Resenha #450 - O Silêncio das Águas - Brittainy C.Cherry - Record

Título: O Silêncio das Águas
Autor (a): Brittainy C.Cherry
Editora: Record
Ano: 2017|Páginas: 364

- Recebido em parceira com a editora

Comprar: Amazon |Submarino

Sinopse: Quando a pequena Maggie May presencia uma cena terrível à margem de um rio, sua vida muda por completo. A menina alegre que vive saltitando de um lado para o outro e tem uma paixonite por Brooks Griffin, o melhor amigo de seu irmão, sofre um trauma tão grande que acaba perdendo a voz. Sem saber como lidar com o problema, sua família se vê em uma posição difícil e tenta procurar ajuda, mas nenhum tratamento vai adiante. Ao longo dos anos, Maggie aprende sozinha a conviver com os ataques de pânico e, sem conseguir sair de casa, encontra refúgio nos livros. A única pessoa capaz de compreendê-la é Brooks, que permanece sempre ao seu lado. A cumplicidade na infância se transforma em amizade na adolescência, até que um dia eles não conseguem mais negar o amor que sentem um pelo outro. Mas será que o forte sentimento que os une poderá resistir aos fantasmas do passado e a um acontecimento inesperado, que os forçará a navegar por caminhos diferentes?

O Silêncio das Águas é o terceiro livro da série Elementos escrita pela autora Brittainy C.Cherry e é lançamento de 2017 da Editora Record. Os primeiros livros da série Elementos já foram resenhados aqui no blog, O Ar que Ele Respira e A Chama Dentro de Nós.

Algo que eu aprendi ao ler a série Elementos é que não posso esperar encontrar um novo Sr.Daniels, o primeiro livro de Brittainy publicado no Brasil elevou muito as expectativas de seus leitores, afinal Sr.Daniels é um livro ímpar. Dito isso, os três livros já publicados no Brasil da série Elementos são ótimas leituras, podem ser clichês e previsíveis, mas também são emocionantes.


Isso é o que amor verdadeiro significa pra mim.
Amor verdadeiro significa que você pode rir de seus erros.
Amor verdadeiro significa que você pode sussurrar segredos.
Amor verdadeiro significa que você nunca teria que dançar sozinho.
Que Brittainy é uma ótima autora ninguém tem dúvida, mas minha admiração por ela cresceu muito com a leitura de O Silêncio das Águas. Logo nas primeiras páginas do livro, o leitor se depara com uma nota da autora, onde ela nos conta como foi difícil o processo de criação desse livro. Uma vez ela a própria autora passou por um período na sua infância/adolescência de dificuldades com a fala, algo semelhante ao que acontece com a personagem principal do livro. Brittainy deixa uma mensagem para seus leitores, que todos nós estamos sujeitos às mazelas da vida, e que todos somos capazes de superá-las. 

O Silêncio das Águas é divido em três partes. No prólogo somos apresentados a Maggie uma garotinha de seis anos de idade, que mora com o pai desde que a sua mãe os abandonou. Ela está acostumada a presenciar os envolvimentos amorosos do pai, que nunca deram em nada, apesar dele prometer todas as vezes que era pra sempre. Mas a situação muda quando seu pai conhece Katie pela internet, ela é uma viúva mãe de dois filhos. Maggie então aos seis anos ganha uma família nova e dessa vez sim "pra sempre".

Diferente dos outros livros da série em O Silêncio das Águas há uma passagem de tempo de 22 anos, o prólogo se passa em 2004 e a última parte do livro em 2026. Sim estamos no futuro. Não é muito comum livros desse gênero abranger um período tão extenso das vidas dos protagonistas, mas eu entendi a proposta da autora, é tocante perceber que uma pessoa pode sim superar um trauma, mas devemos entender que isso pode levar anos, o importante é nunca duvidar da capacidade de alguém.

Maggie até os 10 anos era uma garota normal, comum para sua idade, meio doidinha, animada ao extremo, gentil e incapaz de prever que o mundo poderia se tornar algo escuro. Como a maioria das garotas de sua idade, Maggie nutria uma paixão pelo melhor amigo de seu irmão, Brooks, dois anos mais velho que ela. Enquanto Maggie estava na fase da paixão juvenil, Brooks passava pela fase em que os meninos odeiam as meninas. Porém isso não impediu Maggie de convencer a todos, inclusive a Brooks que eles deveriam se casar em uma cerimônia no meio do bosque. Infelizmente no dia do ensaio para o casamento de brincadeira, Brooks se atrasa e Maggie acaba ficando sozinha no bosque, onde presencia um crime e o trauma a faz perder a voz. Não que ela não seja mais capaz de falar, ela simplesmente não consegue nem falar e nem sair de casa.

