Resenha # 261- Apenas um ano - Gayle Forman - Novo Conceito

Título: Apenas um ano
Autor (a): Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636719
Ano: 2015
Páginas: 352


- Livro recebido em parceria com a editora


Sinopse: Em 24 horas, Willem e Allyson se conheceram, se apaixonaram e depois se perderam...
A aventura romântica de Paris terminou mais cedo do que o esperado. Eles tiveram um dia mágico em Paris e nada restou daquela noite, exceto um relógio e a bolsa de Allyson, na qual Willem espera encontrar um endereço, uma pista, uma diretriz para levá-lo até "Lulu", apelido de Allyson.
No entanto, com o tempo, a vida segue seu percurso afastando-o cada vez mais de Lulu. A paixão pelo teatro leva Willem em uma viagem pelo mundo, onde ele vai ter muitos compromissos e conhecerá novos amigos, e a solução, talvez, seja tentar esquecê-la.
Ao abrir os olhos, Willem não sabe em que lugar do mundo ele está: Praga, Dubrovnik ou de volta a Amsterdã. Tudo o que ele sabe é que está novamente sozinho e que precisa encontrar Lulu. Ele viaja pelo mundo, do México a Índia, esperando reencontrá-la. Mas depois de um mês sem que ele tenha notícias dela, Willem começa a se questionar sobre a força do destino.
Uma pergunta segue-o a cada batida do relógio — a única lembrança de um amor que durou apenas uma noite —, vai chegar o momento de eles se reencontrarem?
A romântica e emocionante continuação de Apenas um dia... Está é uma história sobre as escolhas que fazemos e os acidentes que acontecem no percurso de nossa vida — e a felicidade quando ambas as circunstâncias se encontram.
"Foi por acado que a encontrei. E foi por acaso que a perdi. É preciso dar crédito ao universo, à maneira como ele nivela coisas desse tipo."

Apenas um ano não é o que podemos chamar de uma sequência de Apenas um dia, afinal a história dos dois livros acontecem simultaneamente. Se em Apenas um dia, acompanhamos a saga de Allyson é uma americana sensata e objetiva, do tipo toda certinha, que durante um Tour pela Europa ela conhece Williem em uma apresentação de teatro na rua. Sua vida ganha um novo colorido após conhecer Will, e Allyson sente uma enorme necessidade de viver uma aventura. Ao lado de Will embarca para Paris e vive um dia inesquecível ao lado do rapaz misterioso e sexy. Porém, como nem tudo são flores, Will desaparece na manhã do dia seguinte. Alguns meses mais tarde depois de amargar a angústia de não saber o porquê do desaparecimento do rapaz, Allyson parte rumo a Europa, em uma jornada em busca de respostas, mas acima de tudo em busca de Will.

Paralelamente, enquanto Allyson procura Will em Apenas um dia, começamos a descobrir o que aconteceu com Williem nas páginas de Apenas um ano. No primeiro livro percebemos o quanto Allyson está modificada após conhecer Will, nesse livro temos a verdadeira noção de como Will também foi modificado por Allyson.

Um rosto, um apelido, uma lembrança, apenas um dia. Apenas um dia foi suficiente para que "Lulu" deixasse sua marca em Will, quando ele acordou naquele hospital, nem mesmo um apelido e um rosto ele tinha na memória, só uma sensação, uma sensação de que alguém esperava por ele. Will tinha levado uma surra, quando saiu para comprar café de manhã e deixará "Lulu" dormindo, ela deveria ter se desesperado quando acordou e ele não estava lá, sem nem ao menos deixar um bilhete, sozinha em um país desconhecido, sem falar a língua, pensar nisso não o fazia se sentir melhor.

"Escolha alguma coisa que você sinta. Seja você mesmo, não alguém que queiram que você seja. Faça direito ou vá para casa."

Durante três anos Will viajou pelo mundo sem endereço certo, evitando ao máximo voltar para seu país de origem, conhecer "Lulu" o fez evitar voltar para seu país por pelo menos um dia a mais, e ele sempre achou que existia um significado nisso. Porém ele não consegue fugir de seus compromissos, sua presença é necessária para a assinatura de documentos de venda de um barco, construído por seu pai. Sua mãe que agora mora na Índia não poderia viajar para assinar os papéis e pediu para que Will o fizesse. É aí que começamos a perceber o quanto a vida de Will é mais complicada do que parece. Ele não superou a morte repentina do pai, e a ausência da mãe. Na realidade ele nunca se sentiu parte da família, ele sempre achou que era a sobra naquela equação, o amor dos pais era algo único, louvável, uma história de amor e de encontro digna de um conto de fadas.

