Resenha #407 - Minha Lady Jane - Cynthia Hand, Brodi Ashton e Jodi Meadows - Gutenberg

Título: Minha Lady Jane
Autor (a): Cynthia Hand, Brodi Ashton e Jodi Meadows
Editora: Gutenberg
Ano:2017|Páginas: 368

- Recebido em parceria com a editora.

Comprar: Amazon |Submarino |Saraiva 
Sinopse: Toda história tem sempre duas versões…
Inglaterra, século XVI, dinastia Tudor. O jovem Rei Eduardo VI está à beira da morte e o destino do país é incerto. Para evitar que o poder caia em mãos erradas (leia-se: nas mãos de Maria Sangrenta), Eduardo é persuadido por seu conselheiro a nomear Lady Jane Grey, sua prima e melhor amiga, como a legítima sucessora
Aos 16 anos, Jane está em um relacionamento muito sério com seus livros até ser surpreendida pela trágica notícia de que terá de se casar com um completo estranho que (ninguém lembrou de contar para ela) tem um talento muito especial: a habilidade de se transformar em cavalo. E, pior ainda, descobre que está prestes a se tornar a nova Rainha da Inglaterra!
Arrastada para o centro de um conflito político, Jane suspeita de que sua coroação na verdade esconde um grande plano conspiratório para usurpar o trono. Agora, ela precisa definitivamente manter a cabeça no lugar se… bem, se não quiser literalmente perder a cabeça. Um rei relutante, uma rainha-relâmpago ainda mais relutante e um nobre (e) garanhão puro-sangue que não se conformam com o destino que lhes foi reservado; uma história apaixonante, envolvente, cativante, sedutora… e mais uma porção de sinônimos que só Lady Jane seria capaz de listar. Tudo com uma leve semelhança com os fatos históricos.…afinal, às vezes a História precisa de uma mãozinha.
Imaginem um livro divertido? Agora dobrem!!! É isso que vocês vão encontrar em Minha Lady Jane, lançamento desse mês da Editora Gutenberg. Fazia muito tempo que eu não me divertia tanto lendo um livro de fantasia. Ele é uma parceria entre três autoras americanas e tem a proposta de apresentar ao leitor uma versão totalmente nova da história de Jane Grey, que foi rainha da Inglaterra por apenas nove dias antes de ser decapitada. Jane Grey era prima de Edward Tudor, que na vida real morreu muito jovem e nomeou a prima para ser sua sucessora desde que ela se casasse. Vale lembrar que nessa época existia uma guerra religiosa na Inglaterra entre católicos e protestantes. 


"Para todos aqueles que sabem que havia espaço suficiente para Leonardo DiCaprio naquela porta. E para a Inglaterra. Sentimos muito, de verdade, pelo que estamos prestes a fazer com sua História."
O livro é divido em duas partes, na primeira as autoras contam sua versão dos fatos históricos ocorridos na Inglaterra, já na segunda parte do livro a criatividade dá lugar aos fatos históricos. O livro é narrado por três personagens, Eduardo, Jane e Gifford, cada autora escreveu um deles. E se você não sabe nada sobre a história da Inglaterra na era Tudor? Não tem o menor problema, eu também não sabia e mesmo assim não fiquei perdida no contexto. O que ocorreu é que a trama em si me deixou bem curiosa pra saber qual foi a verdadeira história, e graças ao São Google, eu consegui me inteirar um pouquinho da história oficial.

Minha Lady Jane se passa em uma Inglaterra no meio do século XVI, em uma época conturbada, principalmente se você fosse um ediano. A população na Inglaterra nesse período era dividida entre edianos e verdádicos. Os edianos eram pessoas capazes de se transformarem em animas. Para os que leram Harry Potter, lembram-se dos animagos? Algo bem semelhante a isso. Algumas pessoas consideravam isso uma benção, outras uma maldição e essas por sua vez desejavam erradicação desse mal, esse grupo de pessoas eram os verdádicos. E como o poder estava nas mãos dos verdádicos nessa época, os edianos foram perseguidos. Isso até o Rei Henrique VIII, aqui preciso fazer outra interrupção, se alguém assistiu a série Tudors da BBC tenha em mente o ator Jonathan Rhys Meyers, não consegui tirar ele da cabeça. Voltando ao contexto, os edianos foram perseguidos até o Rei Henrique VIII descobrir ser um ediano ao se transformar em um leão e devorar o bobo da corte.