Após 8 anos do ocorrido Maggie ainda não superou o trauma, nunca mais saiu de casa, e os 18 anos recebe a visita diária da vizinha idosa e de seu melhor amigo Brooks, o pai continua amoroso e dedicado a filha, mas podemos perceber que cicatrizes marcam essa família, a mãe largou o trabalho e passou a dar aulas em casa para Maggie, antes amorosa agora trata a filha como se ela fosse uma sombra, a irmã mais nova culpa Maggie por ter se tornado a preterida, uma vez que a atenção dos pais foi totalmente direcionada para o "problema" de Maggie, o irmão se tornou um grande companheiro, mas a família nunca mais foi a mesma. Todos, sem exceção acreditam que são culpados pelo que aconteceu com Maggie.

Apesar de todos os problemas Maggie se tornou uma garota adorável, dedicada e amiga. Para suprir suas necessidades ela se tornou uma leitora ávida, e aqui tenho que fazer uma pausa, como eu disse anteriormente a história é contada em um espaço de tempo de 22 anos, é engraçado ver livros como "A culpa é das estrelas", ou " Quem é Alasca?", servirem de referência para algo que se passa em 2026. É claro que o leitor que gosta dos livros que são citados durante a trama, se sentirá mais próximo a protagonista. Quantos de nós não criamos laços de amizades com pessoas através de livros? E isso está muito presente em O Silêncio das Águas. 

O envolvimento dos protagonistas nesse livro é algo tão lindo, Brooks não precisa de palavras para entender o que Maggie diz, eles são tão próximos e tão amigos. Em um universo tão recheado de badboys, Brooks se tornou totalmente o oposto. Ele é o tipo de cara carismático, engraçado, lindo, inteligente, muito gente boa, apaixonado por música e que cuida daqueles que ama, pois pra ele falar somente não é o suficiente.

O ponto forte desse livro podemos dizer que são as relações humanas, mesmo não se expressando com a voz, Maggie conseguiu construir relações fortes e intensas. A relação com seu pai é de uma cumplicidade única, ele a entende somente com o olhar. A relação com a irmã passa por um período conturbado, mas Maggie nunca deixou de demonstrar o amor que nutria por ela. Percebemos o quanto o trauma afetou a mãe de Maggie, ela mesma se tornou uma sombra o que foi um dia, e carrega uma culpa e um medo enorme nos ombros.

O final do livro traz um acalanto ao coração, mas claro que os protagonistas tiveram que passar por várias provações, afinal, somos seres frágeis, e tudo em nossas vidas pode mudar em um instante. Brittainy consegui mais uma vez me emocionar, criou personagens que ao mesmo tempo em que o leitor tem vontade de colocar no colo e cuidar, tem vontade de gritar com eles, porque eles são tão reais, e como humanos são imperfeitos. O Silêncio das Águas é um livro emocionante, uma história de amor que vence o tempo e as barreiras, que supera e cura. 

A pessoa nunca lê um livro incrível duas vezes e sai dele com as mesmas convicções.




15 comentários:

  1. É, achar algo tão bom quanto aquele primeiro livro dela pode ser difícil, mas estou louca pra ver o que ela fez nessa série. Essa história parece muito forte. A trama da Maggie e tudo que ela passou, o trauma, como ela ficou depois disso e o silencio já é algo que me deu uma curiosidade enorme e só posso imaginar a carga emocional disso tudo. Gostei pela força dos relacionamentos, de como a relação com os outros pode ser bonita e forte mesmo com esse detalhe difícil dela. Tem uma lado sentimental nesse livro que parece ter feito as coisas ficaram muito bonitas, apesar de todo trauma e toda dor. Acho que iria amar. Tô bem ansiosa pra conhecer essa história.

    ResponderExcluir
  2. Patty sou completamente louca pra ler essa série...
    Capas enredos em chamaram mta atenção, espero conseguir ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Patty.
    Da autora só li Sr. Daniels, e confesso que não fiquei tão animada para ler essa nova série. Mas depois de ler a sua resenha vou dar uma chance e vou ler O Ar que ele respira.
    Maggie parece ser uma personagem forte e fiquei curiosa para saber o que aconteceu com ela.
    Achei bem legal ter referência a livros que os leitores provavelmente já leram ou pelo menos sabe do que se trata. É uma forma de criar empatia com o personagem.
    Também gostei bastante do vínculo familiar entre Maggie, seus pais e irmãs. Deve ser uma relação muito bonita, talvez com alguns atritos, mas que dá para se notar que há muito amor entre eles.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. So li um livro da autora e me apaixonei por Love mr. Daniels. Eu sei que esse livro faz parte de uma serie. A sinopse me encantou mas bateu uma preguicinha em começar a ler mais uma serie. Sinto falta dos livros unicos

    ResponderExcluir
  5. Ola, Esse livro esta na minhas lista para comprar, eu li o livro O Ar que ele respira e fiquei apaixonada pela escrita da Brittainy C. Cherry, adorei a resenha e como adoro livros clichês e gostei de saber da nota da autora sobre o problema na fala que ela teve e ter coragem de colar essa nota no livro, esse livro me parece ser extremamente emocionante, e os protagonista são muito fofos!! Espero ler logo o livro e me emocionar com essa história de amor!!

