Resenha #394 - A Pequena Livraria dos Corações Solitários - Annie Darling - Verus Editora

Título: A Pequena Livraria dos Corações Solitários
Autor (a): Annie Darling
Editora: Verus
Ano: 2017|Páginas: 308

Comprar:  Amazon |Submarino |Saraiva | Americanas

Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

A Pequena Livraria dos Corações Solitários é o primeiro livro da série escrita por Annie Darling e publicado no Brasil pela editora Verus. É provável que a leitura desse click-lit arranque vários sorrisos de seus leitores, eu mesma me peguei várias vezes rindo atoa com a narrativa fluída e o humor leve que a autora conseguiu ditar nessa história.



"Tipo, se você me cortar, vou sangrar palavras..."
Posy Morland é uma jovem de 28 anos que perdeu os pais em um acidente de carro e ficou responsável pela criação do irmão mais novo Sam, hoje com 15 anos. Os dois vivem de favor no apartamento sobre a livraria Bookends, onde Posy passou boa parte de sua vida entre as estantes de seus romances favoritos. Lavinia, a dona da livraria, considera Posy e Sam como netos, e prometeu cuidar deles após a morte dos pais.

Porém a morte de Lavinia trouxe incerteza sobre o futuro de Posy e do irmão. Sendo citada no testamento como uma das herdeiras, Posy herdou não somente uma livraria repleta de dívidas, mas também a missão de em dois anos conseguir reverter à situação, caso o contrário ela perderá a livraria para Sebastian, o mimado neto de Lavinia.

Posy nossa protagonista vive uma relação de amor e ódio com Sebastian. Quando criança Posy nutria uma "apaixonite" por ele, porém após ser trancada por Sebastian em um porão sua paixão chegou ao final, hoje em dia eles são apenas rivais amigáveis. Sebastian é o oposto de Posy, ele é rico, arrogante, é dono de uma reputação degradável e tem uma forte tendência a escutar somente o que quer, e, no entanto, ele e Posy possuem um relacionamento difícil de descrever e delicioso de acompanhar, sempre com uma provocação e um algo mais nas entrelinhas.

Sebastian não tem filtros, fala o que pensa o que muitas vezes é descrito por Posy como grosseiro. Aliás, Posy passa boa parte do livro declamando o quanto Sebastian é grosseiro. O plano de Posy em transformar a livraria em um lugar especializado em literatura romântica é o estopim para acaloradas discussões entre o casal. É claro que Sebastian irá interferir nos planos de Posy, em seus delírios ele acredita que a livraria irá sair do vermelho ao se tornar especializada em literatura policial.

"Se não se pode ter prazer em ler um livro repetidas vezes, não há por que lê-lo vez alguma."
Desde o início da leitura percebemos o quanto a autora e, por conseguinte Posy é apaixonada por romances, temos citações de livros clássicos e autores conhecidos dos leitores de ficção romântica como Julia Quinn e Mary Balogh. O livro ganha uma pitada mais divertida quando Posy começa escrever um romance de época onde ela e Sebastian são os personagens principais, "Violada por um devasso" me proporcionou inúmeras gargalhadas.

Posy possui uma personalidade ímpar, salvo as proporções, ela me lembrou muito a Bridget Jones, solteira aos 28 anos, meio tímida, mas que não dispensa uma boa taça de vinho, tem um gosto peculiar por pijamas, e tem um jeito insolente quando se trata de Sebastian, além de ser totalmente desorganizada. 

É interessante perceber como nossa percepção sobre o personagem do Sebastian muda com o desenrolar da história, sem que a personalidade dele se altere. Essa é a vantagem de uma narrativa em terceira pessoa, não ficamos condicionados a um olhar somente, conseguimos enxergar o todo. E sejamos sinceros se ele fosse todo certinho ele seria um porre.

A Pequena Livraria dos Corações Solitários é um livro adorável, divertido e com personagens encantadores. Não é um livro com uma proposta inovadora, a trama é bem comum e o final é previsível, mas isso não significa que o livro não seja bom. Esse é o tipo de livro que aquece o coração e que cumpre com louvor o seu propósito. Como uma boa amante de livros, muitas vezes me senti representada em suas páginas, torci pelo sucesso de Posy e gargalhei com as excentricidades de Sebastian.

Leitura obrigatória para os amantes de livros românticos e que estão sempre a procura de um lindo final feliz!

"Ridículo! Tudo que a ficção romântica faz é estimular expectativas totalmente irrealistas na mente de mulheres impressionáveis. Há quanto tempo você está solteira? Pois eu lhe digo: tempo demais. E tudo porque você acha que todos os homens precisam estar de acordo com algum padrão impossivelmente alto e que..."



