poderá manter sua cabeça grudada ao pescoço. Ao contrário do que se poderia pensar, Pembrook Park se revela um lugar intimidante, e a experiência de Charlotte passa a ser muito diferente da descrita no pacote de férias.
A questão sobre o lar é a seguinte: você pode estabelecê-lo em quase qualquer lugar, desde que esteja com os seus ao redor.

Fãs de Agatha Christie e apaixonados pelo universo de Jane Austen vão se deliciar com Meia-Noite na Austenlândia o segundo livro de Shannon Hale ambientado no universo de Jane Austen e publicado pela Editora Record. Se você como eu não leu o primeiro livro não precisa se preocupar, são histórias distintas, porém ambientadas no mesmo local.

Charlotte Kinder é uma mulher inteligente, divorciada, mãe de dois filhos, muito bem sucedida nos negócios e infeliz no amor. Após anos de casamento, os filhos adolescentes, Charlotte viu o marido ir embora com outra mulher e metade de seu dinheiro. Essa situação fez com que ela se tornasse uma mulher apática, triste e indisponível emocionalmente para novos relacionamentos, conseguimos até mesmo perceber uma pitada de depressão nas falas de Charlotte.

Nossa protagonista motivada pelo encantamento pelo qual foi tomada após ler os livros de Jane Austen e se deparar com as heroínas criadas pela autora, decidi embarcar em uma viagem ao universo de Jane. Para se reencontrar Charlotte decidiu encarar uma fantasia e esquecer por alguns momentos seus problemas. Aproveitando as férias Charlotte deixa os filhos com o pai e a madrasta e embarca em uma viagem de 14 dias para Austenlândia onde Pembrook Park, a propriedade vitoriana inglesa, seus cavalheiros, vestidos e modos da época da regência a esperava.

O livro é narrado em terceira pessoa e mescla o presente em Austenlândia com flashbacks de Charlotte. São nesses momentos de volta ao passado que percebemos o quanto nossa protagonista está machucada, apesar de Charlotte ser uma mulher de mais de 30 anos ela ainda se lamenta por ter se tornado a pessoa que se tornou, pelas escolhas que fez, e por tudo que estava ao alcance de seus olhos e ela simplesmente resolveu ignorar.

A estadia de Charlotte em Austenlândia tinha tudo para ser calma e acolhedora. O ambiente propício, as companhias interessantes, toda a atmosfera do século passado, os modos, as conversas e os programas contribuiriam e muito para a fuga da realidade que ela esperava.

Durante uma das brincadeiras propostas no programa Charlotte acaba encontrando um quarto secreto na propriedade, e a partir desse momento sua estadia em Austenlândia fica distante de ser calma, ela acredita que tenha visto um corpo nesse quarto. Até que ponto esse corpo seria uma encenação, algo para criar um clima de mistério e até que ponto aquilo seria real? A confusão entre o que é real e o que é fictício deixa Charlotte instigada a investigar esse mistério, o que a coloca em situações perigosas. 

E você, Eddie? - perguntou Charlotte - Espia a última página?
- Nunca. Cubro a página da direita enquanto leio a da esquerda, para não ler adiantado sem querer. Sou escravo de histórias. Desde que o livro não esteja tentando ser útil e nem me catequizar, sou servo voluntário dele.

Em meio a suas investigações Charlotte acaba se aproximando de Eddie, um ator que está interpretando o papel de seu irmão em Austenlândia. Mesmo tendo a certeza de que tudo naquele lugar não é real, ela se sente segura de um modo estranho perto de Eddie. Eu sempre gostei de Eddie, ele é aquele personagem do tipo boa gente, simpático, atencioso e gentil. Tudo bem que em determinados momentos eu mesma confundi o que era realidade, se posso chamar assim, do que era ficção em Austenlândia, mas esse personagem sempre me pareceu sincero.

Charlotte é uma personagem real, ela é autentica, é inteligente e mesmo assim é frágil e está machucada, e isso faz com que ela tenha algumas atitudes imaturas para sua idade, porém não há como não sentir empatia pela personagem e seus conflitos. Assim como não dá para não torcer pra que ela tenha um final feliz mais que merecido.

