Resenha #304 - Talvez um dia - Colleen Hoover - Galera Record



Título: Talvez um dia
Autor(a): Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 366
ISBN: 9788501050311
Ano: 2016

- Livro recebido em parceria com a editora.


Sinopse: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Não é segredo pra ninguém que tenho Colleen Hoover como uma das minhas autoras favoritas, mas ainda fico impressionada com a forma dela conseguir me impressionar e me tocar de tantas formas diferentes com seus livros.

Esse livro em especial, me fez passar por poucas e boas. Pela primeira vez li um livro com um triângulo amoro que não tem um "vilão" e nem aquele que a gente quer que "sobre", porque você simplesmente se apaixona pelos três personagens.

Sydney e Ridge se conheceram de suas varandas. Quando Ridge saia pra tocar, Sydney sentava na varanda e ficava escutando suas melodias, até que Ridge descobre que Sydney escreveu uma letra pra sua canção.

Após descobrir que seu namorado a está traindo com sua melhor amiga, Sydney sai do apartamento que dividia com a ex-melhor amiga e fica sem ter pra onde ir, porém, Ridge a acolhe e lhe oferece um quarto em seu apartamento no qual ele divide com dois amigos.

Agora, Sydney e Ridge descobrem que tem algo em comum: a música. E após ele pedir para ela lhe enviar a letra da música que ela escreveu pra sua melodia, Ridge descobre que Sydney é uma excelente compositora.

Quando Ridge convida Sydney para compor algumas músicas com ele, eles não esperavam a atração que ambos sentiriam um pelo outro e a conexão musical existente entre ambos, é como se um fio os puxassem na direção um do outro.

Mas Ridge tem namorada há cinco anos.

E esse foi o ponto no qual estava lendo a sinopse que pensei: "Ai, caramba, esse lance de triângulo amoroso é um saco!" e, é claro, que a Colleen deu um jeito de pegar um triângulo amoroso e transformá-lo em tudo, menos em algo clichê e batido.

A medida que a história vai se desenrolando e descobrimos o que se passa na vida de cada personagem, vamos ficando viciados na história, até chegar ao ponto que não conseguimos largar o livro até terminá-lo.

O fato desse livro vir com o bônus de você poder escutar todas as músicas compostas por Ridge e Sydney contribuiu e muito na história, pois a autora se juntou ao músico Griffin Peterson e criou uma setlist para este livro. Sim, sim, sim! Todas as músicas que aparecem no livro, tem arranjos e uma voz pra você entrar mais ainda nessa história linda!

É claro que não só de flores é feito o livro, com uma carga emocional muito grande e um tema bastante peculiar e pouco abordado em livros, Talvez um dia, narra a história de dois jovens adultos apaixonados por música, pela vida e pelas pessoas ao seu redor.

A lealdade de Ridge, seu caráter extremamente puro e seu altruísmo fazem dele um personagem que desejamos desesperadamente poder encontrar na vida real. Sydney também não fica atrás, a forma como ela se põe diante de sua situação com Ridge é muito madura e não encontramos o velho blá-blá-blá de menina imatura e chata.

Maggie - namorada de Ridge - também merece um destaque muito grande, eu sempre tendo a detestar a "sobra\" no triângulo amoroso, mas nesse em questão não tem um porque você simplesmente não consegue odiar nenhum dos três.

Warren é outro personagem que eu não podia deixar de mencionar, porque em todas as histórias sempre temos o melhor amigo fiel e palhaço, né? Warren preenche muitíssimo bem esse papel, além de ter um senso de humor mordaz e pervertido na medida certa.

Toda a relação dos personagens são incríveis, assim como a trama.

Sempre recomendarei Colleen Hoover e esse livro não será diferente. Leiam!!!


23 comentários:

  1. Ainda não li nenhum livro da autora, mas pretendo.
    O que mais achei interessante na sua resenha é saber sobre esse triangulo, eu ao mesmo tempo amo e ao mesmo tempo odeio esse tipo pois ficamos indecisos sobre qual personagem ira ficar e ficamos tristes pelo que sobrou, e ficamos felizes por gostar de todos os personagens.

