Resenha #196 - Um dia de cada vez - Courtney C.Stevens - Suma de Letras


Título: Um dia de Cada Vez
Autor (a): Courtney C.Stevens
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788581052366
Ano: 2014
Páginas: 231

Livro recebido em parceria com a editora


Sinopse: Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos. Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo.
Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o Garoto Ki-Suco, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo.
Em Um dia de cada vez, Alexi e Bodee, ao mesmo tempo em que fingem para o resto do mundo que está tudo bem, passam a apoiar um ao outro, tentando viver um dia de cada vez.
Sozinho.
Diante desta multidão.
Sozinho, neste sonho de matar.
Quem sou eu neste silêncio visível?
Será que alguém me ouve gritar?
Alguns livros nos surpreendem mais que outros, "Um dia de cada vez" é um desses livros. Sua trama trata de assuntos difíceis de digerir. Mesmo assim a autora conseguiu de uma forma escrever uma história linda de superação, amizade e amor.

Alexi é uma adolescente que passou um por grande trauma, ela desenvolveu mecanismos para conviver com sua dor. Alexi não é mais a garota alegre e cheia de vida que costumava ser, agora ela é uma sombra do que já foi um dia. Agora ela arranha seu pescoço até deixá-lo em carne viva para que a dor física sobreponha a dor psíquica, se esconde dentro do closet onde se sente segura e conta os espaços do aquecedor para conseguir dormir. Tudo dentro de sua cabeça a faz pensar que a culpa fora dela, que ela não fez nada para se defender, que ela simplesmente deixou acontecer. A culpa a persegue, a sufoca, a machuca.

O que ajuda a seguir em frente são as mensagens em forma de letras de músicas que ela troca com um desconhecido, e que são deixadas na carteira da sala de aula diariamente. Esse desconhecido de alguma forma parece conhecer Alexi melhor do que qualquer pessoa, e sempre tem as palavras certas para ela.

Almas perdidas tendem a reconhecer almas perdidas. Bodee é um garoto que acabou de perder a mãe de forma trágica, na realidade ele acabou perdendo os pais, uma vez que o pai matou a mãe. Bodee é um garoto retraído, sem amigos, que nunca era notado. Até que a vida se encarregou de entrelaçar os destinos de Bodee e Alexi.

Bodee e Alexi são adolescentes marcados por tragédias, com feridas difíceis de curar. E por conhecer a dor tão de perto Bodee logo percebe que há algo de errado com Alexi, não a pressiona a apoia. Dá a ela o que ela sempre precisou, sem ela nunca ter pedido sem perceber o muito sutilmente os dois se tornam muito próximos, a luta dos dois em querer superar suas feridas é algo tocante, algo que mexe com o leitor, algo que nos faz pensar em quem podemos realmente confiar.

Mesmo sendo uma trama com temas pesados, a autora conseguiu criar uma história leve, que prende o leitor de tal forma, que você não quer desgrudar do livro até que não chegue o final. Ela conseguiu dar voz aos personagens e importância a história de cada um.

Nem um determinado momento do livro você acredita que sabe quem é o responsável pela agressão feita a Alexi, tudo nos leva a crer que sabemos quem é a pessoa, porém a verdade é mais cruel do que podemos imaginar. O que em muitos casos reais é o que acontece. Às vezes o perigo está mais perto do que podemos imaginar.

Um dia de cada vez é um livro que faz despertar no leitor seu lado reflexivo, ele emociona e surpreende. Amei cada página que li desse livro, me apaixonei pela narrativa de Courtney, simples, fluída e cheia de significado. Existem livros que nos marcam mais que outros, existem livros que carregamos conosco para sempre, que são repletos de significados, que somam em nossas vidas e nos deixam lições, Um dia de cada vez é um livro desses. Leia! Você não irá se arrepender.

Eu abraçaria Bodee, se pudesse. Um abraço de amigo. E talvez, se ele não estivesse hibernando em uma caverna de tristeza, ele me abraçasse também. Enquanto fico parada ali, sem abraçá-lo, penso que, se fôssemos adolescentes normais, provavelmente nos agarraríamos e soltaríamos suspiros. E deixaríamos nossas mãos passarem até acabarmos ficando por uma tarde transando antes do jantar. E nunca mais tocaríamos no assunto. 
Mas não somos normais. Pelo menos eu não sou, e aposto que ele também não é.


*post não válido para o top comentarista

17 comentários:

  1. Oi Patty,

    Eu conhecia muito pouco sobre este livro e sua resenha me despertou interesse e me deu vontade de conhecer um pouco mais sobre ele e quem sabe adquiri-lo para leitura.

    :)

    ResponderExcluir
  2. gostei da resenha parece ser um bom livro.
    ja´tinha visto ele mas nunca parei pra ler uma resenha, fiquei bastante interessada em ler.

