Resenha #440 - Meus dias com você - Clare Swatman - Arqueiro

Título: Meus dias com você
Autor (a): Clare Swatman
Editora: Arqueiro
Ano: 2017|Páginas: 288

- Recebido em parceira com a editora


Comprar: Amazon |Submarino

Sinopse: Quando o marido de Zoe morre, o mundo dela desaba. Mas e se fosse possível tê-lo de volta?
Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível, algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindo de forma brusca quando ele sai para o trabalho.
Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor.

"A ideia de não ter Ed ao meu lado me enchia de pavor. Seria como viver uma vida pela metade."
Meus dias com você é o romance de estréia da autora Clare Swatman e lançamento de 2017 da editora Arqueiro. A princípio o que me chamou a atenção nesse livro foi a capa, que tem uma arte linda e impecável. Quando li a sinopse acreditei que além de uma capa linda o livro traria uma história emocionante, daquelas capazes de derreter os corações mais duros. Porém, apesar de ter gostado da trama, terminei a leitura de Meus dias com você com uma sensação estranha, do tipo que temos quando não conseguimos nos conectar com os personagens.

Zoe e Ed são um casal em crise, eles se amam isso é fato, mas o relacionamento está desgastado. O leitor somente irá descobrir a razão do desgaste e das brigas conforme vai revivendo com Zoe seus dias com ele. Após uma discussão meio sem sentido, daquelas que acontecem não pelo motivo aparente, mas pelo acumulo de coisas não ditas, mágoas e ressentimentos, Ed sai para trabalhar sem se despedir direito de Zoe, que nem imagina que essa será a última vez que verá Ed com vida. 

Dois meses após o acontecimento Zoe ainda não superou a perda do seu amor. Por conta das brigas e de como tratou Ed na última vez que eles estiveram juntos, Zoe se sente culpada, e acaba entrando em um estado de depressão se isolando das pessoas, é quando sofre um pequeno acidente e é hospitalizada. Quando acorda está no passado em seu primeiro dia na faculdade, dia em que conheceu Ed. É então que percebe que terá uma segunda chance de reviver seus dias com Ed. Todos os dias ela revive um dia especial na vida dos dois, as brigas e reconciliações e tudo que fizeram eles se apaixonarem, só que agora sob um novo olhar. Será que ao reviver os acontecimentos e mudar algumas decisões ela poderá mudar o destino e ter Ed vivo no final?

É assim que o leitor acaba descobrindo o verdadeiro motivo das brigas entre Ed e Zoe, é a partir dessa descoberta que o livro se torna previsível. Já tinha uma ideia do que poderia acontecer no final do livro, e não me surpreendi com o final, fica bem evidente depois que descobrimos o motivo do desgaste do casamento. Não tenho nenhum problema em deduzir qual é o final de um livro, o que me deixa chateada é não me apegar aos personagens. Em vários momentos do livro eu me irritei com a Zoe, porque ela me parecia uma mulher muito chata. Sabe aquelas pessoas que não estão satisfeitas nunca com o que tem, que ao invés de agradecer as pequenas graças do dia, só conseguem enxergar as coisas negativas? 

Mas ao mesmo tempo em que eu ficava irritada com Zoe, percebia o quanto a autora conseguira criar uma personagem tão humana, porque muitas vezes somos assim, reclamamos das nossas frustrações e esquecemo-nos de agradecer ao que temos de bom, ou dar valor a quem está ao nosso lado durante a caminhada. E mesmo tendo consciência desse fato não consegui sentir empatia pela Zoe, principalmente quando suas ações não condiziam com as de uma mulher casada há 10 anos. 

Mesmo não estando no hall de leituras preferidas Meus dias com você cumpre bem o papel de entretenimento, é uma leitura agradável, fluída, leve e envolvente. Não gosto muito de fazer comparações, mas o fato de acompanharmos um dia esporádico da vida do casal em todos os capítulos, fez com que eu lembrasse muito o livro Um dia do David Nicholls, guardadas as devidas proporções, uma vez que não gosto da narrativa do David, e não tive problemas com a narrativa da Clare, quem gostou de Um dia provavelmente gostará de Meus dias com você
“Talvez seja como o efeito borboleta: uma pequena mudança em algum lugar ao longo do caminho pode criar uma transformação enorme e impactante na vida de alguém a quilômetros, ou anos, de distância. O que talvez signifique que até mesmo uma minúscula mudança hoje pode ser relevante o suficiente para evitar que eu perca meu Ed."


