Resenha #198 - A Aposta - Rachel Van Dyken - Suma de Letras


Título: A Aposta
Autor (a): Rachel Van Dyken
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788581052205
Ano: 2014
Páginas: 288


Livro recebido em parceria com a editora 

Sinopse: Kacey deveria ter fugido assim que ouviu essas palavras do milionário Jake Titus. O amigo de infância que Kacey não via há anos é hoje um dos homens mais poderosos e cobiçados de Seattle. E ele precisa de um favor dela: que ela finja ser sua noiva em uma viagem para visitar a avó Nadine, que está muito doente. Kacey aceita sem hesitar, afinal, o que poderia acontecer em apenas quatro dias? Mas o que ela não esperava era reencontrar Travis, o irmão mais velho de Jake, Quando mais novo, ele adorava perturbar Kacey: já incendiou uma boneca, colocou uma cobra em seu saco de dormir. Por isso, recebeu dela o apelido de “Satã”. Mas depois de tantos anos, Kacey se vê diante de um homem lindo, por quem se apaixona no momento em que vê o seu sorriso. O que ela não sabe, no entanto, é que os dois irmãos haviam feito uma aposta quando eram meninos: quem se casasse com Kacey receberia um milhão de dólares. Em “A Aposta”, da autora best-seller do New York Times Rachel Van Dyken, Kacey terá que descobrir qual dos irmãos é o cara certo e fazer sua escolha. Essa é a única certeza que lhe resta.


Quantas pessoas poderiam dizer isso de fato? Que, pela vida toda, a única pessoa com quem queriam passar a eternidade nunca havia mudado nem hesitado. Ela. Sempre fora ela. E ele ia lhe mostrar o quanto a amava.
Ao ler a sinopse de A Aposta fiquei imaginando se tratar de mais um triangulo amoroso, previsível e pra lá de clichê. Já nas primeiras páginas do livro percebi que minha primeira impressão poderia estar errada, havia mais por detrás da trama simples de dois irmãos envolvidos com a mesma mulher.  De forma única, muitas vezes irreverente a autora conseguiu inovar ao nos contar a história de Kacey, Travis e Jake. 

Desde pequenos os irmãos Travis e Jake eram amigos de Kacey, e os eles formavam um trio e tanto. A disputa entre os irmãos começou desde a tenra idade, e logo a primeira aposta entre os dois foi qual deles se casaria com Kacey. Travis o mais velho no auge de sua sabedoria, acreditava poderia se tornar o príncipe encantado da amiga se caso a salvasse de algum infortúnio, o único problema é que como nada nunca acontecia com Kacey para ele poder bancar o herói Travis começou a ele mesmo causar as tais situações. Foi assim, que Kacey se viu perseguida por Travis, o menino grudava chiclete em seus cabelos, colocava sapos em sua cama, amarava os dois cadarços de seus tênis, enfim a infância e adolescência de Kacey foram marcadas pela perseguição de Travis, a quem todo mundo acreditava detesta-la.

Com o passar dos anos enquanto Travis cometia todos os erros possíveis com Kacey, Jake se tornara o amigo mais próximo, cúmplice e confidente da garota, e a amizade da infância cedeu lugar a paixão. Jake e Kacey se envolveram, o problema é que o romance só durou até a primeira noite que passaram juntos. Jake sempre foi mulherengo, a simples ideia de permanecer com apenas uma pessoa o apavorou, isso aliado ao fato que poderia perder sua melhor amiga, fez com que ele surtasse e terminasse o relacionamento de uma forma um tanto abrupta, deixando Kacey devastada. 

Após alguns anos as coisas mudaram, Kacey perdeu os pais, se mudou para fazer faculdade, a amizade com Jake esfriou ao ponto que dos dois nem se falarem mais. Depois de tantas mudanças e adaptações Kacey ainda não conseguiu se envolver com ninguém, na realidade não conseguiu superar Jake. É então que do nada Jake está de volta com uma proposta que chega a ser obscena. Ele quer que Kacey vá passar um final de semana com ele na casa de sua família e finja ser sua noiva. Tudo isso porque o rapaz agora é um empresário de grande prestigio e precisa limpar sua imagem, uma vez que se envolveu com "acompanhantes não licenciadas", se é que vocês me entendem. Em troca ele saudará os empréstimos estudantis que Kacey tem.

