Resenha #462 - Origem - Dan Brown - Arqueiro

Título: Origem
Autor (a): Dan Brown
Editora: Arqueiro
Ano: 2017|Páginas: 432

- Recebido em parceria com a editora.

Comprar: Amazon |Submarino


Sinopse: De onde viemos? Para onde vamos?
Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência".
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch... e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.
"O homem planeja e Deus ri."

Origem é lançamento de 2017 da Editora Arqueiro, é o sétimo livro de ficção do autor Dan Brown e o quinto protagonizado pelo professor de simbologia de Harvard Robert Langdon. Em uma entrevista Dan Brown disse que a ideia de Origem surgiu após ouvir uma música religiosa diferente, que ao invés de pedir ajuda a Deus a letra exaltava Charles Darvin e o evolucionismo, a música que serviu de inspiração para Origem é uma composição do irmão do autor Gregory Brown.

De onde viemos e para onde vamos? Essa reposta vale milhões. Mas após ler Origen de Dan Brown eu acredito que a pergunta que o autor quer realmente despertar em seus leitores é "Deus irá sobreviver à ciência?" Mas uma vez Dan Brown cria polêmica ao tocar em assuntos "delicados" como a fé das pessoas. Sabemos que as religiões sempre tiveram grande importância para a humanidade apoiando valores morais, por outro lado sabemos que a ciência avançou drasticamente nos últimos anos de tal forma que é quase impossível acompanhar sua evolução, a questão é "qual será o papel da religião no futuro?" A ciência será capaz dr responder o grande questionamento da vida, de onde viemos e para onde vamos?

"A linha do tempo do desenvolvimento humano está se comprimindo, o espaço que separa o "antigo" do "moderno" vai se encolhendo até desaparecer. E por esse motivo eu lhes dou minha palavra de que nos próximos anos de desenvolvimento humano serão chocantes, perturbadores e totalmente inimagináveis!"

Langdon é convocado pelo amigo e ex-aluno o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, para assistir a uma apresentação no ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao, nessa apresentação Edmond garante que irá revelar a resposta cientifica para o maior questionamento da humanidade, de onde viemos e para onde vamos, é claro que essa revelação irá abalar as estruturas das religiões ao redor de todo o mundo.

Muitos têm a perder com essas revelações, há três dias Edmond se encontrou com os três principais lideres religiosos do mundo, e por mais previsível que seja a vida de Edmond está em perigo, e é assim que Langdon se vê envolvido em uma trama frenética em busca das respostas de Edmond, essa busca fará com que nosso protagonista viaje por várias cidades espanholas começando por Bilbao, depois Servilha, Barcelona e Madrid. Em um pouco mais de 400 páginas a trama se desenvolve em um ritmo ilógico, onde todo o enredo acontece em apenas três dias, em uma velocidade alucinante. É assim que o leitor  acompanha a saga de Langdon para desvendar os símbolos e trazer a verdade para o mundo, tudo isso recheado de conspirações, perseguições e alta tecnologia.

Quem já leu Dan Bronw reconhece logo nos primeiros capítulos a receita de bolo do autor, não desmerecendo a escrita de Bronw, mas fica evidente o rumo que a história vai tomar, é uma receita que vem dando certo, e como se diz não se mexe em time que está ganhando. Landgon tem um mistério a desvendar, e para isso ganha uma parceira, que nesse caso é Ambra Vidal, diretora do museu Guggenheim e noiva do Rei da Espanha. O que prende o leitor do começo ou final do livro é a curiosidade sobre as respostas sobre a origem da vida e se a teoria de Edmond realmente é convincente. 

Surpreendentemente na mesma época que eu estava lendo Origem a empresa na qual trabalho contratou uma palestrante para falar sobre o futuro. E o que parecia ser somente ficção, acabou se tornando algo possível e real. Em Origem somos apresentados a uma inteligência artificial, algo que está sendo introduzido em nossas vidas mesmo que ainda não percebemos. Além disso a tecnologia está cada dia mais presente em nossas vidas.

O final do livro me deixou muito feliz, nem tudo é o que parece ser, e a última revelação deixa aquela pulguinha atrás da orelha ao levantar questões tão pertinentes ao nosso tempo, bem estilo Dan Bronw.
"O amor não é uma emoção finita.
Não temos só uma certa quantidade para dar.
Nosso coração cria amor à medida que precisamos dele."



6 comentários:

  1. Oi, Patty,
    O livro traz questionamentos importantes (que acredito que traz uma reflexão ao leitor), ligados à ficção do livro e seu mistério.

    ResponderExcluir
  2. Oi Patty, pelas resenhas que tenho acompanhado desse livro o fato do autor "não mexer em time que está ganhando" usando a mesmo fórmula já apresentada em outros livros, agrada a uns e a outros não, o que é interessante. Não sei se gosto da abordagem do tema polêmico nessa história, que leva o leitor a se questionar se "Deus irá sobreviver à ciência?" mas achei a resenha bacana e gostei de ver seu ponto de vista. ;)

    ResponderExcluir
  3. Antes de tudo, se eu já comentei nesta resenha, por favor, desconsidere o comentário.rs
    Mas falar de Dan é sempre bom!
    Mesmo já não me prendendo mais ao detetive Langdon e não tendo lido este último livro, ainda aprecio demais as letras do autor.
    Eu acho que as histórias são sempre muito parecidas e o Langdon faz no primeiro livro o que faz ou fará em todos.
    Não digo que não lerei,mas será bem mais para frente!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Tenho um livro do Dan Brown aqui, anjos e demonios, que comprei na empolgação por estar apenas de 10 reais, tentei ler e achei um saco. Aí tentei assistir o primeiro filme, que n lembro o nome, e achei um porre também. Poxa, todo mundo amaa Dan Brown porque eu não consegui ler? kkkkk
    UM DIA concluirei esse livro, tenho um colega que disse q a historia vai melhorando em todos os livros aos poucos, que o inicio realmente é mais chatinho na escrita do autor, mas que vale a pena. Então por isso e porq já gastei meu dinheiro ne, lerei.
    Sobre origem, esse mesmo colega me disse que era bom mas que não era um dos melhores do autor.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Patty!
    Já sou bem fã do Robert Langdon e claro do Dan Brown, porque gosto muito das questões que levanta em seus livros, principalmente sobre religião e como elabora todo enredo voltado para a utilização dos conhecimentos de Langdon. E agora tudo se passa na Espanha, já fiquei empolgada.
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Olá Patty!!
    Acho que sou a única leitora que nunca leu nada do Dan Brown, mas achei bem interessante a premissa do livro e fiquei bem empolgada em ler e saber se os questionamentos de "De onde viemos e para onde vamos?" vai ter uma resposta, gostei muito da Dica do livro e vou ler com certeza assim que tiver oportunidade!!

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!