Resenha #268 - Labirinto de Espelhos - Bárbara Negrão - Novo Século


Título: Labirinto de Espelhos
Autor (a): Bárbara Negrão
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542803235
Ano: 2014
Páginas: 456





Sinopse: Quando a estudante Eva Lins conhece o misterioso e sedutor Willian não imagina quais segredos ele podia esconder por trás de tanta beleza. Que ele é perigoso, ela pôde ver em seus olhos desde a primeira vez que se encontram, porém, a vontade de estar junto a ele é maior do que qualquer pressentimento que a jovem possa ter. Chocada pelas revelações, e ao mesmo tempo atraída e fascinada por todo o mundo novo que envolve Willian, Eva não se deixa intimidar e se entrega à história que promete ser a mais emocionante de toda sua vida, sem imaginar que mais mistérios estão para serem revelados.





"Eu a vi crescer e se transformar em uma linda mulher. Não sabia se ela realmente existia. Por muito tempo a procurei em diversos lugares pelo mundo. Mas não a encontrei. Nunca consegui entender o motivo de tudo isso acontecer. No começo considerava um presente e ao mesmo tempo um castigo. Podia vê-la, estar com ela, mas não podia tocá-la. Eu era um reles observador da sua vida."

Oi galerinha!

Já fazia um bom tempo que eu estava com Labirinto de Espelhos na minha prateleira, e mesmo querendo muito ler o livro nunca me sobrava um tempinho. Então quando a oportunidade de participar do Book Tour organizado pela minha amiga Mari do blog Cantinho de Leitura da Mari surgiu, eu uni o útil ao agradável. E hoje estou aqui para contar para vocês quais foram as minhas impressões sobre mais um livro nacional.

Se para alguns a simples menção de "vampiros" já é motivo de escárnio, para mim é totalmente o contrário, sempre fui aficionada pelo tema, e como já li quase tudo que já foi lançado com esse tema, é difícil eu me espantar com algo, ou não encontrar semelhanças entre algumas histórias e personagens. Enquanto lia Labirinto de Espelhos me deparei com algumas situações que me lembram muito Crepúsculo e Diários do Vampiro. Até brinquei com umas amigas falando que Willian era uma espécie de Stefan Salvatore e tinha até um irmão "do mal".  

Coincidências a parte, gostei da mitologia que a autora criou para Labirintos de Espelhos, mesmo sendo um tema saturado, ainda me surpreendo com a criatividade dos autores que sempre conseguem trazer algo novo para esse universo. Mas é claro que não posso fazer vistas grossas para os pontos que me "incomodaram" nessa história; o fato da mocinha ser a virgem que é colocada em perigo, e o vampiro que na realidade é um "bom samaritano" que passou a vida a procura de sua amada, e agora nada na sua vida mais importa a não ser ela, é figurinha repetida e se torna maçante após algumas leituras.

Porém, se relevarmos esses pequenos detalhes, o livro nos apresenta uma história fofa. Original? Nem tanto, mas com pontos positivos que precisam ser destacados. A narrativa de Bárbara Negrão faz toda a diferença, é envolvente, é rápida e faz o leitor se apegar aos personagens e querer descobrir o rumo da história. Só fiquei chateada com a revisão do livro, a primeira edição possui alguns erros imperdoáveis, uma falta de profissionalismo do revisor que deveria estar com sono quando revisou o livro da Bárbara, a Mari me falou que para a segunda edição esses erros foram corrigidos.

A narrativa do livro começa intercalada entre o Willian e a Eva, eu particularmente gosto de livros narrados dessa forma, infelizmente isso só acontece nos primeiros capítulos, eu gostaria de conhecer mais a história pelos olhos de Willian, a Barbara teve um cuidado único ao criar esse personagem, ele é cativante e como todo vampiro, Willian é a visão do paraíso na terra, mas além da beleza física o personagem carrega consigo uma personalidade digna de um grande protagonista. Tudo bem que eu gosto de um vampiro mal e fiquei bem de olho em Edgar, irmão de Willian.

Os últimos capítulos do livro são de arrancar os cabelos, fato é, se a missão da autora era deixar os leitores ávidos pela continuação, ela conseguiu. EU PRECISO DE RESPOSTAS, e estou doidinha pela continuação. O livro pode não ser um dos melhores que eu já li sobre a temática, mas com toda certeza cumpre muito bem o seu papel, uma linda história de amor que para quem gosta do tema vale a pena ler.