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha, já ouvi falar desse livro, e já estava querendo ler ele a algum tempo, e com essa resenha fiquei com mais vontade de ler.

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho meu amor por essa autora declarado! haha
    Preciso ler esse livros e os outros que ainda me falta. Eu li a série Hopeless e O Lado Feio do Amor, mas já foi suficiente para eu querer ler tudo o que ela escrever, até a lista de compras! haha

    Beijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olha só, esses mês vocês já começaram destruidoras!!! Primeiro o top comentarista com livros maravilhosos e agora com resenha do lançamento da Colleen Hoover, é muita maldade p o meu pobre coraçãozinho kkk
    Esse sem duvidas é o livro que mais estou querendo no momento. Desde antes de anunciarem o lançamento aqui no Brasil eu já estava louca querendo lê-lo. A Colleen é super diva, e tudo que ela lança eu me apaixono!

    ResponderExcluir
  5. Meu livro favorito d Colleen. Ela tem o dom de fazer justamente o que vc tjdde, pegar algo clichê e transforma em.algo novo, bonito e surpreende. Como não se apaixonar por tudo o que o livro mostra? É muito amor, amizade, parceria, tensão, tesão, coração apertado... é muito quote pra marcar, é muita música boa pra ouvir... é Lino demais.

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Só li um livro dessa autora, mas tenho vontade de ler os outros. Esse eu só tinha visto a capa dele, mas depois da resenha, fiquei com muita vontade de ler!

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nenhum livro da Colleen Hoover talvez por não gostar muito do gênero, mas achei a história bem interessante. Uma setlist própria do livro é algo super original! Adorei!

    ResponderExcluir
  8. Clichê realmente é algo que não se encontra nos livros da Colleen. Adoro os romances dela, sempre surpreendem. Ainda lembro de quando lí MÉTRICA - minha primeira leitura da autora - muito linda a história...

    ResponderExcluir
  9. Gente '-', todo mundo amando esse livro e eu ainda não li nada da Colleen Hoover, na verdade Métrica esta em minha meta de leitura, eu normalmente não gosto de triângulos amorosos, mas acho que a autora conseguiu criar um que pode me surpreender, já tenho certeza que não irei abandonar o livro ! com todas estas reviravoltas que o leitor precisa descobrir ... achei lindo os personagens escreverem músicas, simplesmente me apaixonei pela capa e espero muito do livro

    ResponderExcluir
  10. Oi Beta.
    Já li alguns livros da Colleen e amo as suas histórias (Métrica e Pausa são meus favoritos). Quando li a sinopse eu achei que seria algo clichê, com o triângulo amoroso, mas ainda bem que não é bem assim.
    Fiquei bastante ansiosa para ler esse livro depois de ler a resenha. Adoro livros que tenha playlist!! Acho que acrescenta muito a história!

    ResponderExcluir
  11. Conforme eu estava lendo a resenha, eu fiquei pensando "Nossa bem que seria legal eles disponibilizara a música pra gente ouvir né, pra entrar mais no clima", e não é que eles pensaram até nisso rsrs

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada da Collen (#Shame), mas tenho a série métrica lá na casa da minha mãe e ainda não consegui ânimo pra ler.
    Sempre ouço vários elogios positivos dos livros da Hoover, o que faz minha curiosidade aguçar ainda mais.
    Gostei do enredo desse livro, mas não sei se o leria pela carga emocional que me traria, e estou meio sensível com a gestação.
    O tema parece clichê e fiquei curiosa quando você disse que a autora contornou isso com maestria. É um livro que pode virar uma futura leitura na licença-maternidade, hehe.

