Resenha #212 - Tensão - Gail McHugh - Editora Arqueiro


Título: Tensão
Autor (a): Gail McHugh
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413731
Ano: 2015
Páginas: 336


Livro recebido em parceria com a editora


Sinopse: Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.
Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.
Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?

"Às vezes, escolhas infelizes nos levam às pessoas certas..."


Não vou mentir, tenho o dom para encontrar livros com personagens lindos, sexys, ricos e que possuem o poder de me deixar apaixonada. Tudo bem, mesmo não querendo tenho que admitir que a facilidade em encontrar esses homens perfeitos se deve 25% a meu dom e 75% a pesquisas exaustivas no Skoob, nos sites de lojas especializadas em vendas de livros e claro aos lançamentos maravilhosos das editoras parceiras do blog.

Tensão de Gail McHugh é o primeiro livro de uma duologia, isso por si só já é um ponto positivo. Vivemos a "ditadura das trilogias". E nesse mundo quando surge um autor consegue dividir toda a trama em dois livros, temos um fato a se comemorar. Não quero ser hipócrita, tem trilogias que amo de paixão, muito bem escritas, com histórias e personagens fascinantes, mas temos que convir que algumas que não passam de enrolação, ou uma jogada de marketing.

O livro de Gail McHugh é um livro que prende o leitor do começo ao final da história; seja por sua narrativa envolvente, ou pela montanha russa de emoções que ela proporciona ao seu leitor. Em alguns momentos me senti tão envolvida com a história a ponto de não sair para almoçar. A autora conseguiu dar um toque especial a um tema bem batido. Afinal, quantos triângulos amorosos já não existem por aí?

A vida de Emily Cooper sofre um forte abalo com a morte de sua mãe, e é em Dillon Parker, seu namorado, que Emily encontra apoio para recomeçar. Dillon a convence a se mudar para Nova York, para ficar mais perto dele. Indo contra a vontade de Dillon, Emily decide morar com uma amiga até se acostumar com a cidade e arrumar um trabalho. Como sua vida muda radicalmente, em um curto espaço de tempo, Emily vê seu relacionamento com Dillon como o pilar de sua segurança. Só que esse relacionamento é abalado quando Emily conhece Gavin Blake.

Gavin é um empresário lindo, rico, sexy e amigo de Dillon. Quis o destino que o primeiro encontro entre Gavin e Emily fosse marcado por momentos fofos e constrangedores, aonde nenhum dos dois sequer fazia ideia de quem eram. Gavin se encanta por Emily logo que a vê. A conexão entre eles é instantânea, como de estivessem destinados. Com o passar do tempo e a convivência forçada, afinal Gavin e Dillon são próximos, os dois se tornam amigos, e percebem que possuem mais coisas em comum do que podiam imaginar. Mesmo Gavin sabendo que Emily é namorada de seu amigo, os sentimentos que ele nutre por ela só aumentam a cada dia. 

Na cabeça de Emily ela possui um bom namorado, que esteve ao seu lado nos seus piores momentos, mesmo com seus defeitos, Dillon é seu porto seguro. Os sentimentos dela em relação à Gavin só a deixa confusa. Apesar de parecer que foram feitos um para o outro, Gavin tem a fama de usar as mulheres. O que faz nossa mocinha ponderar sua escolha por muitas e muitas páginas.

"Quando você quer tanto algo, você não se dá por vencido. Você luta e luta até que não pode lutar mais."

Eu sinceramente não tenho nada contra aos triângulos amorosos. Não sou muito a favor a traição em si, sou adepta do "não fazer para os outros do que não quero que façam para mim". Mas no caso de Tensão eu acho que Dillon mereceu tudo que aconteceu com ele. A autora conseguiu me envolver tão bem nessa trama que eu acreditei no amor entre Emily e Gavin. Tanto que a meu ver Emily não estava dividida em os dois, ela só teve medo de ver a verdade. 

Dillon é o tipo de personagem que faz com que você o odeie com todas as forças. A autora conseguiu abordar uma forma de abuso pouco abordada na literatura, o abuso psicológico. Dillon força Emily a se sentir dependente dele, ele é sútil, e em determinados momentos até achamos que na realidade ele só está tentando cuidar dela. Mas aos poucos a autora nos apresenta o verdadeiro carácter do personagem, e começamos a ligar um fato ao outro. O triste é perceber o quanto Emily está envolvida nessa situação, como ele consegue manipular suas atitudes.

Gavin é o oposto de Dillon, ele é verdadeiro, sincero, gentil, divertido, companheiro, é o homem que muitas mulheres pediram a Deus. Ele tem seus demônios, mesmo sendo bem sucedido, não tem paixão pelo que faz. Sua noiva o abandonou em um momento de crise financeira, e ele sofreu muito. Mas o que faz dele único são seus sonhos. Acho lindos os sonhos que Gavin tem para o seu futuro. Não tem como não se apaixonar por um personagem assim. Ele é o coração da história, o que faz tudo ter uma nova cor, um novo significado. 