Você está confuso porque sai com tantas mulheres que têm lábios, peitos e quadris falsos que se esqueceu como é uma mulher de verdade.

Mesmo contra sua vontade Kacey acaba aceitando o pedido do amigo, que usa de algumas recordações do passado para conseguir convencê-la. Kacey só não está preparada para enfrentar Travis o irmão mais velho, que a atormentou a vida toda, e que agora irá abalar todas as suas estruturas.

Algo que me surpreendeu nesse livro, foi descobrir que o mocinho não era quem eu esperava. Ele era muito, muito, muito melhor. E eu que sou louca pelo bad boy tive que dar mão a palmatória, porque caí de amores pelo irmão bonzinho, que sempre foi apaixonado pela mocinha, me fez suspirar e claro me surpreendi torcendo para que o final felizes para sempre acontecesse para o casal.

É claro que tiveram pontos que me desagradaram no livro, algo que me incomodou foram os diálogos supérfluos, e muitas vezes desnecessários. Algo como se só tivesse ali para preencher espaço, em um português bem informal o famoso "encher linguiça". Esses diálogos me passaram a sensação de Kacey ser uma personagem sem conteúdo, um tanto área, parecia que em toda fala dela tinha que ter um quê de comédia, uma referência boba ou algo do gênero.

A sorte é que os personagens são cativantes e envolventes. Fácil sentir raiva do jeito arrogante de Jake, e ficar pensando o quanto as pessoas mudam com o passar do tempo. Como é fácil se apaixonar por Travis e entender seu medo da rejeição.

A narrativa da Rachel é leve e fácil, não é apelativa, em A Aposta ninguém vai salivar em cenas quentes, essa não é a proposta do livro. O livro na realidade é um belo exemplo de comédia romântica, doce, contagiante e fofo. Daria um ótimo filme para a Sessão da Tarde, com destaque para a personagem da vovó Nadine, hilária essa velhinha. Se você não liga para clichês e quer embarcar em uma leitura leve e despretensiosa eu convido você a ler A Aposta de Rachel Van Dyken.

Se você está constantemente olhando para trás, seus olhos não veem a estrada à sua frente. Você não pode dirigir um carro desse jeito, então por que deveria viver a vida assim?




19 comentários:

  1. Oi, Patty
    Já li resenhas super positivas desse livro
    A princípio, eu tava torcendo por Jake. Quando ele preferiu a "vida bandida", comecei a torcer por Travis. Quando Jake volta anos depois com essa proposta indecente aí sim que torci mais e mais por Travis. Bem, espero poder ler e descobrir que ele foi o "sortudo", apesar de ter sido bobo na adolescência.
    E essa vovó sempre dá o que falar! Tô curiosa pra saber mais sobre ela.

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  2. Oi, Patty! Não me incomodo com clichês, desde que a trama seja bem desenvolvida e os personagens bem elaborados. Mas, não consegui me interessar pela história. Uma pena. Mas, sua resenha está ótima!

    ResponderExcluir
  3. Já tinha visto este livro no skoob, mas não tinha lido nenhuma resenha sobre ele ainda, e como adoro romances de qualquer tipo, me interessei muito, e pelos personagens também , que me chamaram muito a atenção, fiquei curiosa para ler e claro vou adicionar na minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  4. Eu não me importo com clichês, rsrs, vou ler, gostei!!! E certamente vou torcer pro mocinho tb, já que o bad boy quer curtir a vida.. Achei muito doido, depois de tudo, ainda convidar a menina pra fingir que é a noiva.. Ahh faça-me o favor... Preciso ler isso!!! rsrs

    ResponderExcluir
  5. Olá, Patty.
    Apesar da narrativa leve e fácil, não leria o livro. Primeiro porque não gosto de triângulos amorosos, esse tema está para lá de batido. Segundo porque gosto menos ainda de diálogos supérfluos e desnecessários. Provavelmente acabaria desistindo da obra.
    Apesar da sua avaliação mediana, dessa vez passo o livro.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  6. Oi Patty,

    Já tinha ouvido falar desse livro, mas pela capa e sinopse ele não tinha me chamado a atenção, porém depois de ler sua resenha estou repensando sobre lê-lo, eu gostei, a sua comparação com um filme de sessão da tarde e todo o seu relato me despertou interesse.

