Resenha #193 - Red Hill - Jamie McGuire - Verus Editora


Título: Red Hill
Autor (a): Jamie McGuire
Editora: Verus
ISBN: 9788576863380
Ano: 2015
Páginas: 350

Livro recebido em parceria com a editora

Sinopse: Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade.
Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano.
O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? Red Hill prende desde a primeira página e é impossível deixa-lo até o final surpreendente.

Passamos por mais pessoas, sem saber ao certo quem estava fugindo e quem estava perseguindo. Vi pais carregando filhos pequenos e puxando pelas mãos as crianças mais velhas. Algumas vezes, gritaram para eu parar, imploraram ajuda, porém, nos filmes, parar sempre significava morrer, e eu mal havia completado dezoito anos. Eu não sabia quanto tempo conseguiríamos sobreviver, mas tinha certeza de que não morreria no primeiro dia da droga do Apocalipse zumbi. (Miranda)

Sendo fã de carteirinha da autora Jamie McGuire, afinal ela me deu o Travis, quando eu soube do lançamento de Red Hill é claro que fiquei curiosa sobre o livro e decidi que iria lê-lo antes mesmo de ler a sinopse, que por sinal me chamou muito a atenção. E apesar de eu não gostar muito do cenário pós-apocalíptico zumbi, "The Walking Dead" não é minha praia, resolvi sair da minha zona de conforto e embarcar nessa história.

Red Hill é narrado em primeira pessoa, com três pontos de vista distintos. Os capítulos são intercalados entre Scarlet, Miranda e Nathan, que em um primeiro momento tem histórias separadas e com o desenrolar dos fatos essas histórias acabam se cruzando. Achei bem interessante os artifícios utilizados pela autora para cruzar as histórias dos personagens, não ficou algo forçado, mesmo sendo histórias diferentes, pessoas que nunca tinham se encontrado acabam de alguma forma se unindo para lutar contra uma ameaça comum.

Desde sempre somos bombardeados com superproduções hollywoodianas sobre ataques de zumbis, mas você já parou para pensar no que faria se isso realmente acontecesse? A realidade é que ninguém está preparado para encarar uma realidade dessas, seus mortos voltando à vida e se virando contra você, aqueles a quem você ama virando monstros, e a única saída é matar ou morrer. Sobreviver é a palavra de ordem.

Scarlet é uma técnica em radiologia que só consegue pensar nas duas filhas que deveriam passar o final de semana na casa do pai. Ao deixar o hospital no qual trabalha e que está um caos, em meio a um ataque de zumbis, Scarlet só pensa em encontrar as filhas e procurar um lugar seguro para ficar com as meninas, que são sua razão de viver. Uma personagem forte, capaz de atos de bravura, amizade, força e acima de tudo coragem.

Nathan é um bom pai, após tentar manter a calma em meio ao caos espalhado nas ruas com a notícia divulgada pelas autoridades, ele busca sua filha Zoe na escola e quando chega a sua casa descobre que sua mulher tinha ido embora e lhe deixado uma carta de despedida, dizendo que não tinha nascido para ser mãe. Nathan só pensa em salvar Zoe, uma menina inteligente, fofa e que trás um toque de humanidade a história, como se ainda existisse esperança no meio de todo aquele horror.

Miranda e a irmã Ashley com os namorados estão indo passar o final de semana com o pai no rancho da família, um lugar chamado Red Hill, quando são surpreendidos pelo surto de ataque de zumbis da cidade. Os quatro começam uma viagem turbulenta em meio aos zumbis, arriscando suas vidas para chegar ao rancho e ter uma chance de sobreviver.

As histórias dessas três pessoas em algum momento se interligam e todos acabam lutando por sobrevivência no rancho Red Hill, amizades são travadas, vidas são perdidas, amores surgem, lealdades são postas em jogo. 

