Resenha #330 - Frozen - Mundo de Gelo Coração de Fogo - Melissa de La Cruz e Michael Johnston - Bertrand Brasil


Título: Frozen (Mundo de Gelo Coração de Fogo)
Autor (a): Melissa de La Cruz e Michael Johnston
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528620498
Ano: 2016
Páginas: 308


- Livro recebido em parceria com a editora


Sinopse: Melissa e Michael criam um universo distópico em Frozen. A obra se passa em Nova Vegas, uma cidade outrora cheia de brilho, mas que atualmente é coberta de gelo. A protagonista, Natasha Kestal é uma jovem crupiê à procura de uma saída. Como muitos, ela ouviu falar de um lugar mítico simplesmente chamado de Azul, um paraíso onde o sol ainda brilha e as águas são turquesa — e um lugar onde Nat e seus semelhantes não serão perseguidos, mesmo que seu segredo mais obscuro venha à tona. Mas o caminho para o Azul é traiçoeiro, senão impossível de atravessar, e sua única chance é apostar em um grupo de mercenários liderados pelo arrogante Ryan Wesson para conduzi-la a seu destino. Ciladas e perigos os aguardam em cada esquina, à medida que Nat e Wes se veem atraídos um pelo outro.

"O comandante gritava. Ele mirou e apertou o gatilho.
Ela prendeu a respiração. Só havia um caminho a seguir.
Para fora e para baixo.
Para o alto e para longe dali.
Voe! rugiu o monstro na sua cabeça.
A garota pulou do parapeito para o vazio."

Frozen é o primeiro volume da série Heart of Dread de Melissa de La Cruz e Michael Johnston. O que Frozen tem de similar com a Fantasia da Disney? Nada. O livro da Disney é publicação de outra editora. Então não iremos encontrar nessa leitura nem a Elsa e nem a Ana. Nossa personagem principal é Natasha Kestal, uma crupiê que trabalha em Nova Vegas, e busca uma maneira de fugir da cidade para encontrar um lugar chamado Azul.

O mundo está abaixo de camadas e camadas de gelo, a mais de 100 anos o mundo passou pelo Grande Congelamento, a vida nos oceanos praticamente se extinguiu devido o acumulo de lixo, após as novas colonizações os continentes ganharam novos nomes e as novas cidades foram erguidas sobre destroços, água limpa é um luxo, o sal marinho passou a valer mais que ouro, fichas de calor funcionam como moeda, fome e frio faz parte da realidade da população.

A sociedade mudou, porém existem alguns defeitos que permaneceram na humanidade. As diferenças ainda não são respeitadas. Existem pessoas que possuem dons especiais, essas pessoas são reconhecidas pelos olhos claros e pela Marca do Mago, a princípio o governo as utilizou como armas, mas após o fracasso do programa eles passaram a serem perseguidos, caçados como animas por piratas e vendidos para mercadores de escravos.

Nat, nossa protagonista, está inclusa nessa parte da população que possui dons especiais, ela já fez parte do programa do governo e foi utilizada como uma arma, e somente conseguiu escapar por causa da voz dentro da sua cabeça. Nat acredita que é um monstro, que a voz em sua cabeça é a culpada por se sentir assim. Mas para ela não há outra opção, ela precisa seguir as ordens da voz, encontrar o mapa de Anaximandro e chegar ao Azul, um paraíso de águas claras e calor, a última chance da humanidade encontrar o que foi perdido, um lugar onde pessoas assim como ela viveriam em paz e livres.

Vivendo em Nova Vegas escondendo sua verdadeira identidade Nat consegue encontrar o mapa, e após contratar os serviços de Ryan Wesson, um mercenário, arrogante e ex-militar, ela irá embarcar na maior aventura de sua vida, porém irá esconder seu maior segredo de todos os tripulantes. Ultrapassar os limites de Nova Vegas é proibido, o caminho a percorrer esconde os mais diversos perigos. Há algo em Wess que atrai Nat, e ela sabe que mexe com o rapaz, mesmo receosos eles se aproximam e passam a confiar um no outro.

Frozen é narrado em terceira pessoa, e embora sua narrativa seja fluída, o início da leitura foi um pouco arrastada, demorei em me situar e entender o contexto. Mas depois das 60 primeiras páginas o livro evoluiu perfeitamente. A narrativa é bem detalhada e dá ao leitor um bom material para a imaginação. Dividido em 5 partes, nos aventuramos por um mundo gelado, onde os recursos naturais foram destruídos. Embora não sejam explicadas as causas do Grande Congelamento, conseguimos entender o contexto geral, e entender as dificuldades enfrentadas pelas pessoas que precisam sobreviver nesse mundo devastado.

O foco da história é na viagem de Nat e Wess pelo oceano perigoso em busca do Azul, o encontro com outros personagens mágicos, e a aceitação de Nat sobre quem ela é. Nat e Wess possuem passados complicados, os dois escondem segredos, mas a aproximação entre eles fará com que muitos fantasmas sejam exorcizados. O livro é uma mistura de fantasia e distopia, nada parecido com o que eu já li, deixa o leitor ávido para saber o que irá acontecer nas próximas páginas, uma vez que nada é tão óbvio. Os autores nos deixam com dúvidas a respeito de todos os personagens, pois todos são dúbios, a linha que separa os mocinhos dos vilões nessa história é bem tênue.

Há romance sim, mas ele foi bem introduzido e não ocupa um grande destaque no desenvolvimento da trama, apesar de ser o motivo do clímax em certo ponto da história. Nossa protagonista é uma jovem forte e inteligente. E graças ao carisma, a coragem e a ousadia Wess disputa a atenção e a afeição dos leitores. Com uma proposta interessante que me tirou da zona de conforto, Frozen superou minhas expectativas. Uma aventura na medida certa, que vale a pena ser lida.

"Ela fechou os olhos. Havia um monstro dentro de si, um monstro que era parte dela, e, quanto mais ela se aproximava dele, mais a voz obscura na sua cabeça ficava parecida com a sua própria voz."

2 comentários:

  1. Em todos os lugares que eu via esse título e essa capa ficava pensando: let it go, let it go, kkkkkkkk, sim eu pensei que era um romance adaptado sobre a historinha que todo mundo já conhece sobre a Elsa e Anna. kkkkk, daí que nunca me interessei em saber mais do que isso, e lendo sua resenha percebo que não tem mesmo nada a ver, aqui tratamos de um livro de distopia, adorei e adorei mesmo, Já quero ler e pelos mínimos detalhes tirar essa péssima impressão que tive. (bom, vamos combinar que poderiam ter colocado outro título né?) hihihhi. Adorei a resenha super me fez querer ler

    ResponderExcluir
  2. Caramba,você só olhar para capa pensa,elsa e ana e a turma,haha, mais lendo a resenha vejo que não tem nada a ver,já quero,está nos meus desejados.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!