"Acordei no escuro perdida e confusa. Me mantendo imóvel sem coragem de abrir os olhos. Agora tudo estava calmo e silencioso. Onde estava a música do parque e como eu estava deitada sobre algo macio se eu estava no chão do labirinto de espelhos? Eu estava morta? Mexi-me e minha resposta foi logo respondida. Uma dor lancinante atravessou meu corpo inteiro fazendo-me arquear as costas. Eu não estava morta. A morte não poderia doer tanto assim."


30 comentários:

  1. Patty, histórias que possuem vampiros, confesso que raramente os pego para ler. E como Labirinto de Espelhos, foi uma das que menos te agradou, posso dizer que não tenho interesse. Porém, para aqueles que gostam, como você mesma falou, vale a pena ler, mesmo que existem muitas semelhanças com outras histórias com mesmo tema.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia o livro antes de ler a resenha.
    Também são poucos os livros sobrenaturais que li.
    Mesmo não tendo uma história original, achei o livro legal.
    Pena que não é um livro único.
    Sua resenha ficou ótima!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Patty. Labirinto de Espelhos me chamou a atenção após presenciar o processo de divulgação de Labirinto de Ilusões nos blogs. Mas, confesso, que estou supersaturado de livros com temáticas vampirescas. Sim, alguns podem valer a penas. Mas, prefiro não arriscar no momento, ainda mais com as menções e comparações à Crepúsculo e Diários de Um Vampiro. Também gosto de livros com visões diferentes, mas os personagens não me interessaram. O que parece mesmo valer a pena é o final deste livor.

    ResponderExcluir
  4. Labirinto de Espelhos..interessante o título.
    Envolve vampiros,gosto deles,especialmente com o estilo mais clássico.Vi a menção ao Diários do Vampiro,acompanhava a série,mas não curti o livro,pelos pontos negativos e comparações,acho que a leitura não é pra mim,prefiro outra abordagem com esses seres sobrenaturais.

    ResponderExcluir
  5. Oi Patty tudo bem? Eu confesso que não sou fã de livros com essa temática, e pelo simples motivo de ser bem saturado como você citou na sua resenha, acredito que o que já tinha que dar já deu. Apesar de ter curtido muito crepusculo, e ter assistido ávidamente the vampire diares e the originals a´te puco tempo, mas essa é uma temática que deixou de me agradar.
    com relação ao livro, gosto sempre de um romance bem fofo, mas eu estou um pouco cansada desses esteriótipos, não sou uma feminista (nada contra quem seja) mas sempre pintar a mulher como frágil e indefesa por favor né? somo muito mai que isso, e a maioria dos livros a personagem é virgem, nada contra também, mas porque não mudar nesses mínimos detalhes? Eu concordo com você com relação aos vilões para mim ele sempre tem mais o que apresentar do que os mocinhos, esses geralmente são chatos, mas fazer o qque né?
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Patty!
    Arre, odeio quando a protagonista é representada como uma donzela em perigo, isso já está me cansando, a maioria dos livros é assim, tenha santa paciência. Eu não gosto muito de histórias de vampiros, é um caso raro gostar de uma delas, então acho que esse livro não é muito meu gênero. (mesmo que eu ame Sobrenatural e Fantasia).
    Abraços,
    Wesley

    ResponderExcluir
  7. Historias de vampiros ja estão me cansando. Ouvi tanto sobre Crepusculo e Diario de Vampiro, que fiquei com uma ressaca medonha. Ainda mais que essa não eh uma historia muito original.