Eu imaginava esse momento umas cem vezes por dia: elas estariam exaustas e imundas, porém bem vivas. Eu nem me importava com o fato de que a chegada delas significaria que eu voltaria a conviver com Andrew. Se significasse ter minhas filhas de volta, eu daria as boas-vindas a isso.
Todas as noites, minhas esperanças eram frustradas e meu coração se partia. Eu nunca desistia até ficar escuro demais para viajar em segurança. E foi mais ou menos nessa hora que as lágrimas vieram. Cutuquei o pequeno graveto em minhas mãos, lutando contra o desespero e a impotência que me invadiam.(Scarlet)

Red Hill é um livro intenso, tenso e perturbador. No começo do livro eu fiquei um pouco confusa e demorei em me adaptar com a narrativa alternada em três personagens, com histórias tão diferentes.
Não consegui me apegar aos personagens, achei as primeiras 180 páginas, muito cansativas, repetitivas. Sempre a mesma coisa, os três personagens fugindo e lutando contra os zumbis, tentando sobreviver, pessoas morrendo, e eu não conseguindo me apegar a ninguém e nem me comover com a história de ninguém.

A história ganhou um novo ritmo quando eles chegam a Red Hill e as histórias se interligam, acho que foi a partir desse momento que para mim a história ganhou corpo, vi o envolvimento dos personagens, suas frustrações. Amizades surgindo, um novo horizonte sendo redesenhado. Algo como uma esperança no final do túnel. Mesmo no meio do caos, a humanidade prevalece, a esperança está lá pra alguns. E o que parece impossível acontece, as pessoas não esquecem que são pessoas e tentar viver o mais próximo do normal possível, mesmo tendo um inimigo a ser combatido.

Uma observação que não posso deixar de fazer é sobre a narrativa da Jamie McGuire, ela sabe envolver o leitor, mesmo não sendo meu estilo preferido de leitura, e me tirando da zona de conforto, eu não consegui desistir do livro, e precisei ir até o final pra saber o que iria acontecer com cada personagem.

Sei que existem pessoas que são vidradas nesse estilo de leitura, essa foi minha primeira experiência, posso dizer que foi no mínimo interessante, adorei o Nathan ele é sem sombra de dúvida um personagem adorável. Foi uma experiência gratificante poder conhecer esse outro lado de Jamie McGuire, e aqui fica minha dica, se você como eu só conhece a autora de Belo Desastre e não tem muito intimidade com o cenário de zumbis, entre nessa leitura de mente aberta, só assim a experiência será válida.

Cada noite era uma escalada rumo ao momento em que eu finalmente teria colhões para tocá-la. Às vezes eu brincava dando um cutucão ou um tapinha na perna, e ela não se incomodava quando eu deixava a mão ali. Infantil, mas ela era muito intimidante... e perturbadoramente bela. Eu achava difícil não encará-la e ficava feliz com a parca luz após o sol se pôr e com o fato de a escuridão me dar uma desculpa para me concentrar em sua boca enquanto ela falava. (Nathan)












21 comentários:

  1. gostei da resenha, mais confesso que nao me interessei pelo livro, pensei até que ia gostar mais infelizmente ele nao conseguiu me agradar :/

    ResponderExcluir
  2. Oi Patty,

    A sua resenha está muito boa e gostei de saber que o livro Red Hill tem mais de uma perspectiva, eu gosto de livros assim apesar de ainda não ter lido nada de zumbis, o que me desperta interesse já que me tira da minha zona de conforto.
    Sobre Jamie McGuire eu li Belo Desastre, mas não gostei muito pois achei Abby bem chatinha, ainda assim andei lendo um pouco mais sobre a série e pelo que ouvi a perspectiva de Travis em Desastre Iminente é bem melhor né?! Enfim, vou dar mais uma chance aos livros dela só vai demorar um pouquinho (rsr).

    :)

    ResponderExcluir
  3. Já me interessei pelo livro quando comecei ler a resenha e vi que era sobre Apocalipse zumbi, como sou super fã de The Walking Dead, adorei. Pretendo ler em breve, pois fiquei curiosa para saber como vai terminar o livro.

