Resenha #449 Todas as Garotas Desaparecidas - Megan Miranda - Verus

Título: Todas as Garotas Desaparecidas
Série: All The Missing Girls #1
Autor(a): Megan Miranda
Editora: Verus
Páginas:294|Ano: 2017

- Recebido em parceria com a editora.

Comprar: Amazon |Submarino

Sinopse: Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas.
Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece.
Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás.
Todas as Garotas Desaparecidas é um suspense psicológico impactante — contado de trás para frente. Quando você pensa que está seguindo por um caminho conhecido, Megan Miranda — autora revelação no gênero do suspense — vira tudo de cabeça para baixo e nos faz questionar até onde estaríamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos.


"O homem ... não consegue aprender a esquecer, mas se vê preso ao que passou: por mais longe ou rápido que corra, a corrente corre junto."
- Friedrich Nietzsche
Oie, e hoje mais uma resenha de um gênero que amo! E amém! Depois de algumas escolhas ruins de leituras recentes, esse veio para me animar bastante!

A história nos é apresentada pelo ponto de vista de Nic, uma jovem de vinte oito anos comum (aparentemente) que mora em uma espécie de loft minúsculo e está noiva de um ótimo partido que é advogado e vem de uma família abastada. Aparentemente a vida de Nic é pacata e é o tipo de namorada que sempre diz a coisa certa, faz a coisa certa; possui um bom emprego como orientadora. Ela está noiva mesmo que ainda não tenha um tempo definido para o casamento, acredita que é tudo que precisa para seguir sua vida e esquecer todo seu passado. Seu futuro está ali ao seu alcance e todo passado já era enterrado onde deve ou deveria ficar. No passado! Mas...

Ela recebe uma ligação de seu irmão e precisa voltar para casa e ajudar na reforma da propriedade da família e convencer seu pai, que se encontra em uma clínica, a assinar os documentos para venda da propriedade. Ao voltar ela se perde entre passado e presente e com isso vem memórias e relatos sobre a morte ou desaparecimento de sua melhor amiga há dez anos, que por acaso foi o ponto inicial que a fez mudar radicalmente seu rumo na vida.

Nicolette é de cidade pequena, Cooley Ridge (não tem mais como esquecer esse nome depois de tantas menções durante a leitura), e como em todas as cidades pequenas as fofocas correm à solta e o que falam te condena. É muito importante manter as aparências e representar para proteger a si mesmo e àqueles que se ama. O passado não quer mais ficar enterrado e é hora de encarar todas as verdades e mentiras contadas quando Corinne desapareceu (até agora).

Todo enredo é contado de trás para frente nos mostrando o passado e o presente, entrelaçando fatos, pessoas, mentiras, verdades e momentos até nos deixar completamente loucos para que o dia em que tudo ocorreu venha à tona o mais rápido possível, pois a ansiedade é muita para ler o que de fato eu já imaginava. Apesar de ter imaginado algumas coisas eu não sabia exatamente como a autora iria desenvolver aquilo e amarrar todas as pontas sem que algo ficasse faltando.

Para mim que sou leitora voraz do gênero, posso dizer com propriedade que a autora estreante foi muito bem. E que gostaria de ler muito mais histórias contadas por ela. Apesar de ter achado que ela poderia ter feito uma ou outra coisa diferente (que leitor não pensa assim?) - não posso dizer que não adorei a história de cabo a rabo e que tudo se encaixa, mesmo quando não achamos que poderia.

Além de Nic, óbvio que vamos conhecer muitos outros personagens que juntos formam uma teia para uma pergunta constante que muitos se fazem há dez anos. Como Corinne sumiu? Qual motivo? Quem matou Corinne, se é que ela está morta?

O motivo de eu não dar cinco estrelas e favoritar é por ter faltado algo; como eu disse a autora mandou muito bem em um livro desse gênero e de estreia, mas faltou o quesito surpresa talvez - em certo ponto eu - e estou falando por mim - não posso falar por outros que leram ou virão a ler a história - já tinha ideia de como tudo tinha ocorrido e o que veria. Então o quesito surpreender e sair do "normal" não me deixou dar mais uma estrelinha.

Mas posso falar que Megan Miranda foi feliz em todo o enredo e principalmente por criar personagens tão críveis, defeituosos e ao mesmo tempo capazes de tudo por aqueles que amam. São personagens comuns, sem muitos "enfeites", mas são típicos do tipo de cidade que a autora criou e serviram como uma luva para a história.

Não duvidem nunca de uma coisa: "O amor genuíno e a lealdade são duas coisas que nos fazem mover montanhas, mentir, omitir, e até fazer o impensável!".
"Começou com um telefonema, enganosamente simples e fácil de ignorar. A mensagem de Daniel ecoou no silêncio: 'O dinheiro está quase acabando. Precisamos vender a casa. Mas o pai não quer assinar a papelada'. Pausa. 'Ele está mal, Nic'. Sem pedir minha ajuda, porque seria direto demais. Diferente demais do nosso estilo."