Nosso Will está perdido, ele sente falta de "Lulu", nenhuma mulher é capaz de suprir a necessidade que ele tem dela. Mesmo sem quase nenhuma informação sobre ela, Will tenta encontrar "Lulu", e em sua busca Will conhece pessoas que o irão ajudar em seu processo de amadurecimento e evolução. A busca de um pelo outro é tão triste que chega a cortar o coração. Há momentos que eles estão tão próximos um do outro, e tão distantes ao mesmo tempo.

"Quando olhei de volta para a janela lá em cima, a cortina branca esvoaçando na brisa forte, senti tristeza e alívio, a briga dos opostos do peso e da leveza, enquanto um me empurrava para baixo, o outo me levantava. Compreendi, naquele momento, que Lulu e eu tínhamos começado algo, algo que eu sempre quis, mas também algo que tinha medo de ter. Algo do qual eu queria mais. E também algo do qual eu queria fugir. A verdade e a mentira."

Conforme vamos aprofundando na história de Will e em tudo que acontece com ele nesse um ano, percebemos que o fato de Will ter conhecido "Lulu" foi um divisor de águas, após aquele episódio, Will passa a questionar seus comportamentos. Restabelece contato com a mãe, encontra algo que realmente gosta de fazer, que é interpretar. É como se o universo conspirasse para que quando ele reencontra-se sua "Lulu" ele estivesse curado de suas feridas e pudesse finalmente viver a história que eles começaram.

Os acontecimentos nos levam para o mesmo final de Apenas um dia, e minha reação não foi diferente. Gayle Forman isso não se faz. Acontece que dessa vez eu já estava preparada emocionalmente e doeu menos. Mas eu preciso saber o que acontece depois daquele final, é desesperador ter dois livros com finais abertos dessa forma. A autora lançou um conto chamado "Apenas uma noite" que vai nos dizer o que acontece depois, mas ainda não sei se será publicado aqui no Brasil.

No geral em gostei bastante do livro, a narrativa de Gayle Forman é gostosa e envolvente, o personagem é bem escrito, complexo. Apesar de Apenas um ano ser o segundo livro, a história é independente uma vez que o livro é narrado pelo Will e é a história dele que vamos conhecer, então mesmo que você não tenha lido o primeiro livro, consegue acompanhar a história do segundo. Uma leitura agradável que prende o leitor do começo ao final. Com toda certeza vale muito a pena ler.

"O Amor não é algo que se protege. É algo que se arrisca."








17 comentários:

  1. Gostei mais da premissa deste livro do que do primeiro, me animei em lê-lo agora que você disse que um não interfere no outro, quem sabe se eu gostar acabo me animando e leio Apenas um dia, né?
    Adorei a resenha!
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  2. Gayle Forman é aquele tipo de autora que destrói o coração dos leitores. Já li muitas resenhas desse livro e apesar de não estar na lista de "meu deus, eu preciso ler isso agora!", creio que é uma história bonita e agradável. Apesar que fico triste ao ver o final aberto, dependendo de como ele for posso sofrer muito.
    Will parece um personagem que me conquistaria, ainda mais após a mudança que o encontro com Alysson gerou nele.
    A narrativa da autora é algo que por si só nos atrai para o livro e apesar de não saber quando terei chance ou tempo, pretendo ler a duologia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Eu jurava que apenas um ano era uma sequência de Se Eu Ficar, devido as capas parecidas. Não conhecia o livro Apenas Um Dia.
    O livro parece ter muita confusão e problemas a serem resolvidos, fiquei interessada em ler e espero poder gostar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Eu fiquei com muita vontade de ler o primeiro livro, pois nunca tinha lido nada da autora. Mas odeio finais que ficam em aberto. Por isso, não sei se vou dar uma chance para essa obra :(
    Beijos <3
    http://www.intuicaoliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Patty. Eu estou com uma imensa vontade de ler Apenas Um Dia, e agora mais ainda por conta de Apenas Um Ano. Estou super satisfeito com a história de ambos e com a retratação da vida do casal e o que um influenciou ou mudo no outro. Allysson e Will continuam um belo casal e as viagens nunca param, risos. Gostei!

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler este livro juntamente com o primeiro, depois que eu li Se eu ficar e Para onde ela foi fiquei apaixonada pela escrita da autora espero não me decepcionar com este outro trabalho dela.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Apenas um ano parece ser um livro bem emocionante. Gostei de saber que ele eh independente do primeiro. Agora falta esperar a continuação pra saber o final. To curiosa.