    ResponderExcluir
  4. Eu já li esse tipo de livro, minha experiencia com esse tipo foi o livro a 5º onda que por sinal foi um livro top, eu confesso que não imagina a Jamie escrevendo um livro desse tipo, também sou fã de carteirinha do Travis kkk, eu confesso que apesar a nota do livro fiquei interessada em ler esse livro e ver como a Jamie desenvolve esse tipo de historia com uma temática bem diferente do que ela trabalhava antes. Ótima resenha mana.

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito da escrita da Jamie, Paty, adoro a série Beautiful (amo o Travis!!), mas esse novo romance dela não me interessou em nada. Assim como você, livros sobrenaturais de zumbis também não são a minha praia, e quando você disse que teve dificuldade de engrenar no livro, fiquei realmente sem vontade de lê-lo .

    ResponderExcluir
  6. Olá, Patty.
    Eu gosto de literatura fantástica e zumbis é uma das minhas "criaturas" favoritas. Esses livros são sempre cheio de ação.
    Imagino que você tenha achado um pouco repetitivo o início do livro porque não é um gênero que você curta tanto. Livros com zumbis geralmente são assim mesmo.
    Gostei da premissa e vou querer a obra.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  7. Apocalipse zumbi *----* Que história!
    Nesse novo livro da Fucking MaGuire, ela trás um mundo tomado por um apocalipse zumbi. Uma aventura que me parece bem interessante. Adorei essa capa! Pelo que percebi há uma mudança quando chegam a Red Hill e partir daí a história conta com suas emoções maiores. Futuro pós-apocalíptico bem atrativo. Ficará em mihas reservas ;) Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Patty! Venho acompanhando os comentários sobre esse livro e, olha, estou super, mega, hiper curiosa para ler. Eu adoro histórias com esse cenário pós apocalíptico, zumbis, toda a tensão que esse tipo de leitura transmite haha, fico vidrada. Não conheço a escrita da autora, mas me agradou muito saber que ela conseguiu deixar com que o leitor se sentisse totalmente envolvido com a trama. Com certeza é um livro que já está na minha listinha de desejados.

    ResponderExcluir
  9. Que livro incrível! É a primeira resenha que leio sobre e amei a premissa. Adoooro zumbis e acho que vou gostar da leitura mesmo tendo momentos com a leitura cansativa e repetitiva.

    Já foi pra minha lista de desejados.

    ^^

    ResponderExcluir
  10. oi flor, que mudança de enredo da Jamie, em Belo desastre um romance avassalador e em Red Hill uma trama apocalitica com zumbis e tudo mais! acho a proposta interessante e dinâmica, muito atrativa, mas não creio que fluiria para mim, essa coisa de zumbis e tal me deixa receosa, como sempre torço o nariz para esses elementos não creio que ia me aventurar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. oi flor, que mudança de enredo da Jamie, em Belo desastre um romance avassalador e em Red Hill uma trama apocalitica com zumbis e tudo mais! acho a proposta interessante e dinâmica, muito atrativa, mas não creio que fluiria para mim, essa coisa de zumbis e tal me deixa receosa, como sempre torço o nariz para esses elementos não creio que ia me aventurar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Patty. :) Ao contrário de você, não gostei tanto de Belo Desastre, mas, através do livro, percebi que a narrativa da autora era bem consistente e envolvente. Fiquei curiosa pra ler mais coisas dela e Red Hill me pareceu a oportunidade perfeita, já que abordaria um tema diferente. Eis então que descubro que ele fala sobre zumbis e ainda tem aquele clima meio apocalíptico, que eu não curto muito, hahaha. Desanimei um pouco com isso, apesar de enxergar os pontos positivos que você citou. Talvez eu leia no futuro, mas acho que não num muito próximo. Obrigada pela dica, gostei de saber sua opinião!
    Beijos,
    Lis <3 umareescrita.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Patty
    Não li nada da autora, mas li muito sobre Belo Desastre e tenho curiosidade em lê-lo.
    Red hill me agradou pela capa, ainda que eu não tivesse lido a sinopse. Essa coisa de zumbi também não me agrada muito, mas gostei bastante da resenha e fiquei interessada. É uma pena que o início da leitura não tenha desenvolvido tão bem, mas que bom que depois que as histórias se interligam você conseguiu se conectar com os personagens!
    Fiquei tentando imaginar se será formado um casal desses 3 personagens principais :p