14 comentários:

  1. Este livro está na minha lista de desejados desde que li a primeira resenha.
    Adoro um bom policial, ainda mais quando traz mistérios e claro, crimes não solucionados.
    No mais, todas as resenhas que li deste livro, frisaram o quanto a autora foi feliz em suas letras e como conduziu a trama sem perder o fio da meada.
    Espero poder ler em breve!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Karini!
    Este livro tá bem bacana, apesar de não ler mto o gênero há um tempinho eu gostaria mto de conhecer o enredo, pelo que venho acompanhando a escrita anda agradando bastante os leitores.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Humm, esse livro tá parecendo ótimo então. Adoro narrativas do tipo e que brincam com passado e presente e toda essa ansiedade pra saber de alguma coisa. Só isso já torna o livro gostoso de ler. Pela curiosidade de chegar no final e ter tudo solucionado e respondido. É bom ler umas coisas assim, o mistério e as teorias que a gente vai criando fica uma leitura bem envolvente. Queria ver como é esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Eu estou com bastante vontade de ler esse livro. Eu acho esse enredo bem intrigante, e tenho muita curiosa de saber o que aconteceu no passado, e o que aconteceu com a Corinne.
    Gostei de saber que a autora fez um bom trabalho no livor, e que os personagens são bem construídos.
    Só é uma pena que o final não foi tão surpreendente, mas quero muito ler esse livro mesmo assim.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Karina.
    Eu quero muito ler esse livro, eu adoro que a autora cria personagens que tem defeitos e são humanos, a coisa toda da narrativa de trás para frente também é um ponto que me chamou bastante a atenção, eu adoro que tem todo esse cenário de mistério, que para mim é muito cativante, enfim, quero muito ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Há uns dias atrás eu estava vendo várias blogueiras falando sobre este livro, mas apesar de não gostar muito de marketing em cima de livros, eu acabei fiquei com vontade de ler este, pois o enredo conseguiu me chamar a atenção.

    Mas, que pena que você não ficou surpresa com o final do livro.

    ResponderExcluir
  7. Ola . Eu adoro livro Policial e ainda não conhecia a Autora, esta é primeira resenha que leio desse livro, e confesso que já entrou na lista de desejados, é legal quando começamos ler um livro e ficamos empolgada e não largamos até desvendar quem é o assassino, como vc disse que a história é contada de trás para frente , entrelaçando os fatos e fiquei imensamente curiosa em saber a o que realmente aconteceu com a Corine!! Adorei a Dica e vou ler com certeza!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Karini.
    Gosto quando a história é contada em cronologia reversa, sendo que vamos descobrir o que aconteceu só no final. Acho que é uma forma de manter o leitor envolvido e engajado na leitura até o fim rs
    Que pena que o livro não te surpreendeu como um todo. Quando eu descubro quem é o assassino ou o plot twist eu tbm acabo não gostando tanto do livro, pois não tem aquele fator surpresa.
    Mesmo assim, fiquei com vontade de ler o livro e saber o que aconteceu com Corinne.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Não curto terror, mas estou amando terror psicológico! Já tinha lido uns 2 e recentemente li Caixa de Passaros, final boring mas adorei o desenrolar do livro!
    Uma pena que esse livro não tenha te surpreendido, a euforia da surpresa na leitura é uma delícia haha Mas não me incomodo muito quando adivinho o que vem a seguir. Tive uma professora, inclusive, que disse para nossa sala que a maioria das pessoas gostam de descobrir o que vem antes, pois se sentem inteligentes hahahah E que muitas vezes o autor do livro ou filme entrega o que vem de propósito pois sabem que isso gera esse efeito nas pessoas. Posso ser tosca e dizer que me sinto inteligente também? :P
    Anyway, parece ser muito bom e ter uma pegada policial também, né? Gosto muito (principalmente em séries).
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá, apesar de ser um pouco previsível, essa obra consegue prender o leitor do início ao fim, uma vez que a autora joga várias informações que contribuem para que façamos várias teorias em busca da verdade. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Ola, tudo bom?
    Que bom que a autora foi bem em seu livro de estreia, esse gênero é complicado, e sempre nos prende né, sempre queremos desvendar tudo logo e saber como termina, fiquei interessada em ler o livro, então darei uma chance a ele.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  12. Karini!
    Gosto do desafio de poder encontrar uma inovação na leitura e com certeza o livro ser escrito de tráz para frente, é bem diferente.
    Uma pena que apesar da curiosidade em tentar desvendar os mistérios das mortes e saber quem é o assassino, as personagens não prendeream você como deveria...
    Ainda assim como boa curiosa, gostaria de ler.
    “A poesia contém quase tudo que você precisa saber da vida.” (Josephine Hart)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  13. Confesso que não costumo ler livros desse gênero com muita frequência, mas quando vi a capa desse livro, e a sinopse, logo me interessei de cara, porém agora lendo sua resenha fiquei ainda mais entusiasmada com a leitura, acredito que a autora fez um bom trabalho tecendo passado e presente, e nos prendendo a leitura, para que conseguimos compreender o que realmente aconteceu com as personagens.

    SORTEIO NO AR, VENHAM PARTICIPAR: petalasdeliberdade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Nossa, que livro incrível!
    Uma premissa muito boa, pela sinopse mostra uma historia bem envolvente, com superações e perdas, amores e etc. Tem uma pegada bem legal, um romance que gosto. Já anotei na lista!

    Meu Blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!