    ResponderExcluir
  6. Estes livros estão na minha listinha de desejados tem um tempinho e só hoje me dei conta de Sr Daniels acabou passando despercebido.
    Acabei de colocar ele na lista de desejados.
    Essa série das Águas eu namoro tem um bom tempo, principalmente este novo livro que traz todo o drama, dores e incertezas da personagem.
    Quero muito poder conferir todos os livros da autora!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Olaa! Gosto muito de romance e de chorar com eles mas essa série me soa sem sal. Vi uma resenha que criticava o excesso de drama do primeiro livro (o que eu não me importaria) e o excesso de discursos, frases feitas e dramáticas que soam muito irreais, fantasiosas e prontas, sabe? Não gosto disso. Gosto de livros mais reais e personagens mais reais também. Toda trama que leio e o protagonista fica soltando discursosinho "perfeito", sem falhas, pausas e sem parar pra pensar, como se aquilo estivesse em sua cabeça o tempo todo só consigo imaginar os diaasss em que o autor passou escrevendo aquele discurso, o aperfeiçoando e me soa TÃO falso. Gosto quando os personagens erram e falam besteira também, sabe? Livro cheio de lição de moral como esse séria não me agrada.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, não conheço a série, mas vejo que nesse volume a autora dá destaque ao poder do amor, que é capaz de suportar qualquer adversidade do destino. A caracterização dos personagens parece ser muito bem feita, tornando impossível não se deixar cativar pelos protagonistas. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Patty.
    Eu, assim como você admiro muito essa autora, eu li Sr. Daniels, porém confesso que não gostei muito dos personagens não, o que não posso dizer a acerca da série Os elementos, já que amei, a autora em cada livro trás uja bonita reflexão, esse foi sem duvida o melhor livro da série para mim, o fato de que ela mesma viveu na pele o que a mocinha passou é ainda mais impressionante, enfim, eu amo de paixão essa série.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Eu estou doida pra ler esse livro!! Eu amo os livros da autora (mas também acho Sr. Daniels o melhor livro da autora).
    Já li os dois primeiros livros dessa série, e eles realmente são bem clichês, mas é o tipo de história que me faz apaixonar e suspirar durante a leitura. Esse livro também parece ser perfeito! Acho que eu vou me apaixonar por esses personagens, e me emocionar com essa história. Quero muito ler ele logo :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. É tão incrível quando o autor consegue colocar uma dificuldade que ele teve no passado nas suas paginas e transmitir esses sentimentos através de um personagem. Só de saber que a autora fez isso, me deixou animada e curiosa para ler.

    Eu não gosto muito de livros de romances, mas confesso que esta série sempre me chamou muito a atenção.

    ResponderExcluir
  12. Ola,
    Tenho ouvido falar muito bem dos livros da autora, e essa série, esta fazendo o maior sucesso, tenho certeza de que temos que aprender muito com esses personagens marcantes criado pela autora, eu espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  13. Patty!
    Como diz meu amado Lulu Santos:”Não existiria som, se não…houvesse o silêncio” e é bem isso nesse livro que parece intenso, carregados de marolas e de muito amor, apesar dos tsunâmis e dos momentos de calmaria.
    Adorei!
    “A poesia contém quase tudo que você precisa saber da vida.” (Josephine Hart)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  14. Realmente tem toda a razão nenhum livro dessa autora se compara com a obra Sr. Daniels, mas se tratando desta série, só li o primeiro, e já tenho o segundo mas ainda não comecei a lê-lo, porém este terceiro pelo visto e tocante, e muito emocionante, só não imaginava que se passava em um futuro distante, mas me pareceu ser uma estória e tanto, na qual foi capaz de me fazer quer ler logo.

    SORTEIO NO AR, VENHAM PARTICIPAR: petalasdeliberdade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu obtenho o segundo livro da serie e estu desejando ler em breve. A trama desse ultimo livro é bem interessante, gosto dessa pegada de está um futuro bem distante, apesar de ser só ficção mas é bem legal. Uma premissa boa e estou desejando ler!

    Meu Blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!