O que para alguns é apenas uma fuga da realidade, na verdade ajudou nossa protagonista a ter uma perspectiva diferente, é quase como se ela pudesse ver a sua vida como uma observadora, e tudo isso contribui para que Charlotte se reencontre como mulher, mãe e alguém que mereça ser feliz

Meia-Noite na Austenlândia é um livro estimulante, repleto de diálogos inteligentes e divertidos, que nos faz suspirar ansiando por um romance avassalador. O mistério incluído na trama deu um ar inteligente ao livro, não posso afirmar que tenha mesmo uma pitada do estilo de Agatha Christie, pois faz décadas que não leio nada da autora e não me recordo do seu estilo de narrativa e subterfúgios utilizados para desvendar os mistérios. O que posso garantir é que a leitura de Meia-Noite em Austenlândia é prazerosa, fluída e apaixonante. Terminei o livro desejando que Austenlândia fosse real.

O que você está fazendo? - perguntou Charlotte.- Tentando cortejar você. - Ele continuou a olhar para os lábios dela. - Está funcionando? Porque faz muito tempo que não cortejo ninguém de verdade e não consigo me lembrar de como é. Só sei que quero ficar olhando para você.



24 comentários:

  1. Já li alguns livros da Jane..gosto mais nem tanto, esse livro não chamou minha atenção.. parece ser bom, tanto que não tenho nenhum momento nenhum motivo pra não gostar.. mas não me agradou essa tentativa de criar uma historia.. no mesmo universo de Jane..

    ResponderExcluir
  2. Suas resenhas sempre são tão boas, que ficando curiosa pra ler o livro. Confesso que não me chamou atenção pela capa e título, mas historia é interessante.
    Parece ter uma mistura de romance com misterio, e o drama.

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não li os livros desta autora (Orgulho e Preconceito está na lista) mas pelo que andei vendo das resenhas, este segundo livro deixa bastante a desejar comparado ao primeiro, né? Estou sim curiosa para ler o primeiro, mas este aqui não :/
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  4. Olá, Patty.
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, principalmente por causa desse ar de mistério (o que me agrada imensamente) e porque esse ambiente de "romance de época", principalmente os criados pela Austen, são incríveis.
    Acredito que essa obra tem tudo para me agradar.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. Como sou fã de carteirinha da Jane, sempre fico com um pé atrás quando vejo algum livro que faz menção a ela ou aos livros que ela escreveu. Porém, simpatizei com esse logo de cara. Achei a sinopse divertida e interessante, então já pretendia dar uma chance antes mesmo de ler a sua resenha. Agora, tenho certeza que vou gostar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi gente, to entrando proo mundo dos blogs literários, se puderem façam uma visa beijos
    https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=5204947833870446720#overview/src=dashboard

    ResponderExcluir
  7. Oi Patty

    Apesar de não saber nada do universo de Jane Austen e Aghata fiquei com vontade de ler o livro, parece ser algo bem divertido e seria o máximo se fosse possível largar tudo e ir para um mundo paralelo com outras coisas para se pensar rsrsrs

    Beijos
    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  8. Tenho certeza que vou gostar do livro, com mistério então! Se a austelnândia existisse eu moraria lá, hehe. Achei a capa tanto essa como a do primeiro livro maravilhosas! Também nunca olho a última página e cubro a direita enquanto leio a esquerda, vai entender né?!! Beijos!

    ResponderExcluir
  9. A ideia parece ser boa, alguns livros que li da Agatha Christie tinha um pouco de romance mas imagino que o forte desse livro seja o romance mesmo. Gosto quando a mocinha ja nao é tao moça e ta nessa fase de avaliar como ta a vida e tenta se encontrar e ser feliz, parece mais real e inspirador.