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  14. Opa!!!
    Já tinha ficado de olho nesse livro e a sua resenha me animou mais ainda pq vc disse q a narração intercala os personagens em capítulos e eu curto isso! Gosto de um suspense, gosto de The Walking Dead. Acho q tem td pra esse livro dar certo comigo, né? hahahahaha
    Obrigada pela boa dica da resenha ;)
    Bjinho

    ResponderExcluir
  15. Olá, confesso que fiquei interessada, eu não vejo o seriado the walking dead, porque na primeira vez que tentei assistir, passei mal com algumas cenas, sou meio fraca para isso. Quem sabe com livros sobre zumbis seja melhor por não ter a imagem formada, ou pior, vai saber, mas pela sua empolgação acho que vale tentar.
    Abraços
    Gabriela Vidal
    www.estantedepapel.com
    Participe dos nossos sorteios!

    ResponderExcluir
  16. Morrendo de vontade de ler esse livro, ainda mais por adorar a escrita dessa autora e ser fã de zumbis. Entrou na minha lista no momento em que li o lançamento, então mal vejo a hora de ler. Adorei a sua resenha e saber que gostou. Espero que isso te anime para ler mais coisas do gênero!

    ResponderExcluir
  17. Eu estava receosa com esse livro “Red Hill”, fiquei com medo de ficar com medo, hehe.
    Gosto de um Thriller com suspense, mas quando li a sinopse eu fiquei em dúvida se iria gostar ou não, mas acho que o único jeito é lendo.
    Não gosto de ver nadinha de zumbis, acho feio e nojento, mas como é livro aí é diferente ler ne?!
    Não sabia que as primeiras partes do livro eram mais chatinhas, achei que era tudo bem rápido e tal ainda mais pelo enredo ser de perseguição e tal.
    Mas ainda quero muito ler o livro, conhecer o trabalho de Jamie McGuire.

    ResponderExcluir
  18. Embora eu tenha visto mais resenhas e resenhas boas - e algumas negativas - de Belo Desastre, até hoje nunca tive contato com a escrita de Jamie McGuire, e apesar de eu não ser fã de apocalipses zumbis, Red Hill me deixou um tanto intrigada sobre o futuro dos personagens em uma situação dessas.
    Como eu tenho que começar a abandonar minha zona de conforto, acho que darei uma olhada nele futuramente. Espero que seja uma leitura agradável.
    Abraços

    ResponderExcluir
  19. Oi Patty, ainda não sei se quero ler o livro, estou analisando. Uma hora acho interessante, em outras nem tanto. Vamos ver.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  20. Oi Patty!
    Eu não tenho nenhuma experiência com esse estilo de livro, mas fiquei curiosa, principalmente porque gostei bastante de Belo desastre e da narrativa da autora. Sem contar que Red Hill parece ser um bom livro para eu começar a me aventurar pelo universo dos zumbis...
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Oi Patty,
    Também sou fã de Jamie McGuire, adoro a escrita dela... Red Hill me chamou atenção desde quando pesquisei sobre a Autora no Goodreads pra saber mais livros dela por que simplesmente amei Belo Desastre. A capa foi o que chamou atenção primeiro, depois a sinopse. Quando soube que ia ser lançado no Brasil fiz uma dancinha (kkkkkkkkk, sou dessas!)
    No mais, quero muito esse livro, pra ontem... :)
    Um super abraço

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!