    ;)

    ResponderExcluir
  7. Oiee

    Apesar de ser um livro sessão da tarde até que me interessou a história fiquei curiosa para conhecer os irmãos melhores rsrs quem sabe um dia eu me aventure nesta história!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  8. Os clichês e eu temos uma relação estranha, depende muito do gênero para eu odiar ou gostar deles. E A Aposta parece ter o segundo tipo, gosto de livros com uma romance leve para relaxar de vez em quando - livros hot e eu nunca fomos amigos - e acho que gostarei da leitura.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Se os clichês são bem feitos, eu não ligo nenhum pouco para isso. É um livro que me interessa e que pretendo ,ler
    Bjs,Rose

    ResponderExcluir
  10. Não pensei que se tratasse de um triangulo amoroso e para mim a sinopse ficou até original. Irmãos que aposta qdo jovens pela mão da moça...adoreiii (pode ser eu tb? haha)!
    Lendo a resenha eu já me apaixonei pelos irmãos, haha... linda comédia romântica!
    Rir com a parte que fala que o Travis tentava criar situações perigosas para salvar a mocinha e no final ele foi apelidado de Satã!! Hahaha...
    Amei demais essa dica, capa fofa bem romântica.
    Quero ler com certeza gente!

    ResponderExcluir
  11. O livro era desconhecido para mim, mas fiquei pouca atraída por ele, mesmo possuindo uma premissa bastante interessante.

    Não gosto de ler livros que dá a impressão de enrolação por parte do escritor, o tal "encher linguiça" acaba empobrecendo a história.

    ^^

    ResponderExcluir
  12. já li resenha desse livro em varios blog, mas mesmo assim nao me interessei, nao me chamou atençao, sabe, achei muito previsível.

    ResponderExcluir
  13. já li resenha desse livro em varios blog, mas mesmo assim nao me interessei, nao me chamou atençao, sabe, achei muito previsível.

    ResponderExcluir
  14. Li esse livro ano passado, no escuro. Comprei sem nem conhecê-lo e sem ler nada sobre ele, apenas porque gostei da sinopse, e foi uma grata surpresa. Me encantei com a leitura e dei altas risadas com a vovó Nadine (o que é essa avó? Quero uma para mim). Agora estou ansiosa para ler o segundo volume dessa série.

    ResponderExcluir
  15. Eu sou louca pra ler esse livro por mais que falem que mais parece um clichê com comedia romântica, esses tipos de livros são os melhores na minha opinião porque adoro livros que me fazem rir e que os personagens me cativem, agora o jeito é ir atras do livro pra ler ou emprestar ... e até sei de quem vou emprestar ^^

    ResponderExcluir
  16. Oi Patty!
    Eu já conhecia o livro, mas a sua é a primeira resenha que leio e imaginava uma história diferente pela sinopse. Quero ler A aposta porque parece ser um daqueles livros gostosos para passar o tempo, mesmo que não seja perfeito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Uma pena que alguns diálogos estejam no livro apenas para encher as páginas e aumentar o volume, mas mesmo assim isso não me tira a vontade de ler, porque adoro romances despretensiosos, perfeitos para uma ressaca literária. Gostei da resenha!

    ResponderExcluir
  18. Oi Patty,
    Ganhei A Aposta e O Desafio em um Top... Figuei super feliz!! Já tinha lido as sinopses deles e gostei de cara. :) Gostei dos quotes que vc escolheu!
    Quero um dia de 30 horas pra poder ler meus livros que estão na estante! :(
    Um super abraço

    ResponderExcluir
  19. Olá, estou louca para ler essa trilogia, já vi algumas resenhas do primeiro e do segundo livro e assim como a sua, só aumentam a minha curiosidade!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!