Na versão apresentada no livro, Eduardo é um rei adolescente que está muito doente e foi desenganado pelos médicos da corte, e ao invés de se preocupar com seu reino está mais preocupado que irá morrer sem nunca ter beijado uma garota. Influenciado por seu conselheiro, Eduardo muda sua linha de sucessão, nomeando sua prima Jane Grey como sua sucessora. O leitor percebe nessa parte do livro o quanto a sociedade da época era machista, era praticamente impossível uma rainha governar sem a ajuda de um rei, e mesmo Eduardo gostando muito de Jane, pois eles eram muito próximos ele somente aceitou essa decisão porque o seu conselheiro também arrumou um casamento para Jane, que ao contrário de Maria irmã do rei e a próxima na linha de sucessão nada tinha contra aos edianos.

Jane então se casa com Gifford Dudley, filho do conselheiro do rei e um cavalo. Isso mesmo, Gê como gosta de ser chamado, é um ediano e passa todos seus dias como um cavalo, ele acredita que é amaldiçoado, por não conseguir controlar sua transformação. Deste ponto em diante o leitor se depara com uma história repleta de intrigas, traições, com fugas fantásticas, conspirações e muita, muita diversão. Jane ainda em sua lua de mel é nomeada rainha, quando dão Eduardo como morto, e se vê presa em uma teia de mentiras e pode literalmente perder a cabeça quando Maria que não a aceita como rainha, ganha apoio do exercito e planeja tomar o trono pra si. Gê, Jane, com a ajuda de Elizabeth, segunda irmã do rei, buscam maneiras de reverter a conspiração da qual foram vitimados.

O ponto alto dessa história está na narrativa das autoras, o que poderia ser um fiasco, se levarmos em consideração que são três pessoas com narrativas distintas e tempos diferentes, acontece que em Minha Lady Jane as narrativas se casam perfeitamente, eu amei a escrita de todas as autoras e suas interversões no meio do texto para explicar algo que julgavam necessário, o livro tem um ritmo contínuo e irreverente. As autoras capricharam na pesquisa histórica, lembram que eu disse que a Inglaterra no século XVI passava por uma guerra politica entre católicos e protestantes? Nessa versão temos edianos e verdádicos, magia e um conceito totalmente inovador.

Jane é o tipo de personagem pelo qual o leitor de apaixona logo de cara, ela é louca por livros, e a cada viagem que faz leva pilhas e pilhas deles. Tem uma personalidade a frente do seu tempo, sem papas na língua, ela é adorável. O livro é uma fantasia e tem romance, mas não é algo forçado, apesar de Jane e Gê se casarem por obrigação o sentimento entre eles floresce com a convivência, acontece que a batalha que eles travam para trazer a verdade a tona, apesar de beneficiar o romance dos dois, afinal eles podem perder suas cabeças, não é o único motivo, a muito em jogo, Maria como rainha é implacável na caça aos edianos, já Jane, Elizabeth e Gê acreditam que todos merecem direitos iguais. Gê e Jane juntos formam um casal tão fofo que não tem como não se apaixonar pelos dois.

Eu simplesmente amei esse livro, amei o fato de ter me divertido muito lendo essa história, o livro é irreverente, com diálogos criativos e muito bem escritos, amei a pesquisa feita pelas autoras e suas narrativas envolventes. Cada detalhe me instigou a conhecer mais da história original, sem sombra de dúvida a capacidade das autoras em dar uma nova versão para uma história tão trágica de uma forma tão inovadora me deixou de queixo caído, um dos melhores livros lidos por mim esse ano, original, inovador e único. Simplesmente perfeito!

"A vida é curta. 
E então você morre."



27 comentários:

  1. Quando você publicou aquele post dos lançamentos e este livro tava no meio, li a resenha e achei super bizarro kkkkkkkk virar cavalo, sério? Até comentei isso lá. Não me atraiu mesmo. Lendo sua resenha só achei tudo ainda mais maluco, inclusive essa separação da história, ou seja, mesmo depois da sua resenha super positiva ainda não to atraída, MASSSSSSS confesso que pelo fato de tu ter dito que o livro é super divertido (adoro livros que me fazem rir/chorar) e ter colocado como favorito vou tentar dar uma chance kkkkkkkk SOU CURIOSA. Não prometo terminá-lo :P to achando mt doido mesmo, mas vou tentar. Se eu acabar ou quando acabar, prometo voltar neste post e dizer o que achei bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Já sei que vou amar esse livro ♥
    Só leio críticas positivas dele, e o fator humor sempre está em evidência :)
    Parabéns pela resenha, beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  3. Oi Patty, essa história é uma verdadeira viagem, mas uma boa viagem, divertida e que te deixa com gostinho de querer saber mais sobre a época, eu corri pro google também pra saber mais da história e em comparação com a verdadeira que é bem triste, até desejei que a história criada pelas autoras fosse a única. Jane e Gifford me encantaram e a história é cheia de reviravoltas. Curti a história e curti muito as falas em que as autoras se dirigiam diretamente ao leitor. A capa é linda, a história é louca, diferente e vale a pena <3
    Ah! também me identifiquei com Jane e acho que essa parte vai ser geral, ela ama tanto ler <3

