Resenha #213 - Ela Não É Invisível - Marcus Sedgwick - Galera Record


Título: Ela Não É Invisível
Autor (a):Marcus Sedgwick
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501104564
Ano: 2015
Páginas: 256



Livro recebido em parceria com a editora

Sinopse: Ela Não É Invisível - Laureth é uma adolescente cega de 16 anos, e seu pai é um autor conhecido por escrever livros divertidos. De uns tempos pra cá, ele trabalha em uma obra sobre coincidências, mas nunca consegue termina-la. Sua esposa acha que ele está obcecado e prestes a ter um ataque de nervos. Laureth sabe que o casamento dos pais vai de mal a pior quando, de repente, seu pai desaparece em uma viagem para a Áustria e seu caderno de anotações é encontrado misteriosamente em Nova York.
Convencida de que algo muito errado está acontecendo, ela toma uma decisão impulsiva e perigosa: rouba o cartão de crédito da mãe, sequestra o irmão mais novo e entra em um avião rumo a Nova York para procurar o pai. Mas a cidade grande guarda muitos perigos para uma jovem cega e seu irmãozinho de 7 anos.

Então mamãe começou a chorar e disse que sentia muito, mas falei para ela que não ficasse assim, porque não dá pra sentir falta de algo que a gente nunca teve, porque não estou triste por ser assim. Não me importo em ser cega. O que me incomoda são as pessoas me tratando como se eu fosse idiota.


Uma história divertida e cheia de mistérios que mescla realidade e ficção, em um tom maravilhoso que encanta o leitor do começo ao fim.

Jack Peak é um conhecido e aclamado escritor que resolve escrever algo diferente e marcante. Ele já cansou de ser apenas o escritor de livros legais, quer escrever algo que realmente mexa com as pessoas. Um livro com coincidências e para isso ele faz o que todo bom escritor faz: uma oficina – ou estudo aprofundado do conteúdo que deseja empregar em sua escrita.

Com isso estuda nomes como Poe e Jung. E também resolve fazer uma viagem para a Suíça para abrir novos horizontes de pesquisa e obter mais experiências para o livro. 

Em dado momento, sua filha Laureth recebe uma ligação pedindo um resgate pelo livro do breu, uma espécie de caderno pessoal de anotações que seu pai não deixa um minuto sequer. E a pessoa pediu que ela e seu pai seguissem para Nova York; porém suas tentativas de contato com seu pai são todas frustradas e a cabeça dela fica cheia de perguntas, afinal seu pai foi para a Suíça, o caderno é com um membro do corpo dele, o que está acontecendo?

Laureth, preocupada resolve embarcar com seu irmão Benjamin para Nova York e descobrir o que está acontecendo. Essa aventura será inesquecível e recheada de acontecimentos que irão mudar a vida de todos.

Por que às vezes nos esquecemos do quanto amamos uma pessoa, até que a perdemos? Por que somo tão idiotas? Não deveríamos sempre lembrar que as pessoas que amamos são mais importantes que qualquer outra coisa?


Para aqueles que não leram o livro; nossa querida Laureth é deficiente visual e seu irmão Benjamin, de apenas sete anos, serve como seu guia juntamente com seu corvo de pelúcia, chamado Stan; ele é muito esperto e possui fixação em HQS. Os dois são personagens extremamente cativantes e nos prendem a sua jornada sem muito esforço. Os dois formam uma dupla incrível e é difícil escolher qual dos dois personagens eu amei mais.

Ela não é invisível é uma dessas histórias que eu não esperava muito e conquistou meu coração. A capa está bastante alegre e chama o leitor, a revisão está muito boa. O autor escreve muito bem, com uma caracterização perfeita tanto dos personagens como do ambiente, nos passando completa ideia do que ele realmente está falando.

O fato de termos uma menina cega e uma criança na história não significa que seja um livro bobinho, pelo contrário eles foram uma grande sacada com suas idades, e suas deficiências o que lhes falta de um lado, sobra de outro.


(...) Invisível? Não; ninguém iria querer ser assim. Sem que ninguém notasse sua presença ou falasse com você. No fim das contas, acabaria sendo solitário de mais.





22 comentários:

  1. Desde que vi essa capa ela chamou a minha atenção e após a sua resenha e a de outro blog, o livro me deixou bem curiosa. Ele parece possuir uma história leve e muito agradável, com personagens que nos conquistam apesar da pouca idade que possuem.
    Acho que vou me encantar por ele. Espero não estar errada, já que o livro tem potencial para isso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá, Karini.
    A premissa do livro me agradou bastante e vou querer ler a obra. Por ter uma menina que é deficiente visual, quero ver como o autor fez o desenvolvimento da obra e da protagonista. Sem falar que o irmão dela parece ser uma graça. rs
    Vou querer ler, sem dúvidas.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  3. Heey!
    A premissa desse livro é encantadora e a capa é magnífica!!
    Adorei sua resenha, com certeza "Ela Não É Invisível" vai entrar para a minha wishlist =)
    Abraços!!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  4. Oi Karini,

    Mais um livro que me parece muito interessante e com valores de família, já que trata da história de 02 irmãos que tentam descobrir o que há de errado com o pai embarcando em uma viagem para recuperar seu anotações, enfim, gostei da resenha e da história do livro que ainda não conhecia, apesar de não ser um livro que eu leria agora posso considerá-lo pro futuro.