    ResponderExcluir
  8. Oi Patty eu nunca li nada dessa autora mas confesso que lendo a sinopse e a resenha o livro me chamou muito a atenção é o tipo de gênero literário que eu gosto de ler obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  9. Faço parte do time que foge de livros envolvendo vampiros, eu nunca consigo me ver envolvida por essas criaturas e suas histórias. Para mim um vampiro cativante é quase um milagre, apesar de ter lido poucos livros que os tivesse, nenhuma leitura foi maravilhosa.
    Labirinto de Espelhos é um livro que já conhecia por meio de resenhas e havia esquecido a existência até chegar a semana de divulgação de lançamento do segundo volume, li resenhas positivas, mas nenhuma me surpreendeu e ao que parece, esse livro possui muitos elementos usados de forma incessante em outras obras do gênero e isso não desperta meu interesse.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Patty!
    Eu simplesmente adoro elementos fantásticos sejam vampiros, lobisomens ou qualquer outro ser então embora seja um mercado saturado também não me incomodo.
    Confesso que o livro não é meu tipo de leitura principalmente porque não aguento mais mocinha em perigo! É muito chato ter que ser sempre o cara a salvá-la.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Quando vc falou das peoples que escarneiam os livros de vampiros, mentamente eu falei: "eu faço isso, sorry!
    Mas não é por mal. E não são todos os livros do gênero que eu torço o nariz.
    Eu gosto quando os vampiros são do mal, sanguinários... aiii sim!
    Eu não gosto é exatamente quando tem a mocinha virgem colocada em perigo, e o vampiro bonzinho que brilha e idolatra a mocinha.
    Acho que se eu fosse mais jovem gostasse disso, mas depois de ser apresentada a isso uma vez, todas as outras ficam manjadas e chatas.
    Não que eu não goste de romance, bem ao contrário, necessito de romance!
    Acho que o final eletrizante é o detalhe que dá valor a obra... eu preferia que não tivesse continuação, massss...
    Depois que souber como é/será essa continuação talvez eu queira ler ;)

    ResponderExcluir
  12. Sabe o seu comentário logo ali no começo da resenha? Sou o contrário de você, não gosto de histórias de vampiros tanto quanto não gosto de zumbis :/

    Sem preconceitos com a literatura nacional, mas não tenho vontade de ler o livro da Bárbara, por mais que muita gente fale bem. Que bom que "gostou" da obra, apesar das três estreoas justificadas no decorrer da resenha.

    Mas, sinceramente, ele não irá pra minha wishlist, sucesso à autora e, claro, a você! :D

    Abs!

    ResponderExcluir
  13. Esse livro parece ser bom, e é legal a autora ter criado uma mitologia diferente. Mas eu confesso que sou uma dessas pessoas que não gosta de vampiro :P
    Então esse eu não tenho muito interesse :/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Patty!!!
    Já conhecia o livro e vi que agora até saiu a continuação...
    Porém nunca tive muita vontade de ler, pois vampiros não são meu tema preferido e mesmo quando leio geralmente são clássicos.
    Como você disse, mesmo ela tendo criado algo original, também há os clichês... O que mais me incomoda é o romance kkk
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Uma frase que você citou define o livro: figurinha repetida. Labirinto de Espelhos é mais uma história de vampiros, o que me deixa com sono como com tantas histórias do mesmo gêneros espalhadas pelas livrarias. Mas, como se não bastasse tratar de clichês vampirescos, a autora decide criar o esteriótipo de uma virgem indefesa e um vampiro apaixonado, será que lembro-me de Crepúsculo? Talvez. A mitologia foi o que me interessou no livro, fora isso nada me agradou.

    ResponderExcluir
  16. Sua resenha está muito boa, não conhecia esse livro, mas lendo um pouco mais sobre a história percebi que ela não faz muito meu estilo de leituras, por esse motivo não me chamou muito a atenção, no momento não pretendo ler Labirinto de Espelhos, quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir
  17. Oii
    Eu gosto de histórias de vampiros, mas nem todos autores sabem escrever algo diferente sobre isso. Já tentei ler vários nacionais sobre vampiros e não consegui continuar a leitura. Espero que esse seja diferente.

    ResponderExcluir
  18. Bom, não gosto muito de livros de vampiros, mas me amarrei na capa, muito chamativa.

    ResponderExcluir
  19. Ainda nao li nada da autora Bárbara Negrão, mas esse Labirinto de Espelhos me animou a começar.
    Como assim tem gente que nao gosta de vampiros??? Eu adorooooo!!
    Adorei saber que a autora foi criativa na criação da mitologia que envolve a historia de Labirintos de Espelhos, realmente quem gosta ja fica familiarizado com as coisas e ter algo de novo é sempre bem vindo.
    Uma pena que mais uma vez as virgens leva a melhor, hehe...é meio chatinho isso tudo, mas espero que seja bem escrito pra gente nao cansar.
    Que bom que o final é daqueles tensos e que a gente precisa ler o segundo rapido.
    Com certeza vou ler!
    Beijos

    Blog Livros e Sushi
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Estou lendo esse livro o primeiro capitulo me chamou atenção me deixando interessada ainda nas primeiras paginas mas gostei da escrita da Barbara mesmo em alguns momentos os personagens me irritando com algumas coisas a leitura flui principalmente por alguns mistérios que o livro trás !!

