Resenha #437 - Os Quatro Cavaleiros - Veronica Rossi - Galera

Título: Os Quatro Cavaleiros
Autor (a): Veronica Rossi
Editora: Galera Record
Ano: 2017|Páginas: 350

- Recebido em parceira com a editora

Comprar: Amazon |Submarino

Sinopse: O que você faria se descobrisse que se tornou um dos Cavaleiros do Apocalipse? Da mesma autora da Trilogia Never Sky. Nada além da morte pode impedir Gideon Blake de conquistar seu objetivo de se tornar um soldado americano. Bem, o problema é que ele morreu. Por algum tempo. Enquanto se recupera do acidente que deveria ter sido fatal, Gideon nota que seus ferimentos estão cicatrizando muito rapidamente. É um milagre. Se você considerar um milagre o fato de se tornar um dos quatro cavaleiros do Apocalipse. Gideon é Guerra. E ele precisa se unir aos outros cavaleiros, Fome, Morte e Peste, para, juntos, proteger uma chave que a Ordem quer ter em mãos para abrir as portas de um reino infernal na Terra, ameaçando escravizar todos os humanos.
Os Quatro Cavaleiros é o primeiro livro de uma duologia, um YA escrito por Veronica Rossi, que é autora da trilogia Never Sky. Apesar de ter na minha estante Never Sky, meu primeiro contato com a escrita de Veronica foi Os Quatro Cavaleiros, de que cara o que me chamou a atenção foi a premissa, já que a história vai se desenrolar em torno do mito dos quatro cavaleiros do apocalipse. Não vou mentir e dizer que foi uma leitura fácil, demorou horrores para concluir a leitura, mas sabe aqueles livros que você se arrependeria amargamente se não tivesse dado uma segunda chance? 


Comecei a ler Os Quatro Cavaleiros e demorei praticamente sete dias para ler cerca de 40% do livro, e como não conseguia evoluir com a leitura resolvi dar uma parada, às vezes essa é a melhor coisa que podemos fazer. Quando retomei a leitura parecia que estava lendo outra história, então caso você esteja lendo Os Quatro Cavaleiros e está com aquela sensação que o livro não está rendendo, que a leitura está travada, tenha calma tudo melhora a partir da metade do livro, e melhora de uma forma tão positiva que conclui a segunda metade do livro em um pouco mais de 6 horas.

Em Os Quatro Cavaleiros conheceremos a história de Gideon, um soldado que estava passando pelo treinamento RASP para fazer parte do 75º Regimento Ranger, quando sofre um acidente de paraquedas e morre. Acontece que Gideon não fica muito tempo morto, ele volta à vida, mas devido à extensão de seus ferimentos os médicos acreditam que sua recuperação será muito lenta. Porém, ao acordar poucos dias depois, com um bracelete estranho em seu braço, Gideon está completamente curado. Além da sua cura milagrosa, Gideon percebe que seu temperamento explosivo de alguma forma está influenciando as pessoas que estão ao seu redor.

Durante uma festa no dormitório da faculdade em que sua irmã estuda, Gideon conhece a enigmática Daryn e após um ataque estranho e uma fuga alucinante, Daryn conta para Gideon que ele é Guerra, um dos quatro cavaleiros do apocalipse. Ela é uma seletora e tem a missão de unir os quatro cavaleiros para que juntos eles possam proteger um objeto importante dos planos malignos da Ordem. Juntos Daryn e Gideon embarcam em uma jornada para reunir Fome, Morte e Peste os outros três cavaleiros, contando somente com as visões que Daryn tem eventualmente.
"Ignorei a todos e me concentrei em passar a noite com Anna e Taylor. Eu ainda tinha comigo essa energia escaldante, uma carga imensa de raiva bem ao meu alcance. Inflamável. Parte de mim se perguntava se isso estava dentro de mim havia algum tempo e eu apenas o estivera ignorando. Agora não dava mais. Tudo o que eu podia fazer era tentar controlar."
Os Quatro Cavaleiros tem uma narrativa no minimo diferente, um protagonista/narrador. Demorou um pouco pra eu me acostumar com o estilo, ficou um pouco confuso no começo, enquanto Gideon é interrogado pela CIA ele narra os acontecimentos iniciais da história. Então presente e passado se misturam na narrativa. Acompanhar a narrativa sob o ponto de vista de Gideon é interessante, ele possui uma personalidade forte, é focado e orgulhoso. Mas eu gostaria muito de ter a ideia de como seria o ponto de vista dos demais cavaleiros, gostei muito da personalidade de Sebastian/Fome, e o fiquei feliz em saber que no próximo livro teremos mais desse personagem. Quanto os quatro cavaleiros se entendem e começam a trabalhar juntos é uma força incrível, como se um completasse o outro.