22 comentários:

  1. Amo romance mas esse livro não me despertou muito o interesse.

    ResponderExcluir
  2. Oi Patty, Um dia não foi um livro pra mim, não curti e apesar de achar a premissa desse interessante temo não conseguir criar empatia pela protagonista também, esse personalidade dela não me agradou muito. Contudo, como disse a premissa é diferente e a capa tá linda, apesar de não ser um livro que queira ler por agora pode ser que mude de ideia mais a frente a resolva me arriscar na leitura ;)

    ResponderExcluir
  3. Tinha achado essa história bem bonita, mas é legal ver uma opinião a mais de quem leu. Faz a gente perder um pouco das altas expectativas e saber melhor o que esperar ou não. É bem chatinho quando personagem não consegue deixar a gente satisfeito, não conectado com eles. E também não sou lá de me irritar de acertar finais, coisas clichês ou troços assim, mas depende de muita coisa no rumo da historia pra não ficar ruim. Mas não sei, ainda gosto da ideia da trama e tudo que tem a passar. A personagem ser do jeito que é pode deixar uma mensagem, fazer a gente aprender algumas coisas, dar valor a algumas coisas...
    É um livro que gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  4. Oi Patty.
    Quero muito ler esse livro! A capa é realmente linda!
    Não tenho problemas com finais previsíveis, desde que a história seja envolvente.
    Realmente é difícil gostar plenamente de um livro se você não sente empatia com os personagens. Espero não ter esse problema.
    Gostei muito de Um dia! É um dos meus favoritos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá, ainda que de forma não muito empática, a obra consegue abordar temas como a perda de forma profunda e verdadeira, mostrando que muitas vezes o melhor é seguir em frente, pois há coisas que só o tempo é capaz de curar. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de livros que abordem os temas como a perda, sei que serão tristes, mas muitas vezes tiramos lições deles.
    No entanto, é triste saber que Meus Dias com Você não consegue fazer o leitor se apegar a Zoe, ao menos para mim, isso pode fazer que a leitura tenha menos impactado que o planejado e se torne apenas um drama chato, de uma personagem que desgasta o leitor com suas reclamações, por mais que seja humano.
    Isso abaixou um pouco minhas expectativas quanto a história, mas o livro não era uma leitura que planejava fazer logo, visto que há outros que chamaram mais minha atenção.
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oi! Desde que li a premissa do livro pela primeira vez, fiquei bem intrigada para saber se a personagem consegue consertar as coisas. Acho que todo mundo, pelo menos uma vez na vida, ja quis reviver algo para fazer diferente, e isso foi o que mais chamou minha atenção no livro. Uma pena que a personagem é tão chata (todas as resenhas que li falam a mesma coisa sobre ela hahaha) beijoss

    ResponderExcluir
  8. Olá! Detesto quando os livros são previsíveis e eu acabo não vendo nenhum desafio na leitura, sabe? Mas pra quem procura entretenimento sem se importar muito com isso deve curtir a leitura, como você bem falou. Não é o que me interessa, infelizmente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Patty!
    Imagino por tudo que Zoe passou com a perda do marido e que tente de alguma forma tentar mudar o passado, mas é bem improvável que aconteça.
    Acho importante livros que trazem uma forma de nos mostrar que devemos sempre expressar nossos sentimentos a qualquer oportunidade, porque ninguém sabe o que está por vir...
    Reflexão é sempre boa de ser feita em nossas vidas.
    Gostei!
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  10. Esse livro já me ganhou por essa capa e história super interessantes. Espero que a leitura funcione pra mim e eu curta bastante. Muito boa a resenha, abraços!

    ResponderExcluir
  11. Hey!
    Eu li esse livro há pouco tempo e gostei bastante, mas concordo com essa questão de "ser previsível", porém é um romance que atendeu bem minhas expectativas, apesar de ser um livro que não leria novamente. Gostei muito da sua resenha!

    Bjs:*

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu li resenhas desse livro e me deixa super curiosa com essa historia. A trama é bem envolvente, já faz o leitor fica com a curiosidade para saber o que houve entre eles para chegar ao fim, os motivos e também há reflexões bem interessantes. Estou super ansiosa para ler!