A narrativa de Tensão é em terceira pessoa, o que permite o leitor ter uma visão ampla de todos os acontecimentos. Não vou negar que prefiro a narrativa em primeira pessoa, é normal eu me emocionar mais quando a narrativa é assim, porém temos que levar em consideração que ela acaba se tornando tendenciosa. Em Tensão a narrativa em terceira pessoa foi uma boa opção, deu um charme ao livro e conseguimos sentir a tensão sugerida no título.

Mesmo que a história caísse no lugar comum, coisa que não acontece, por conta do final inesperado e tenso, só o fato de ter conhecido Gavin teria valido a pena. Uma história de amor intensa, frustrante e dolorida, dividida em dois atos. Uma leitura fluída, envolvente e sensual, que vai deixar os leitores com aquele gostinho de quero mais. 

"Eu quero os passeios tarde da noite, assistir o pôr-do-sol, os gritos e as lágrimas. Eu com certeza quero o sexo de reconciliação que vem depois de todos os gritos e lágrimas. Eu quero a parte boa, a ruim e o que vem entre elas. Tudo isso é o que vai nos fazer incríveis juntos"

21 comentários:

  1. Já quero!!!! hahaha
    Louca pra conhecer Gavin, esse ser maravilhoso rsrs. Em livros, eu gosto de triângulo amoroso, sempre aumenta a tensão dos romances. E, como vc disse, ainda bem que é só uma duologia. ando preferindo isso que séries mais extensas rsrs

    ResponderExcluir
  2. Tensão não chama muito a minha atenção, apesar de ter adorado sua resenha que deixou claro como se envolveu pela trama. Não sei exatamente o porquê da minha falta de interesse... Apesar de que admito, fazendo aqui uma revelação: Eu odeio triângulos amorosos. Sério, nunca consegui gostar deles, até porque em muitos casos eu sempre torci pro lado errado, mesmo que desde o início da trama o autor já deixasse meio óbvio com quem de fato ela terminaria. Isso me frustra, sabe? Tirando em casos como este, em que um dos lados do triangulo é formado por um canalha asqueroso, esse tipo de romance nunca me deixou satisfeita por completo.
    Todavia, independentemente dos motivos ou opinião negativa sobre determinados elementos do livro que não me agradam, achei bem interessante Tensão abordar o abuso psicológico e se tratar de uma duologia, pois como disse anda meio que uma epidemia de trilogias ou séries por aí - em alguns casos é realmente necessário, mas juro que não entendo porque tanto romance tem três livros ou mais, sendo que alguns nem parecem ter conteúdo pra tudo isso.
    Enfim, adorei a resenha ^^
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi Patty,

    Esse livro é realmente uma montanha russa emocional, o que só o torna mais interessante. Eu não sou fã de triângulos, apesar de já ter lido muitos, e ainda assim gostei muito desse livro, me prendeu e deixou apaixonada por Gavin (maravilhoso! rsr), o final é que é frustrante, mas ainda bem que já lançaram continuação e já li, pois a curiosidade tava grande (kkk). Ótima resenha, expressou todos os meu sentimentos, raiva de Dillon, pena de Emily e amor por Gavin ;)


    :)

    ResponderExcluir
  4. Eu ganhei esse livro no meu aniversário, mas até agora não li ele. Eu tinha visto uns comentários negativos, e desanimado um pouco, mas agora já me animei de novo. O livro realmente parece ser bom, só não gostei de saber que tem triângulo amoroso (eu realmente não gosto). Mas vou ler o livro mesmo assim, provavelmente vou ler ele quando acabar o que estou lendo :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Patty! Só faltou sair coraçõezinhos da resenha rsrs. Quanta paixão! Não curto esse tipo de leitura e minha experiência com o gênero não foi das melhores. Que bom que são apenas dois volumes, né... algumas trilogias são só enrolação mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Antes de ler este livro li muitas resenhas negativas e desanimei um pouco , mas mesmo assim peguei ele pra ler , gostei bastante da historia , apesar que em algumas horas tive vontade de parar de ler por causa do odioso Dillon , mas continuei e por causa do Gavin <3 que e um fofo e ao final realmente fiquei curiosa para ler o segundo volume .

    ResponderExcluir
  7. Também tenho este dedo podre para este belos e sexys rapazes literários... kkkkk
    Gostei muito de Tensão e quase surtei e quis matar a Emily no final! Que garota retardada!!!! Mas Gavin, ah... ele é perfeito, ainda mais no segundo livro que li esta semana.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  8. Patty, só com a resenha já fiquei com esse gostinho de quero mais que você citou, imagina se eu ler??? Por quanto tempo namorarei o livro, ou melhor, o Gavin?? kkk Mas preciso dizer que Esse não é o tipo de leitura que eu gosto, principalmente por esse triangulo amaroso que não sou fã, mas talvez a trama me interesse pelo fato da leitura ser fluída.

