Resenha #399 - O Livro dos Espelhos - E.O. Chirovici - Editora Record

Título: O Livro dos Espelhos
Autor(a): E.O. Chirovici
Editora: Record
Ano: 2017|Páginas: 332

- Recebido em parceria com a editora.

Comprar: Amazon |Submarino |Saraiva | Americanas

Sinopse: Quando o agente literário Peter Katz recebe por e-mail um manuscrito parcial intitulado O livro dos espelhos, ele fica intrigado. O autor, Richard Flynn, descreve seus dias em Princeton, e documenta sua relação com Joseph Wieder, um renomado psicólogo, pesquisador e professor. Convencido de que o manuscrito completo vai revelar quem assassinou Wieder em sua casa, em 1987 — um crime noticiado em todos os jornais mas que jamais foi solucionado —, Peter Katz vê aí sua chance de fechar um negócio de um milhão de dólares com uma grande editora. O único inconveniente: quando Peter vai atrás de Richard, ele o encontra à beira da morte num leito de hospital, inconsciente, e ninguém mais sabe onde está o restante do original. Determinado a ir até o fim neste projeto, Peter contrata um repórter investigativo para desenterrar o caso e reconstituir o crime. Mas o que ele desenterra é um jogo de espelhos, uma teia de verdades e mentiras, e uma trama mais complexa e elaborada que a do primeiro lugar na lista de mais vendidos dos livros de ficção.

Olá leitores, olha eu aqui! rsrs

Hoje venho falar de um livro que recebemos de ação e eu demorei um pouco para ler, pois estava enrolada.  Mas antes tarde, que mais tarde não é?!
"A maioria das pessoas são outras pessoas."
Oscar Wilde
Essa é uma história que me parece um pouco com o estilo de Além Mundos, onde temos uma história dentro de outra história. Nela temos Peter Katz um agente literário e temos Richard Flynn autor do Livro dos Espelhos que instigou bastante curiosidade em Peter, além de sua carta de apresentação que veio junto do manuscrito (que não estava completo). 

A história dentro da história nos traz um enredo baseado no próprio autor Flyn, um homem pacato e sem muito para contar até que surge Laura Baines, sua companheira de alojamento na universidade e claro que acaba apaixonado por ela. Laura apresenta Flyn ao seu professor e amigo Joseph Wieder, muito conhecido na área criminal psicológica. Então percebe o quão esquisita é a "sintonia ou relação entre eles" e existe um livro sendo escrito pelos dois que é tipo um tabu que não pode, não deve, ou não querem falar a respeito. Logo percebemos intrigas, um emaranhado de situações, mentiras e coisas estranhas que intrigam o leitor e também ao agente literário.

Esse manuscrito não está completo como mencionado acima, e o mais estranho ou relevante é o assassinato de Wieder, que paira um mistério a cerca das motivações do crime e autor.

"Lembranças são como projéteis. Alguns passam rentes e só nos assustam. Outros abrem um buraco em nós e nos deixam dilacerados."
Richard Kadrey - Kill the Dead.
Claro que Peter fica intrigado, tanto quanto eu e ele dentre tantos manuscritos se interessa profundamente por esse em questão, mas quando procura por Flynn ele se depara com um homem em seu leito de morte e isso é ainda mais intrigante Flynn não pode ajudar muito já que morre; mas Peter está decidido a desvendar o final da história junto a um jornalista contratado para tal, pois acredita que finalmente tem em mãos uma história que venderia rios. Sabe aquele ditado: "Quem procura acha?" - Quanto mais cavoucar mais intrigas irá encontrar e é exatamente com isso e muito mais que John - o jornalista se depara além de um mistério muito bem oculto e intrigante. 

A leitura é eletrizante e faz com que o leitor fique grudado nas páginas até desvendar o final. Este não e apenas mais um livro, sob meu ponto de vista ele mexe bastante com o psicológico, pois nos faz pensar sobre inúmeras situações e como cada pessoa enxerga tudo à sua própria maneira, criando assim pontos de vista diferenciados. Não é sobre o assassinato em si. É sobre a mente humana e seus cantos mais sombrios.
Perfeito!
"Um grande escritor francês disse certa vez que a lembrança das coisas passadas não é necessariamente a lembrança das coisas como aconteceram..."

12 comentários:

  1. Achei legal que tenha uma história dentro de outra. Quando isso acontece acaba me deixando mais interessada por ter duas tramas pra se pensar, um mistério e uma curiosidade a mais sabe? Parece um livro bom por mexer com a cabeça da gente, fazendo a gente ficar pensando na trama e tudo mais. Gostei do jeito do livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi Karini ;)
    Conhecia o livro só de vista, mas adorei a capa e ele parece ter uma ótima premissa!
    Adoro o gênero thriller, e que bom saber que o livro faz o leitor querer ficar grudado nas páginas até descobrir o desfecho. E como gosto de livros que mexem com o psicológico, adorei sua indicação!
    Já add a lista de leitura ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Esses livros que mexem com nossa imaginação são bem legais. Não costumo ler muito, mas quando encontro um que muita gente fala que é bom acaba lendo, esse mesmo já vi algumas resenhas e todos são positivos em relação a ele, por isso fico tentada a ler.
    Acredito que ele é do tipo que prende o leitor do início ao fim, já que ficamos morrendo de curiosidade pra saber o que vai acontecer.

    ResponderExcluir
  4. Eu li algumas resenhas desse livro, mas infelizmente me interessei bem pouco mesmo a historia sendo intrigante mas quem sabe eu algum dia de alguma chance e mude de ideia.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  5. Karini!
    Um livro dentro de outro livro e várias vertentes que se cruzam e se descruzam, deve ser um tremendo thriller e claro que quero ler.
    DEve ser instigante, ao menos tempo que intrigante.
    “Como eu não tenho o dom de ler pensamentos, eu me preocupo somente em ser amigo e não saber quem é inimigo. Pois assim, eu consigo apertar a mão de quem me odeia e ajudar a quem não faria por mim o mesmo.” (Desconhecido)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  6. Quando eu vi a sinopse desse livro pela primeira vez, nem tinha dado tanta atenção ao livro. Mas aí comecei a ver bastante gente elogiar ele, aí fui correndo comprar ele. E também amei o livro! O livro é muito envolvente. E eu estava doida para chegar no final e descobrir o que tinha acontecido com o professor. O livro realmente é muito bom, e gostei muito dele todo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Já faz um tempinho que tenho curiosidade para ler esse livro. A premissa é muito boa. Gostei muito dos seus comentários e de saber que ele mexe com o psicológico. Adoro livros de mistério, então já vou anotar na listinha <3
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Karini!!
    Só de pensar que a leitura nos prende pra mim já tá mais q excelente, curto mto leituras assim e o enredo me chamou bastante atenção, vai pra listinha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Já gostei dele! Vi várias pessoas falarem bem dele e só agora parei para ler a sinopse! Querooo!
    Gosto de livros eletrizantes e estava procurando um livro que me prendesse do inicio ao fim! Já está na lista!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Karini!!
    Achei bem interessante a premissa desse livro e mesmo não tendo lido nada do autor. Gosto bastante de livros que tem uma pitada de mistério.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  11. Caramba,adorei a resenha,eu adoro livros assim,que você tem que desvendar,que mexe com a mente humana. Vou ler em breve.

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Que historia mas interessante, realmente não entendi muito sobra a trama mas tem aquele ar de suspense e uma investigação onde o personagem terá que descobrir o assasinato de um personagem. O livro tem uma otima premissa, e a capa realmente e muito linda e bem detalhada com estilhaços de vidro.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!