O ponto alto da escrita de Veronica Rossi é a forma como ela descreve os elementos de fantasia da história, conseguimos visualizar perfeitamente os detalhes das armas, das armaduras e dos cavalos, a narrativa é tão empolgante que as imagens fervilham em nossa imaginação. O livro é repleto de ação e suspense, a todo o momento temos a impressão que Daryn sabe mais do que realmente está contando para os cavaleiros, e passamos a duvidar de quais são suas verdadeiras intenções.

Rossi criou uma aventura repleta de emoção e cheia de ação sobrenatural. Sua escrita é sombria e misteriosa. Há uma grande química entre os personagens e ainda temos uma pitada de romance que trouxe certo charme para a história. Os Quatro Cavaleiros é um ótimo começo de série, com um final de deixar o coração partido e leitor cheio de expectativas para o próximo. Adorei ter dado mais uma chance para essa história, eu acabei o livro com aquele gostinho de quero mais. Agora se você está com vontade de ler Os Quatro Cavaleiros aqui fica meu conselho: Persista! O começo pode ser desanimador, mas após as 100 primeiras páginas o livro ganha um novo significado e vale muito a pena a leitura.
“- Você quer saber o motivo disso tudo? Eu digo para você. O mal em pessoa está à solta. Corremos perigo… e não estou falando dos cidadãos norte-americanos. Estou falando da humanidade. Estou falando de todo mundo.”



18 comentários:

  1. Já cheguei a ouvir falarem de Never Sky, mas mesmo que fantasia não seja meu gênero favorito, a premissa desse livro me chamou a atenção. O mito dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse pode render ótimas histórias, e ao que parece a autora conseguiu dar um começo interessante a sua série.
    A narrativa parece ser mesmo um pouco confusa, mas talvez seja apenas uma questão de tempo para que o leitor se acostume e ela demonstre seu encanto. Já li muitos livros cujo começo era como o desse, um tanto parado e arrastado, mas quando a premissa realmente me interessa, vale a pena o sacrifício das primeiras cem páginas.
    Admito que ser uma série me desanima um pouco, apesar de compreender que mundos fantásticos e suas mitologias nem sempre podem ser construídos em só um livro.
    Irei esperar resenhas dos próximos volumes, para saber o que espera Gideon e os demais cavaleiros. Mas, pelo menos nesse primeiro livro, acho que daria uma chance a autora.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Hey,

    A capa é bem chamativa, mas a premissa do livro não me atrai, apesar de amar fantasia.

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha me deixou super interessada. Lembra-me uma temporada de spn sobre os cavaleiros do apocalipse. Acho que vou gostar muito desse livro.

    ResponderExcluir
  4. Oi Patty, gostei da capa e da premissa desse livro e mesmo com esse inicio lento, achei a resenha animadora e fiquei interessada, afinal se depois dessa fase inicial mais lenta você embalou e terminou o livro em seis horas a história deve ter suas qualidades :) Achei a ideia com cara de filme e curti saber que tem suspense, segredos, ação e romance, só aumentou minha curiosidade e ainda tem o fato de ser uma duologia, a ansiedade pra ver a história concluída é menor rsr. Ótima resenha ;)

    ResponderExcluir
  5. Achei legal a premissa desse livro também e por ser dessa autora. Estou com aqueles outros livros da série pra ler e até hoje não peguei. Quando vi esse foi mais um que me interessou. Mas nossa, é um negócio ruim quando a gente empaca na leitura assim. Sei bem como é porque estou mais ou menos desse jeito com um aqui. E não é que pareça ser um livro ruim, só que às vezes a gente não consegue ler mesmo. Achei legal pela ação sobrenatural e a aventura da história, o personagem e o jeito dele....mas a narração parece um tanto doida até se acostumar. Sei lá, tem uns troços que podem dar problemas mas no fim das contas acho que a história compensa. Eu gostei dela.

