Resenha #463 - Como se casar com um marquês - Julia Quinn - Arqueiro

Título: Como se casar com um marquês
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2017|Páginas: 339

- Recebido em parceira com a editora

Comprar: Amazon |Submarino

Sinopse: Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.
Se você encerrar a conversa, sussurrou a voz de Susan, “ele ficará fantasiando a respeito do que você teria dito a seguir.”


Como se casar com um marquês é o segundo livro da duologia Agentes da Coroa da diva Julia Quinn e é lançamento de 2017 da Editora Arqueiro

Leia também:
#Agentes da Coroa 1 - Como agarrar uma herdeira - Julia Quinn

Sem sombra de dúvida Julia Quinn é uma das minhas autoras preferidas do gênero romance de época, dificilmente me decepciono com a leitura de seus livros, e não foi diferente com Como se casar com um marquês, mais um livro para se ler com um sorriso no rosto, seus personagens renderam gargalhadas inúmeras, suspiros e um quentinho no coração.

Elizabeth Hotchkiss ficou responsável por cuidar de seus três irmãos mais novos após a morte dos pais. Infelizmente o dinheiro não é algo que o pai se importou em deixar para os filhos, e por conta disso Elizabeth trabalha como dama de companhia de Lady Danbury, sim é a mesma da série Os Bridgestons. Elizabeth não é nada como as damas de companhias que temos em mente, ela é desaforada e sarcástica, e quanto mais o tempo passa mais parecida com sua patroa ela fica. 

Ela possui poucas certezas em sua vida, e uma delas é que precisa se casar com um homem rico, só assim ela conseguirá manter sua família unida e garantir um futuro compatível com o título que possuem. Na biblioteca de Lady Danbury Elizabeth encontra um livro intitulado Como se casar com um marquês, esse livro é um manual para conseguir um bom casamento. Sem ter nada a perder ela resolve testar os ensinamentos do livro com o administrador da propriedade da Lady Danbury. O que Elizabeth nem sonha é que o administrador na realidade é o Marquês de Riverdale, e está disfarçado para investigar as ameaças que a tia anda recebendo.

Como se casar com um marquês vai render várias gargalhadas para os seus leitores, a ideia de colocar em prática algumas das dicas encontradas no livro acaba tornando Elizabeth uma mulher desastrada, e passa a ideia errada para James o Marquês de Riverdale, que ora acredita na inocência dela, ora acredita que ela é capaz das coisas mais infames. Além do fato de quase deixar Elizabeth louca, pois levar a risca alguns ensinamentos do livro é imensamente difícil, tamanho o absurdo de alguns decretos.

Agora vamos falar de Lady Danbury, se tem uma personagem que consegue roubar qualquer cena essa é Lady Danburgy. Poucos sobrevivem a um dialogo com ela, por conta de seu humor ácido, mas Elizabeth tira de letra, e como James fora criado por ela, ele sabe muito bem o que esperar da tia. Isso cria entre Elizabeth e James uma cumplicidade. É claro que o orgulho é o catalisador para os desentendimentos entre o casal, como um bom romance de época, os personagens possuem traumas do passado e mal-entendidos colaboram para o surgimento de mágoas, mas é inegável que há uma química intensa entre eles.

Não é necessário ter lido o primeiro livro para acompanhar a história de Como se casar com um marquês, mas é bom o leitor saber que o casal do primeiro livro aparece aqui, e assim como James é um personagem importante no primeiro livro, o leitor terá a sensação que perdeu algo ao se deparar com Blake e Caroline nesse livro.

Com uma narrativa em terceira pessoa que se alterna nas perspectivas de James e Elizabeth, Julia Quinn acerta na mescla entre o romance e a diversão, e torna a narrativa leve e despretensiosa, rápida e muito fácil de ler. Eu amei acompanhar esses personagens, é inspirador ver como Elizabeth se dedica aos irmãos, definitivamente ninguém segura a língua de Lady Danbury, um livro encantador que com certeza conquistara os corações dos fãs.

Foi o tipo de beijo pelo qual uma mulher morreria, o tipo de beijo que uma mulher não interromperia mesmo se as chamas do inferno estivessem lambendo seus pés.


5 comentários:

  1. Oi, Patty.
    Juntamente com a responsabilidade em cuidar dos três irmãos, vem a chance dela conhecer o amor. E essa investigação do James servirá para ele conhecê-la e não ter uma ideia errada dela... Enfim, para unir o útil ao agradável!

    ResponderExcluir
  2. Gostei até mais desse do que do anterior e sim Júlia é uma autora incrível e nos apresenta sempre personagens super cativantes <3 Ri e amei a história e Lady Danbury e seu gato merecem todo destaque por tornarem a história ainda mais divertida. Amei a resenha e acho que vale muito a pena ler os livros da Júlia, assim como embarcar nos romances de época que são meus preferidos <3

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda me assusto com a quantidade de livros que a Julia tem nos presenteado e me assusto mais ainda com a volta dos leitores lendo romances de época.
    Estive em uma livraria em São Paulo há um tempo e amei ver tantos livros da autora expostos!
    Namoro esse livro há um bom tempo e sei que lerei em breve! Amo as letras da Julia e essa maneira de inserir mulheres fortes, determinadas e enredos repletos de bom humor!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Julia Quinn <3 amoo
    Já li todos da série Os Bridgertons e da série Quarteto Smythe-Smith, a proxima com certeza sera agentes da coroa;
    MAS,as vezes acho que a julia tem ghost writers. Vc n acha não? SÃO MUITOS LIVROS. Ou ela não tem vida ou realmente não entendo como pode ter feito tantos livros em tao pouco tempo kkkkkk fora isso, adoro a escrita da autora (ou dos autores :p) e as historias sempre me envolvem e me deixam mais leve, bem o que estou precisando no momento!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Patty!
    Fiquei feliz em saber que esse exemplar é ainda melhor do que o primeiro, mais irreverente e hilário.
    James e Elizabeth devem bem dar o tom do clima sexual entre eles, sem contar com os trechos engraçados.
    Gosto demais da autora.
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!