15 comentários:

  1. Oi Patty ;)
    Esse livro parece ser super fofo... estava querendo muito ler ele, e pela sua resenha acho que vou amar!
    Amo muito click-lits, e acho que vou rir muito com o Sebastian e a Posy. E que lindo que há citações da Julia Quinn e da Mary Balogh, amei *-*
    Adorei que você disse que a Posy é semelhante a Bridget Jones, que é uma das personagens mais engraçadas que já vi!
    Você me deixou mais ansiosa ainda pra ler o livro!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oii Patty!
    Tenho esse livro na listinha, ainda não tive oportunidade de ler, mas qro mto, o enredo tá lindo, a capa tbm, espero q não demore mto pra conseguir...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Confesso que pelo tipo da história não me chamou muita atenção pra ler. Mas acho que se pegasse iria gostar desse jeito leve e divertido dele. Pode ser previsível e até clichê, mas parece ter bons personagens e uma história gostosa de ler.
    Não descarto totalmente a ideia de ler alguma hora, mas ainda não sei se leria agora.

    ResponderExcluir
  4. Huum, adoro essas sinopses assim, instigantes. A gente fica se perguntando como a personagem vai conseguir resolver todos os seus problemas.
    Adorooo chick - lit, é sempre tão divertido e gostoso de ler; os casais são geralmente provocantes e maravilhosos, haha :)
    Se fala da Júlio Quinn, ja sei que é uma leitura e tanto! Gente, quem não ama essa mulher? Adorei a citação !
    Amei a resenha fiquei e me deixou com vontade de ler, obrigada! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Achei bem fofa a capa e o título!
    Mesmo não sendo um livro de um romance inovador, quero muito ler agora!
    Amo livros de romances leves e divertidos e pelo que você falou esse livro é perfeito para isso!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Eu estou doida pra ler esse livro! E confesso que o que mais me atraiu nele foi o título e essa capa. Mas a história dele também parece ser muito legal. Realmente parece ser um pouco clichê, mas eu amo livros assim. Gostei de saber que o livro é divertido, e acho que vou gostar bastante dos protagonistas :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ola,
    Quando vi o lançamento desse livro eu fiquei literalmente encantada com a capa, é muito fofinha. O que mas gostei foi da autora foi coloca uma personagem que nos leitores se identificamos, que ama muito a leitura, que faria de tudo para a livraria estar sempre de pé. O personagem masculino além de ser arrigante é lindo e isso amei bastante e ela também. Com certeza seria uns dos livros preferido meu se eu lesse e estivesse em minha estante.

    ResponderExcluir
  8. Ola!
    Gostei Muito do livro, os melhores romances são que os pratagonista se "odeiam" Esse é um tipo de livro que leio em uma noite ❤
    Fiquei super em saber porque o Sebastian tem jeito todo ogro...

    ResponderExcluir
  9. Ola!!!
    Não gostei da história a ponto de que consiga me prender porque é cheio de reviravoltas e o irmão da protagonista não muito amigável.
    Mas quem sabe se eu tiver a chance de ler e acabe gostando.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá patty, gostei muito do livro esse livro um tipo que leria em uma noite. Esse "grosseiro" e Posy forma um casal lindo.

    Ameii

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Não curto muito romances mas esse é um dos poucos que eu leria. Parece ser uma leitura bem leve e divertida. Ideal para ler após ler algo pesado. Esse livro parece ser muito fofo e nos deixar com saudade assim que terminamos de ler <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Patty,
    Primeiramente tenho que dizer que a capa deste livro é linda e, segundo, mesmo não sendo do gênero que gosto acredito ser uma leitura gostosa de se fazer. A vida de Posy pode não ser a mais emocionante, mas é confortável e estável. Ao se ver dona de uma negócio falido era de se esperar que sua visão da vida fosse mudar, que houvesse desespero ou descrença, mas ela se vê cheia de esperanças de que vai conseguir reverter a situação da livraria. Gostei das personalidades dos protagonistas, são opostos em alguns aspectos, mas ambos determinados no que querem. Gostei bastante desta indicação.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Patty!!
    Já achei o livro um amorzinho!! Gostei bastante da resenha e fiquei mega curiosa para ler esse romance que a personagem começou a escrever!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  14. Patty!
    Sou totalmente encantada pelo estilo chick-lit, porque além das protagonistas um tanto atrapalhadinhas, podemos dar boas risadas e curtir um romance que tem tudo para não dar certo, mas contrariando, sempre dá.
    Achei o enredo interessante e a intriga entre o neto do dono falecido e da protagonista que vai de tudo para manter a família unida.
    Quero poder ler.
    Boas festas juninas e bom final de semana!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Ain,esse livro parece ser maravilhoso,já quero,a capa é bem amorzinho,a sinopse interessante,e essa resenha,super demais.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!