    ResponderExcluir
  8. Oi Patty :) Eu li "Se Eu Ficar" e "Para Onde Ela Foi", da Gayle Forman. Porém, eu não gostei tanto de nenhum dos dois! O segundo livro foi melhor do que o primeiro, para mim. O que eu achei ruim nos livros não foi a história, porque elas são boas e diferentes, mas o que não me agradou foi o modo da escrita. Não consegui ler no ritmo que sempre leio, a leitura empacou e acabei lendo só para terminar o livro de uma vez. Por causa disso, eu não tenho tanto interesse em ler os dois livros a mais que ela tem... Dessa vez nem me interessar não consegui... Acho que fiquei bem decepcionada e agora não tenho interesse pelas obras dela!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Gosto muito dos livros da Gayle Forman.
    Da autora somente não li Apenas um dia e Apenas um ano.
    Achei sua resenha bem bacana, falando um pouco da história e dos personagens, pois não sabia muita coisa sobre esse segundo livro.
    Continuo com vontade de ler a série, mas não sabia que ambos tinham finais abertos. Tomara que o conto seja lançado aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
  10. O primeiro contato que tive com a Gayle não foi dos melhores, não consegui me conectar a Mia, de Se Eu Ficar e confesso que depois que li Eu Estive Aqui e também não curti tanto quanto esperava comecei a ficar bem desanimada comigo mesma, afinal, todos amam a escrita da autora. Essas duas histórias me deixam curiosa, principalmente pela forma como foram organizadas, ver os dois lados do enredo, na visão dos dois protagonistas, acaba nos aproximando deles e nos fazendo compreender melhor suas atitudes e sentimentos.

    ResponderExcluir
  11. O primeiro contato que tive com a Gayle não foi dos melhores, não consegui me conectar a Mia, de Se Eu Ficar e confesso que depois que li Eu Estive Aqui e também não curti tanto quanto esperava comecei a ficar bem desanimada comigo mesma, afinal, todos amam a escrita da autora. Essas duas histórias me deixam curiosa, principalmente pela forma como foram organizadas, ver os dois lados do enredo, na visão dos dois protagonistas, acaba nos aproximando deles e nos fazendo compreender melhor suas atitudes e sentimentos.

    ResponderExcluir
  12. Patty,não li Apenas Um Dia ,nem Apenas Um Ano.Mas quero muito ler e conhecer de perto os personagens Williem e Allyson,como se conheceram, como se conheceram,como se perderam e descobrir se vão se reencontrar.Legal ver dois lados de uma mesma história e perceber o tanto quanto seus personagens modificaram um ao outro.Nossa nunca poderia imaginar que Will tinha levado uma surra e ido parar no hospital.Acompanhando a sua resenha pude perceber o quanto foi angustiante a busca de um pelo outro ,estavam perto e distantes...é de apertar o coração.Gostei de saber que o personagem Will foi se reconstruído aos poucos.Vou ler os dois e torcer para que Apenas Uma Noite,seja lançado no Brasil.Apesar de serem independentes,quero ler cada um e sentir toda emoção.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá!!
    Gosto muito ta escrita de Gayle Forman , li os livros, "Se eu Ficar" e "Pra Onde ela Foi", e amei a narrativa amei a escrita amei a historia amei tudo, então é claro que quero ler tudo que ela escreve. Espero ler esse e "Apenas um Dia".
    Bjocas!!

    ResponderExcluir
  14. Olha que bom que você curtiu o livro mas eu simplesmente não gosto dos livros dessa autora, acho sem graça o enredo e também nunca tive curiosidade de ler não o livro dela que fixou famoso que foi " Se eu ficar" . Eu vou dispensar essa leitura.

    ResponderExcluir
  15. Nunca li nenhum livro da autora e nunca tive nenhum interesse nos livros dela! Esse também não me chamou a atenção e ainda não decidi se vou ler, mas acho que não.

    ResponderExcluir
  16. Hello!
    Depois que a Bruninha falou mal do livro da Gayle Forman e eu nunca fiquei mto animada a ler os livros da autora.
    Apenas um ano não é um livro que ja me chame a atenção, então nunca procurei saber do que se trata, acho que to lendo mesmo de verdade aqui no blog e posso falar que senti um pouco de interesse, hehehe.
    Eu jurava que era sequencia do livro Apenas um dia, tipo dia e depois ano, nao sei se tem logico oq escrevi, mas agora entendi que é outra visao da mesma historia.
    Sua nota foi alta e a recomendação boa, vou ter q dar uma chance.
    Beijos.

    ♥ Blog Livros e Sushi ♥
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Já li algumas resenhas desse livro mas essa foi a primeiro que me deu vontade de começar a leitura gostei muito da sua resenha e finalmente entendi a ligação desses dois livro e fiquei muito curiosa para saber se terá um reencontro !!

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!