    ResponderExcluir
  10. nossa que livros ótimo, tudo que é relacionado a Jane Austen eu gosto, só ouço elogios a respeito desse livro por isso me interessei e agora a resenha só me deixou mais animada

    ResponderExcluir
  11. eu ja tinha visto um video falando desse livro, ele me parece ser bem interessante, ja ta na minha lista
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho visto muitos comentários sobre esse livro, mas eu tenho que admitir que mesmo a sua resenha sendo boa e eu ficar um pouquinho curiosa em relação ao "suposto" corpo ... mas mesmo assim não é suficiente pra ficar louco pela história.

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Eu li o primeiro livro e gostei bastante dessa proposta de misturar ficção e realidade. Fiquei bem curiosa sobre o segundo, mesmo não sendo com os mesmo personagens e tendo um toque de mistério que não vi no primeiro livro...
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi Patty,
    Mesmo não conhecendo a escrita da Jane Austen (que é muito bem recomendada), amo a escrita da Agatha Christie e só isso já me deu vontade de ler o livro haha.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  15. A sua resenha me deixou levemente apaixonada kkk Adoro a Jane Austen, só não li Emma de seus livros, e qualquer menção a autora já me deixa bastante interessada. O livro em si me lembrou muito um chick-lit, mas você mostrou que ele em partes é bem diferente de um, principalmente pelo mistério, já adicionei a minha WishList.

    ResponderExcluir
  16. Que interessante esse livro. É a primeira resenha que leio. Sou fã dos livros da Agatha! Da Jane Austen só li Orgulho e Preconceito, e como já disse, faz um tempinho. Gostei dessa mistura de mistério, suspense e romantismo. Também gostei desse modo que ajudou a protagonista a se reencontrar e dar a ela mesma uma nova chance de viver a felicidade. Essa mistura de real com fantasia dentro da trama, me deixou curiosa para conhecer essa história, que pra mim é bem diferente de todos os livros que já li até então!

    ResponderExcluir
  17. Esse sua resenha me deixou com muita vontade de ler. Jane Austen é ótima e já tinha visto comentários sobre esse livro envolver uma menção a essa autora. Também sou apaixonada pela Agatha, então acho que vou colocar esse livro na minha lista!
    Abraços!
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  18. Como fã da Agatha Christie, fiquei realmente curiosa de ler o livro..ótima resenha

    ResponderExcluir
  19. Nem sabia que tinha um primeiro livro rs Mas me interessei bastante, fiquei morrendo de vontade de ir pra Austenlândia *-*

    ResponderExcluir
  20. Oi Patty,

    Confesso que não é um livro que eu me interessaria de primeira. Fiquei um pouco confusa com a história de ir pra um lugar pra viver outra época.... existe mesmo isso?

    Mas, enfim... gostei das citações que vc colocou!

    Um abração

    ResponderExcluir
  21. Confesso que estou de olho nesse livro desde o lançamento, achei que teria que ler o primeiro para entender a estória. Sou curiosíssima para saber o que acontece e como tudo se desenrola. Acho que vou ter que dar um jeito de conseguir ele hahaha
    Até antes de ler o livro, já fiquei com vontade de ir para a Austenlândia rsrsrsrs

    Beijos ;*
    Resenhista LivreandoFacebook | e | Proseando com uma BibliophileFacebook

    ResponderExcluir
  22. Estou acompanhando o livro através das resenhas que tem saído, mas confesso que não é um que eu esteja desejando.
    Bjs, Rose.
    Fábrica dos Convites

    ResponderExcluir
  23. Já vi muito sobre o primeiro livro dessa "série" e já vi o filme, esse parece ser um puco diferente, mas esse toque de mistério é um ponto bem positivo, e o drama também.

    ResponderExcluir
  24. Fiquei meio dividido sobre essa obra. Meio que gostei e meio que não gostei. Pela resenha me pareceu que é um livro meio dramático, protagonista com passado triste, essas coisas. O que eu não gosto muito. Mas o corpo que ela encontrou, e essa história das encenações, sem saber o que é real ou não me instigou um pouco. Gostei da resenha, abç.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!