    ResponderExcluir
  6. Que bom saber que apesar do começo lento a história acaba ficando boa.
    Gosto quando autora sabe misturar romance, aventura e ainda dar aquele tom sobrenatural.
    Não conhecia a autora, mas gostei da premissa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nem um livro da autora Veronica Rossi, não costumo muito ler livros YA, que bom que dar uma parada na leitura para você foi bom, as vezes faço isso com alguns livros também; Fiquei bem curiosa para conferir a história deste livro e adicionei ele em minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  8. Olá, apesar do ritmo lento, a obra entrega uma história com versões repaginadas dos cavaleiros do apocalipse, contanto ainda com um modelo de discurso bem original, que parece ser apropriado à trama. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Patty,
    Gideon caiu de paraquedas não, somente, para a morte, mas para um novo mundo com elementos que ele desconhecia. A premissa do livro se destaca, pois se trata de um livro contemporâneo que uni mistério e muita aventura. É uma trama diferente das que leio, mas isso não diminui meu interesse, pelo contrário, sua resenha me deixou bem curiosa. Uma narrativa mais complexa e um pouco difícil no começo não me faz desistir da história, mas me faz dar uma pausa assim como você fez e aconselha neste caso. Por isso sei, que se eu ler o livro deve ter um pouco de persistência para imergir na trama e conseguir absorver tudo que a autora propõe.

    ResponderExcluir
  10. Oi Patty.
    Eu li Never Sky e gostei bastante.
    Já quero ler esse livro, só por seu da mesma autora rsrs
    É bom saber que apesar de ter um início lento, a leitura melhora significativamente. Fiquei bem feliz em saber que é uma duologia e não um série extensa.
    Ainda não li nada sobre os 4 cavaleiros do Apocalipse e achei a trama bem interessante.
    Já vou colocar na minha lista de desejados!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá! Tudo bem?
    Fiquei bem intrigada com este tema de Cavalheiros do Apocalipse. Você falou tão bem dele que sinto que tenho que ler essa série, parece ser tão sensacional! Quero saber mais sobre o porquê da menina escolheu ser a Guerra.
    Ai, ai, vou atrás deste livro agora!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi Patty.
    Eu estou muito ansiosa para ler esses livros, achei uma pena o fato de que no começo a leitura foi arrastada para você e concordo às vezes deixar um pouco livro de lado é a melhor solução, em relação a narrativa acho que também seria um ponto incômodo para mim, porém acredito que não seria um empecilho assim tão grande, achei interessante a sua ressalva de querer o ponto de vista dos outros personagens, acho que realmente tornaria história muito mais interessante enfim eu gostei e pretendo ler com toda certeza muito em breve espero desfrutar bastante da leitura.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Olá! Eu acho a premissa bem interessante, gosto de temas relacionados a apocalipse e tal, mas achei meio forçado colocar essa história num contexto YA. Eu não gosto de YA, é um gênero que me incomoda um pouco, e acho que perde o tom de horror que esse tema deveria causar. Enfim, minha opinião. Não me interessou muito não.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Patty!!
    Ainda não tive nenhum contato com a escrita da Veronica Rossi mas gostei muito da premissa dessa estória fantástica!! Gostei da estória que eles desenvolveu e é bem interessante como Gideon torna-se um dos quatros cavaleiros!! E estou bem curiosa para saber como vai acontecer a escolha dos próximos cavalheiros. Adorei a indicação!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  15. Oi Patty!
    Eu li esse livro há pouco tempo e gostei bastante, era um que não tinha muita pretensão de ler e acabou me surpreendendo, a escrita da autora me deixou fascinada e a forma como ela desenvolveu a história também. Ótima resenha :)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi Patty :)
    Eu amo a escrita da Veronica Rossi e o primeiro livro de Never Sky é um dos meus favoritos então espero que em breve você dê uma chance pra ele hehehe
    Eu tô com vontade de ler esse livro assim que soube quem era a autora, mas confesso que embora eu sabia que se tratava dos quatro cavaleiros não sabia que o principal era homem. Diferente né? Tô tão acostumada com mulheres que provavelmente vai ser estranho quando eu ler hahahaha

    ResponderExcluir
  17. Patty!
    Não conhecia a autora também.
    Gosto de livros que abordem os quatro cavaleiros do apocalipse e pelo visto, cada um deles será o protagonista de um dos livros da série.
    Gideon é o primeiro e achei interessante ver como ele se descobre um dos cavaleiros e terá de ir em busca dos outros.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  18. Pode ser estranho mas me lembrei dos livros da Jojo Moyes em relação ao começo ser mais parado mas quando engata o negócio fica muito bom. kkk Parece ser uma boa fantasia e essa atmosfera sombria parece demais. Curti a resenha!

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!