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Parece tão triste... Mas gosto de livros que têm uma certa profundidade, nos fazem refletir e deixam uma mensagem legal. Talvez mais pra frente eu leia esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Achei que fosse um romancezinho clichê, porém percebi que não. A sinopse não é atrativa, contudo a resenha me chamou a atenção. Gosto de livros onde são abordados assuntos difíceis que nos leva a uma reflexão.

    Achei a capa simplória demais. Faltou capricho - minha opinião.

    Vou ler quando me surgir a oportunidade.

    ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá, Patty.
    Acho que iria gostar do livro por causa da forte carga dramática e psicológica que ele carrega. O fato de a protagonista não ter tido uma vida fácil e possuir a alma machucada certamente deixará o enredo bem mais denso, o que me agrada demais.
    Vou ler esse livro, com certeza.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  6. Sinto que esse livro veio pra arrasar meu coração, história assim não são exatamente o meu tipo de leitura livros assim tendem a me deixar triste, mas cara ... não tem como não ficar curiosa ao ler sua resenha em relação a esse livro o.o Eu vou dar um jeito de ler esse livro e muito obrigada pela sua resenha maravilhosa ^^

    ResponderExcluir
  7. Tô aqui me perguntando que trauma foi esse que ela sofreu...
    gosto de livros com esse tipo de enredo, que trata de assuntos pesados. Um pai matar uma mãe? Meu deus, que horrível!
    Fiquei pensando em como esses dois vão superar juntos seus traumas

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oiee

    Amo esse livro e não me arrependi de ter comprado ao ler a sinopse já fiquei encantada e quando li só queria ler e ler sem hora para acabar rsrs Bodde é fofo demais queria um desses na minha vida!

    Ótima resenha Patty passou bem o que o livro transmite e realmente este livro marca a todos de uma forma muito positiva!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  9. Esse livro a cada resenha me causa curiosidade e temor, pois amo livros assim, mas eles me causam muito dor também e por vezes me pergunto porque afinal, leio eles sabendo que meu corações vai se estraçalhar. Mas acabo percebendo que o encanto da literatura está exatamente nisso, na mescla de sentimentos que nos proporciona, e infelizmente, livros assim retratam apenas a realidade.
    Desconfio do tipo de violência que Alexi sofreu, e sinto vontade de coloca-lo no colo e tentar apagar suas cicatrizes, embora seja impossível. O mesmo ocorre com Bodee, que apesar de estraçalhado parece ser encantador.
    Esse livro me fará gritar desejando um final feliz para esses dois.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Patty, tenho interesse no livro, mas não para ser lido no momento.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Pela capa não dava muita coisa pelo livro, a sinopse é tensa e interessante, mas no primeiro momento não tinha me interessado.
    Lendo a sua vontade de nos convencer que o livro vale a pena sr lido, me deixei levar pela resenha e agora estou com vontade de conhecer essa estória.
    O que a Alexi faz consigo mesma é muito tenso, se machucar dessa forma, me deixou com mta dó. E Bodee tb fiquei com uma vontade de ser amiga dele para poder ajuda-lo.
    Acho que não vou me arrepender de ler...
    Valeu pela dica, ótima resenha.

    ResponderExcluir
  12. Esse livro já está na minha lista de desejados há algum tempo. Acho a capa linda e a sinopse também. Gosto de livros que abordem temas difíceis, que façam com que o leitor reflita, que nos tire da zona de conforto, e esse parece ser um deles. Sua resenha, Patty, só me despertou mais o interesse em lê-lo.

    ResponderExcluir
  13. Oi Patty!
    Faz tempo que li uma resenha desse livro, mas acabei esquecendo dele... Agora a vontade de conhecer essa história tocante voltou. Gosto de livros com esse estilo, que trazem algum tema para reflexão.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha!
    A capa já tinha me deixado interessada pelo livro, então depois que li a resenha super positiva, só o que me resta é ler, a sinopse é bem tensa, por ela ter essa coisa de se machucar e tal, por o livro ser reflexivo me interessei, gosto desse tipo de livro, adicionei na minha lista de leituras e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  15. Oi Patty,
    Achei meio tristinho esse livro, fora que tem essa coisa de se se arranhar né... fico com muita dó dessas meninas que fazem isso... as vezes os pais nem se dão conta que seus filhos adolescentes carregam uma dor...
    Não sei se eu leria.... :(
    Um abração

    ResponderExcluir
  16. Amei a resenha, foi a primeira que li sobre esse livro! A capa é linda e já me chamava atenção, mas ele agora vai para a minha lista porque adoro narrativas que fazem o leitor pensar a respeito de algumas situações. Adorei!

    ResponderExcluir
  17. Olá Patty
    Não conhecia esse livro, adorei a sua resenha e confesso que fiquei curiosa para ler, adorei a capa e o enredo dele!!
    Sua resenha também ficou muito bem escrita, achei que você detalhou bem!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!