    Meu Blog: https://tempoliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Seria bacana se todos pudéssemos uma segunda chance para consertar os erros, nem sempre isso é possível. Essa história me parece bem bacana e conforme conhecemos mais do passado da personagem com o marido, dá pra ter uma ideia do porque das brigas do casamento. Sem dúvidas, um livro curioso para se ler.

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro, porém já assisti um filme com uma história bem parecida e amei.
    Sua resenha me deixou com vontade de saber como ela tenta mudar situação sobre a relação.
    Adoro um bom drama que traga uma reflexão.

    beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Patty,
    Faz meses que desejo ler esse livro, e apesar de ver vários comentários dizendo que o livro não é tão bom, mesmo assim eu estou ansiosa para ler, mas vou segurar as minhas expectativas, assim não fico frustrada com a leitura kkk.
    Não há como negar, a sinopse e essa capa são puro encanto! Mesmo com um final previsível e uma personagem que pouco cativa, acredito que esse romance traz uma bela história, e as reflexões inseridas na trama, trazendo os altos e baixos de um relacionamento em crise proporcionam uma leitura envolvente e marcante.
    Acho que o que mais gostei mesmo foi a forma como a autora construiu a protagonista, uma personagem humana, que muitas vezes nos reconhecemos, com suas frustrações, inseguranças e medos tão reais.
    Vou anotar na meta já para o próximo ano, pois nesse ano não vou conseguir ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, Patty!!
    Já li algumas resenhas sobre esse livro e até o momento gostei da premissa da estória, não digo que estou encantada ou querendo adquirir o mais rápido possível esse livro para fazer a leitura dele... mas mesmo assim é um livro interessante para nós darmos valor o que temos e nunca esquecer que o tempo não volta.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  17. Acho muito bonita a capa deste livro, gosto de histórias de romance, uma pena você não ter conseguido ter se conectado com os personagens, e que a história se torna meio previsível, mas que bom que este livro é uma leitura leve, agradável e envolvente, pretendo ler Meus dias com você futuramente.

    ResponderExcluir
  18. Oi Patty.
    Eu, assim como você, não vi esse livro como um dos favoritos, porém reconheço que essa foi uma ótima leitura, os personagens me cativaram e a história de superação e dor dos personagens foi incrível, esse foi meu primeiro contato com a escrita da autora e posso dizer que comecei bem, não vejo a hora de conhecer outros livros de sua autoria.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Olá Patty ;)
    Adorei sua resenha sua resenha, deu para sentir os sentimentos que o livro passa ao leitor!
    Sempre tenho prazer de ler livros em que a protagonista ganha uma segunda chance na vida e etc, só fiquei com receio de como vai ser o final da história... sinto que tenho que ler esperando pelo pior haha
    Acho essa capa linda demais, e saber que a história é um drama, foi isso que me deixou mais animada pela leitura! Ganhei o livro em um sorteio e espero conseguir ler em breve *-*
    Bjos

    IG Literário: @sentencaliteraria

    ResponderExcluir
  20. Este livro esta entre os 10 mais desejados da minha estante. Li muitas resenhas sobre ele, e gosto da proposta da historia. Parece ser aquele romance lindo de se acompanhar. Mas abaçana ler tuas ressalvas sobre a historia, até para não me decepcionar com ele. Irei ler sem tantas expectativas, mas espero poder conferir em breve!!

    ResponderExcluir
  21. Ola Patty,
    Eu tbm gostei muito da capa desse livro e queria ter ele na minha estante so por causa dela.
    Eu li alguns comentarios sobre esse livro que acabou me deixando dividida pra ler
    Vc citou que nao conseguiu se identificar com os personagens principais e isso foi mais um ponto pra eu meio que desistir da leitura (uma amiga minha que leu, tbm não gostou do casal)
    Talvez um dia eu leio, mas não tenho certeza.

    ResponderExcluir
  22. Nunca tinha parado pra prestar atenção nesse livro e concordo com você que a arte dele é linda!
    Achei a premissa até interessante, mas confesso que não é meu tipo de história embora eu tenha ficado curiosa pra saber qual a razão das brigas e se o final é feliz hahaha.
    Uma pena que você não conseguiu se conectar com os personagens porque sem essa conexão você fica tanto faz tanto fez pra eles :/

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!