    :)

    ResponderExcluir
  5. Oi, Karini! Adorei a capa do livro! A premissa é bem interessante também, me deixou mega curiosa. Gosto de histórias que possuem mistérios, mas, o que mais me chamou atenção foram, sem dúvida, os personagens Laureth e Benjamin. Parecem encantadores!

    ResponderExcluir
  6. Oi Karini,
    Já li e gostei!! É um livro que tem ilustrações, então o encaixei no desafio da maratona de inverno rsrs. Concordo com 2 coisas que vc disse: que era uma leitura que vc não esperava muito, mas que conquistou o coração e que os dois formam uma dupla incrível. Achei uma bela descrição, senti exatamente a mesma coisa. Pra mim, o livro mostrou uma lição sobre quem somos e o que realmente importa na vida. Gostei muito!!!

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente amei a capa deste livro e a resenha me deixou muito curiosa , gosto muito de livros que tem como tema a familia. Espero logo conhecer a historia Laureth e seu irmão Benjamin.
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Caramba bem intrigante. Eu amei essa capa e adorei saber que a história é focada nos dois irmãos. Mas achei meio confusa a história sobre o pai dela, confesso. Mas fiquei bem curiosa pra ler, então durante a leitura espero tirar todas as minhas dúvidas <3

    ResponderExcluir
  9. Oieee,
    Eu ainda não tinha ouvido falar do livro, mas ele pelo visto é muito bom né, gostei muito do enredo, fico feliz que tenha gostado, é maravilhoso quando somos surpreendidos por um livro não é mesmo, a capa é linda, e é claro que darei uma chance ao livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?

    Esse livro tem sido muito bem recomendado e a cada resenha que eu leio fico mais interessada em ler. Uma história diferente, sobre uma garota que tem que lidar com muitas limitações, mas que não deixa que isso a impeça de fazer o que precisa fazer. Quero ler :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Estou com vontade de ler esse livro e achei a capa super linda, não sabia que a personagem principal era cega e isso me deixou mais curiosa em relação ao livro ainda antes de saber dese faro achei muito estranho ela pega o irmão de 7 anos e ir atrás do pai mas agora faz mas sentindo. Adorei a resenha e espero ler esse livro o quanto antes.

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Já faz um tempo que eu estou de olho neste livro, mas não sabia se ele era realmente bom. Fiquei ainda mais curiosa agora! Vai entrar para minha lista de desejos =D

    refugiorustico.com.br

    ResponderExcluir
  13. Já tinha visto essa capa outro dia e achei linda, mas só hoje pude ler a resenha e sinopse e é apaixonante, por Laureth ser deficiente visual e ter seu irmão como ajudante e por saírem para um mundo desconhecido em busca do pai. Mais um para minha lista infinita de leitura <3
    Abçs Karini!

    ResponderExcluir
  14. Adorei sua resenha!
    Inicialmente a capa me chamou muito a atenção, mas depois de ler a sinopse e resenha adicionei imediatamente o livro em minha lista de leitura, parece ser ótimo, uma história cheia de aventuras e com lições para o leitor, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    A primeira coisa que me chamou atenção foi a capa esta linda e adorei o fundo azul, o livro me surpreendeu positivamente pois esperava um outro tipo de historia adorei o Benjamin que parece muito fofo e o Stan e Laureth parece uma personagem determinada e cativante e quero muito ler esse livro !!!

    ResponderExcluir
  16. Eu estou com bastante vontade de ler esse livro, a sinopse e a capa dela já tinham me deixado bem interessada. E ele realmente não parece ser um livro bobinho. Nunca li nenhum livro que a protagonista era cega, e agora fiquei com muita vontade de ler esse. Ele já estava nos meus desejados, e agora fiquei com mais vontade ainda de ler ele :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    O livro tinha chamado minha atenção pela capa, mas eu ainda não sabia bem sobre o que era a história. Não lembro de ter lido qualquer coisa parecida com esse livro, então fiquei curiosa e já quero saber como os irmãos vão se virar em Nova York.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Para começar essa capa é maravilhosa! Vi o lançamento acho q mês passado e pirei!
    A sinopse está mtooooo boa, que isso, me deixou mega curiosa pelo mistério e a protagonista cega não é comum, pelo menos para mim.
    E mto bom saber que ela terá a ajuda do seu irmaozinho nessa jornada em busca pelo pai..adoro essa relação gostosa de amizade entre os irmãos, pq eu sou mto amiga da minha.
    Vou ler com certeza, e com a sua resenha me deixou mais animada.

    ResponderExcluir
  19. Gostei da capa, ela chama bastant4e atenção e a istória parece ser muito boa, mas não parece ser um livro que me prenderia e me surpreenderia, e por esse motivo que não pretendo ler em breve, talvez mais no futuro

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia o livro e ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, mas já me encantei. Gostei de saber que apesar de envolver crianças, não é um livro bobinho e que o autor sabe conduzir a narrativa e caracterizar os personagens. Foi para os meus desejados!

    ResponderExcluir
  21. Acho que é a primeira vez que ouço falar desse livro, e devo dizer q me interessou muito. Acho q os livros sobre pessoas especiais são muito importantes pra quebrar um preconceito, q geralmente existe. Enfim, espero poder ler logo

    ResponderExcluir
  22. Quero muito ler Ela não é invisível. Vi várias resenhas positivas e a sua me deixou com mais vontade ainda. E a capa é super bonita.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!