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Já vi muitos comentários positivos sobre esse livro e principalmente sobre a autora Colleen Hoover, mais ainda não tive o prazer de ler nenhuma obra. Ótima sua resenha e fiquei bem curiosa para conhecer o desenrolar dessa história, apesar de não ser meu gênero de leitura favorito. Mas a capa está muito bonita e a sinopse é muito interessante. Obrigada pela dica. Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Eta soco bem merecido! kkkk Gostei do livro de cara, enfim a mocinha que não é nada boba e nem fica chorando pelos cantos, dando um diferencial a história. Amei!

    ResponderExcluir
  15. Oi Beta, tudo bem?
    Não conhecia a autora, mas só de você citar um triangulo amoroso que não é clichê nem batido, já fiquei bem interessada;
    Nunca li nenhum livro que tivesse como base a música para juntar um casal, já li conto, mas livro não. E é incrível a autora pensar em tudo, e do leitor poder se conectar ainda mais com os personagens ouvindo as músicas. Esse foi um cuidado que ela teve, que é maravilhoso. Mais um livro pra minha listinha kk.

    Ps:. Li recentemente um livro que não consegui odiar 'a sobra' e isso me surpreendeu, espero que lendo Talvez Um Dia, aconteça o mesmo, como aconteceu contigo háhá.
    Amei a resenha.
    Beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir
  16. As melhores cenas desse livro são quando Ridge "escuta" a Sidney cantar... gente do céu
    Eu chorava de emoção
    Colleen é capaz de fazer isso com a gente
    Assim como você, esse foi meu primeiro livro em que triângulos amorosos nao me irritaram e não se tornaram chatos

    ResponderExcluir
  17. Esse livro é muito amor meu Deus 😍
    Um dos mais fofos escrito pela Colleen
    Babei o livro inteiro 😂
    Nunca tinha lido um livro em que o personagem é surdo e gostei muito dessa premissa

    ResponderExcluir
  18. Nunca li nada dela, por que não curto muito new adults..
    E muito menos romances deste tipo .-.
    Mas a história tem uma premissa muito boa, e o fato dele ser surdo.. uau

    ResponderExcluir
  19. Ameeei sua resenha <3 ! Só me fez ficar, ainda mais , ansiosa por esse livro.
    Sou fã da Collen e ,com certeza, sei que Talvez um Dia vai me fazer ficar muito mais apaixonada pela escrita da autora.

    www.emcadapágina.com

    ResponderExcluir
  20. pensei duas vezes antes de comentar que sempre torço o nariz de forma negativa para essa autora, afinal é a sua preferida. Mas deixando de lado meu preconceito sem fundamento, pois nunca li nada dela.
    um ponto positivo que achei nisso tudo foi a questão da playlist,

    ResponderExcluir
  21. Ainda não li nada da Colleen, confesso, mas tenho muita vontade. Agora isso de não ter nenhum "vilão" e a gente se apaixonar pelos três personagens pode ser um bocado conflituoso, né? Não me lembro de já ter lido algo nesse estilo, então foi para a minha listinha com certeza!

    ResponderExcluir
  22. Oi Beta!
    Esse aí lançou e eu tava na Saraiva no dia do lançamento com a mulher tirando da caixa, não dei tempo nem dela arrumar rsrs. E é muito incrível! Colleen Hoover já é oficialmente minha autora favorita. Eu amei demais o livro, com a particularidade do Ridge que tornou a história tão especial. A experiência da leitura é completa qnd ouvimos as músicas no momento certo, adorei conhecer o Griffin. Já tenho até as músicas no celular e a minha preferida é I'm in trouble rsrs. Só sei que qnd terminei de ler Talvez um Dia, corri pra ler o Maybe Not e adorei saber que tem explicação tanto pornô na TV, rsrs. Vc já leu o Epílogo da Maggie? É uma gracinha, ela merecia um final super legal ;)

    ResponderExcluir
  23. Eu ainda não li nem um livros da Colleen Hoover, mas leio tantos comentários positivos sobre os livros dela que tenho diversos em minha lista de leituras, Talvez Um Dia, parece ser um livro muito bom, pretendo ler.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!