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha!
    Adoro livros em que a leitura flui, e ainda mais se tem romance, então super me interessei por esse livro, vou adicioná-lo em minha lista de leitura e pretendo ler.

    ResponderExcluir
  10. Olha...Eu já não gosto de romances, mas eu estou especialmente cansada desses romances com caras ricos e etc, sabe? Não sei se faz sentido, mas é SEMPRE a mesma história :(
    Esse livro, com toda a certeza eu não vou ler... Não dizendo que seja mal escrito, mas esses clichezinhos e coisas manjadas já me cansaram muito.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Patty.
    Eu não gosto de triângulos amorosos, mas ao menos isso foi trabalhado pela pela autora. O fato de a narração ser envolvente também agrada. Contudo, como o gênero não me agrada tanto e não gosto de triângulos amorosos, não penso em dar uma chance ao livro.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  12. Ah que bacana. Eu confesso que eu sim, tenho problemas em ler histórias sobre triângulos amorosos. Me dá uma raiva. Mas essa ai, pelo cara ser um canalha, eu não vejo tanto problema assim. Só acho que vou me irritar um pouco por ela ser meio besta e não sacar as coisas.

    ResponderExcluir
  13. Olaaaa hehehe
    Amei a resenha, é a primeira que vejo do livro, e eu já tinha me interessado pelo livro quando o vi como lançamento, agora eu tenho certeza de que quero ler ele, hahahah eu não tenho nada contra triangulos amorosos, acho que de certa forma dão uma emoção ao livro, mas é claro que sou contra a traição, isso não é certo, to vendo que vou amar o livro hehehe.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  14. Oi Patty, tudo bem?

    O que me faz não querer muito ler esse livro é o triângulo amoroso e a traição, mesmo o cara sendo uma lixo eu não gosto de traição. Acho que se está ruim então você termina o relacionamento e então começa outro. Apesar de muita gente estar adorando este livro eu ainda não me rendi aos fatos que existem nele. Quem sabe um dia.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Mana tenha trauma de triângulos amorosos porque so pego livros em que as autoras so sabem criar mas terminar o bendito decentemente não. Mas como você disse que isso quase não parece um triângulo amorosos então vejo que vou ler sem medo, também ja tinha ouvido falar que o namorado da menina era horrível e que ele merecia o que aconteceu com ele, agora não sei porque ele é visto assim bem ... So lendo pra saber né kkk Adorei a resenha e espero conseguir ler esse livro ainda hoje.

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Já li outras resenha de Tensão e cada vez fico com mais vontade de ler, ele já esta na minha lista de leitura do skoobe com certeza o Dillan e um personagens que não da para gostar e achei legal a forma que a autora trabalha a relação dele com a Emily !!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Patty!
    Já conhecia o livro e até tenho curiosidade sobre ele, mas não está na minha lista de prioridades. Não sabia que a autora abordava abuso psicológico, não é um tema muito comentado em livros mesmo, isso me deixou mais interessada pela leitura...
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Nossa, eu tb acho q a gente vive uma era de trilogia viu?! Eu nao acho ruim, mas é q fico achando que é moda, nem tem história para 3 livros, mas o autor enrola até conseguir isso.
    Pior é qdo a trilogia vira uma seríe de 5 ou mais livros...affff.
    Eu vi que esse livro sendo sorteado por alguns blogs, mas nao me interessei mto. Adoro um romance, mas estou meio cansada de homens lindos, sexys, ricos, acho foge da reailidade de mta gente...
    Bom, voltando ao livro, eu tb nao sou contra triângulos amorosos, mas me irrita essas mocinhas q ficam pra la e pra cá...hoje to chata..hahaha.
    Mas nao vou excluir o livro nao, um dia eu volto a gostar dos lindos e gostosos..
    Bjuuuu

    ResponderExcluir
  19. Otima resenha, já li algumas e a cada resenha fico com mais vontade de ler e já está na minha lista de desejados. O titulo do livro parece combinar muito bem

    ResponderExcluir
  20. Realmente tenho que concordar contigo quando você diz que dá para comemorar quando o autor foge da nova mania que é a trilogia. Mas então, o livro me empolgou muito quando vi o lançamento. Daí li em algumas resenhas que a mocinha é toda mimizenta e tal, o que acabou me desanimando. Mas agora, depois do que você disse sobre o personagem apaixonante, já me empolguei de novo. Até porquê, curto muito um bom triângulo. kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  21. Sinceramente, não chamou minha atenção. Não é meu estilo de leitura e detesto triângulo amoroso. Só achei legal o fato de ser uma duologia, porque nossa, ninguém merece aquelas séries com 50 livros kkk acaba ficando repetitivo.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!