    ResponderExcluir
  4. Adorei a ideia da história e esse negócio de dividir as coisas, de mostrar o lado histórico e brincar com esses personagens e coisas assim deve ter ficado muito legal pelo visto. Parece divertido e gostoso de ler. E é claro que já gostei dessa Jane por ela curtir uns livros ;)
    E por esse jeito tão forte dela. Parece ter uma personalidade e tanto.
    E nossa, é legal ver que a escrita dessas autoras foi bem combinada e ficou legal na história. Por tantas pessoas escrevendo a gente fica até com um pouco de medo de ter ficado estranho, mas parece que combinou e ficou legal.
    Espero conseguir ler também! Gostei desse livro ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    Ai meu coração. Que resenha incrível! Estou a tempos namorando esse livros e agora estou com mais vontade ainda de tê-lo. Amo fantasias e histórias divertidas, então esse livro tem tudo para virar um dos meus favoritos. Tenho que comprar agoraaa! Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Patty!!
    Também não conheço nada da história da Inglaterra na era Tudor, mas como li na resenha isso não vai ser problema não é mesmo?!! Achei bem divertida a estória principalmente por Gê transforma-se em um cavalo!! Certamente vou adorar descobrir um pouco sobre o século XVI.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  7. Primeira resenha que leio sobre a obra e a minha curiosidade foi à mil!
    Os personagens parecem estar bem construídos e a história também, além de me parecer ser envolvente. Ainda mais com esse toque de diversão.
    Animadíssima pra saber mais sobre a Lady Jane e como será o desfecho dessa história toda.
    Curti ainda mais por ser um "romance histórico"!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Oi, tô louca pra ler desde que vi um quote num ig onde Gifford treina como falar pra Jane que é um cavalo.
    Achei divertido e é bom saber que tem mais do que só um romance, terminar uns atrasados pra começar a ler.

    ResponderExcluir
  9. Eu quero esse livro desde que vi algumas resenhas dele quando ainda não tinha sido publicado no Brasil. Ele é louco e tem uma proposta bem estranha, mas parece garantir risadas ao leitor e de certa forma, esse roteiro meio excêntrico chamou muito a minha atenção.
    Jane parece uma personagem super divertida e com que temos muito em comum, duvido muito que não goste dela e acho que vou gostar do seu romance com Gê, sinto que vou rir muito com as transformações dele.
    Sua resenha me deixou ainda mais ansiosa para poder ler Minha Lady Jane!
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Desde que a editora compartilhou o lançamento desse livro eu fiquei curiosa, e lendo a sua resenha fiquei mais curiosa para ler esse livro. Todos que leram acharam divertido e uma leitura leve, acho que vou por na lista de proximas leituras!
    E que capa linda, né?

    Fiz resenha lá no meu blog sobre um Thriller psicológico, se você se interessar é http://descobrindolivro.blogspot.com.br/

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Quero muito ler. Vi esse livro no vídeo da Melina Souza e já tinha ficado muito interessada na historia! Todos estão falando super bem da história. Preciso de algo divertido para ler.
    Vou comprar quando tiver dinheiro.

    ResponderExcluir
  12. Olá !!
    Eu queria esse livro a partir do momento que vi a capa *-* é perfeita !!

    E o enredo, então ? Maravilhoso.
    Gosto muito de livros de fantasias mas também quem tem humor e romance ♡

    Quero muito !
    Bjo

    ResponderExcluir
  13. Como eu disse antes no post de lançamento em que estava esse livro, já me conquistou a parte da Dinastia Tudor. Mas ru estou achando essa história um pouco confusa... hahahha
    Não tenho certeza se vai fazer muito meu estilo devido à mistureba com os fatos históricos, pois isso me dá um pouco de receio.
    Mas preciso admitir que fiquei bastante curiosa. Me lembrou qndo eu fiquei bastante incomodada com a sinopse de "A Maldição do Tigre" pq a menina se apaixonava por um tigre e quebrei a cara pq me apaixonei pela história. Então, é bem provável q eu dê uma chance.

    ResponderExcluir
  14. Só de ler a resenha já achei o livro divertidíssimo!