    ResponderExcluir
  21. Gosto bastante de ler livros que tem um pouco de mitologia, apesar de como tu mesmo disse, ser um tema um pouco saturado, fico contente que a autora conseguiu fazer livro interessante e criativo

    ResponderExcluir
  22. Patty, eu amooo historias que contenham lobos mas vampiros eu não consigo decidir minha sensação kkkk. Na maioria das historias existem os dois que fazem eu dar uma chance ao filme e livro, agora só vampiros, so com a serie "Diarios de Um Vampiro' que ainda quando estou com vontade dou uma chance (iss é raro kk). Como comentei, tenho o habito de esquecer nomes, isso inclui livros e todos os afins no total, do que de uma certa forma é bom, assim quando começo a leitura, não fico pensando no que vai acontecer. Com "Labirinto de Espelhos", se não me engano, comente em algum lugar que gostei de daria uma chance (o que não é mentira), mas nesta atual fase da minha vida, é melhor eu deixar um pouco de lado, e quando despertar a vibe "monstruosa" dou uma chance. Não conheço nada da autora (para variar kk), mas acredito que vou gostar de sua escrita.
    Agora, concordo, a resenha me fez lembrar de "Crepusculo" kkkk

    BJsss

    ResponderExcluir
  23. Oi Patty, tudo bem?

    Eu amoo vampiros, mas concordo com você, é um tema saturado e sempre encontramos algumas semelhanças... e pelo que você disse do Willian ele também me lembrou muito o Stefan... rs. Bom, que bom que mesmo tendo alguns clichês você conseguiu se envolver a ponto de esperar ansiosa pelo próximo livro e por respostas.

    O que me incomoda e talvez eu não leria é o jeito de mocinha indefesa da Eva, sério, não gosto disso e muitas vezes fico irritada. Eu gosto muito desse selo da Novo Século, mas os erros de revisão são inadmissíveis... a maioria dos livros que eu leio, ou das resenhas, falam sobre isso... mas pelo menos foram consertados numa segunda edição.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  24. Ganhei esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler, embora adore vampiros e sinta que não vou me cansar nunca desse tema. Vou até olhar quando é a minha edição para saber se ela tem também esses erros imperdoáveis, mas espero que não. E já quero conhecer o vampiro malvado, porque eles são os melhores kkkkkk Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  25. Patty,não tinha lido o livro da Bárbara,não imaginava que era um romance tipo ´´sobrenatural``que envolvia vampiro e sua amada virgem,receita que apesar de repetida,sempre dá certo e faz inúmeros corações palpitar.Amei saber que a história é fofa,a narrativa envolvente e rápida.Amo histórias de amor,que bom que o segundo livro já foi lançado!!1Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  26. Evito esse tema hoje em dia mas...achei interessante. Principalmente pelo final ser tão desesperador, adoro livros assim, que dão vontade de ler o próximo pra ontem.
    Mas não me chamou atenção =/

    ResponderExcluir
  27. Amo livros sobrenaturais, mas esse não me agradou muito.
    Certamente vou ficar comparando com outros livros.

    ResponderExcluir
  28. Li esse livro em um booktour no ano passado e também tive as mesmas conclusões que você. Também achei a história bem parecida com Crepúsculo, mas como na época que li gostei muito, também gostei desse livro. A história dos irmãos também é bem parecida com Diários de um vampiro. O final me deixou eufórica pela continuação, que foi lançada recentemente, com uma capa linda. A autora é uma fofa e super atenciosa. Adorei conhecer seu trabalho.

    ResponderExcluir
  29. Oi!
    Eu também gosto da temática vampiros e fiquei curiosa sobre Labirinto de espelhos, mesmo com as semelhanças com outros livros. É uma pena que o revisor não tenha feito um bom trabalho na primeira edição, que bom que isso foi corrigido na segunda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Assim como tu também sou apaixonada por vampiros, e leio tudo que trata desse universo. Gostei da construção do personagem que a autora conseguiu fazer, apesar de concordar contigo que alguns elementos muito batidos acabam se tornando maçantes ao longo de tantas leituras.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!