    Um pouco estranho ele se transforma em um cavalo mas ok, li a saga de A Maldição do Tigre e com certeza já me acostumei com personagens virando animais haha

    Sou leitora voraz de livros policiais e suspense, mas adoro livros divertidos para intercalar nas minhas leituras.. Adorei a dica! bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá Patty!
    Amei sua resenha, amei conhecer o enredo desse livro, estava ansiosa aguardando, a autora arrasou!!
    Qro ler!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Eu estou doida pra ler esse livro, confesso que a primeira coisa que me atraiu nele foi essa capa, mas a história dele parece ser muito boa! Gostei muito de saber que o livro é divertido, pelo enredo dele, eu não imaginava que fosse divertido. E gostei de saber que a escrita das autoras casaram muito bem, eu estava com um pouco de medo disso (não gosto muito de livros escritos por mais de uma pessoa...)
    Espero ler esse livro logo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Todos estão lendo esse livro, e sempre a palavra que o caracteriza é "divertido". Eu fico em dúvida se leio ou não, acho que a capa e o título me lembram um romance histórico, mesmo não se tratando disso. Por outro lado, fantasia não me agrada muito, geralmente acabo fugindo dessas leituras.
    Mas posso dizer que todos estão gostando e acham a leitura leve, ainda vou analisar pra saber se leio ou não. Beijoos

    ResponderExcluir
  18. Patty!
    Gostei de ver uma versão mais hilária da história.
    Você falou, falou e me deixou aqui curiosa por saber que danada de condição é essa do marido dela... me roendo aqui para saber e como falou, se o livro tem um tom hilário, me conquista ainda mais.
    “Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada.” (Immanuel Kant)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Quando li uma resenha sobre esse livro, tive que pesquisa sobre ele e sobre a rainha, ela realmente existiu e fiquei bem impressionada com o fato disso. O livro e bem interessante, mostra uma época bem diferente e uma visão bem grande sobre isso e também sobre a historia da personagem, dos romances e tudo mais, com certeza será um otimo livro para uma otima leitura e ter um pouco mas de conhecimento.

    ResponderExcluir
  20. O livro ja me ganhou quando você disse que ele era muito divertido haha e ainda com fantasiaaaaaa, as autoras acertaram em cheio e ainda tem romancee, que coisa maravilhosa hahah adorei totalmente o enredo do livro, eu tbm n sei quase nada dessa história entao tbm irei consultar o São google pra n ficar meio perdida quando ler kkkjjkk adorei que msm sendo um casamento forçado os dois se apaixonam um pelo outro.

    ResponderExcluir
  21. Estou vendo tanta gente falar desse livro, que estou ficando cada vez mais doida pra ler ele. A premissa do livro é super interessante, e tenho curiosidade de saber mais dessa história. Eu nunca li nada das 3 autora, mas gostei de saber que o livro é bem escrito. E já percebi que vou gostar muito da Jane <3
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bom?
    Vim correndo, mas com medo da nota desse livro. Estou com tanta vontade de lê-lo que estava com medo de ler a resenha e me decepcionar. Graças á Deus não foi isso que aconteceu e depois da sua resenha quero ler mais ainda! Parabéns!

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Quero muito ler esse livro desde que vi o lançamento, seus comentários só aumentaram a vontade <3
    Parece ser um ótimo livro, super envolvente e fofo (:
    A premissa é muito legal e interessante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Este livro deve ser muito fofo, a capa é fantastica merece a minha estante kkkk
    A ideia do livro parece ser muito boa, já quero ler.

    ResponderExcluir
  25. Oii Patty ;)
    Esse é um dos meus livros mais desejado do momento!
    Já conheço a escrita da Cynthia Hand e ouço falar bem das outras autoras, então acho que tem grande chance de eu gostar do livro.
    Amo livros de época, e tenho certeza de que vou adorar a Jane e me identificar com ela demais! Um livro assim com diálogos bem escritos e narrativa envolvente... impossível não se apaixonar ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  26. Desde que vi esta capa fiquei completamente apaixonada por esta estória, e em como a edição esta linda, e lendo sua resenha percebo que terei uma leitura, divertida, envolvente, e com muitas surpresas. Não esperava que esta fosse uma trama, que iria além do romance, já que me pareceu que este não e o ponto central da estória, mas sim as intrigas, o casamento arranjado, a personagem tendo de lidar com todos esses problemas. Ainda bem que pelo menos iremos ver este casal se apaixonando e se aproximando no decorrer da desenvolvimento do livro.

    ResponderExcluir
  27. Oi Patty,
    Nossa! Fiquei completamente de queixo caído lendo essa resenha haha Estava doida para ler esse livro desde quando vi o lançamento, mas como não li a sinopse eu pensei que a história era totalmente diferente. Apostava que seria apenas um romance histórico, então imagina a minha surpresa (e das boas) ao saber que o livro traz de um jeito inovador e divertido a tragédia da dinastia Tudor. Não sei praticamente nada sobre esse período, até quero muito ler Xeque-Mate da Rainha e Intrigas da Corte, que retratam os Tudor, mas sem sombra de dúvida Minha Lady Jane será uma leitura completamente prazerosa. Amei a trama, muito envolvente e distinta, adorei a forma como as autoras mostraram as tantas intrigas, traições e conspirações com muita diversão. A forma como a sociedade é dividida também chama muito a atenção, afinal os edianos são bem intrigantes haha
    Beijos

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!